Embrapa e Firjan lançam projeto que une agronegócio e jogos digitais

Tempo de leitura: 1 minuto

A Embrapa Solos (RJ), Firjan Senai e Sistema CNA/Senar estão lançando nesta sexta-feira, 26, o “SoilsPlay: o agro entrou no jogo”, projeto que agrega duas das maiores cadeias de valor do mundo dos negócios: o agronegócio e a indústria de jogos digitais. Startups e empresas desenvolvedoras participarão de uma chamada pública e serão desafiadas a apresentar propostas de games, que contemplem aspectos técnicos, capacitação e possíveis simulações de cenários, de maneira lúdica e atrativa. A previsão e de que o edital saia em abril.

“Os jogos digitais, além de entreter, são ferramentas importantes de educação e sensibilização para gerações que cresceram jogando videogames e jogos em celular. Esta parceria com a Embrapa e a Firjan Senai neste desafio é um passo enorme para chamar a atenção em temas cruciais sobre sustentabilidade, ciência e melhores e modernas práticas no agronegócio”, afirma Rodrigo Terra, presidente da Associação Brasileira das Empresas Desenvolvedoras de Jogos Digitais (Abragames).

Os temas da disputa são baseados nas vertentes de sistemas integrados de produção, serviços ecossistêmicos, mercado de carbono, recuperação e conservação de solos e experiência do consumidor, informou a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) em nota. A final do projeto está prevista para junho.

Poderão participar acadêmicos ou profissionais de diversas áreas de conhecimento, organizados em equipes de empresas ou startups.

“A gameficação do aprendizado de aspecto técnico, administrativo e operacional de uma fazenda, com um roteiro de atividades a partir da experiência real, é uma ferramenta moderna de disseminação do conhecimento que vai apoiar produtores em todo país”, avalia Fabricius Garcia Neto, especialista em captação de recursos da Firjan.

Segundo a entidade, a última década marcou a consolidação em escala global da importância dos três pilares que definem o desenvolvimento sustentável, com transformações nos aspectos sociais, econômicos e ambientais. No Brasil, os avanços do setor agropecuário com ênfase na sustentabilidade tornaram-se realidade por meio de conhecimento, inovação e tecnologia, que aumentam a rentabilidade do setor e minimizam os impactos ambientais.

Relacionados

Ouro fecha em baixa, com rendimentos dos Treasuries e pressionado por dólar

O contrato mais líquido do ouro fechou em baixa nesta quinta-feira, em sessão focada nos movimentos dos juros dos Treasuries e [...]

Estadão - 22/04/2021

Fluxo cambial total no ano até 16 de abril é positivo em US$ 9,470 bi, diz BC

O fluxo cambial do ano até 16 de abril ficou positivo em US$ 9,470 bilhões, informou nesta quinta-feira, 22, o Banco [...]

Estadão - 22/04/2021

BC aprimora regulação de arranjos de pagamento

O Banco Central (BC) publicou nesta quinta-feira uma resolução com aprimoramentos na regulamentação de arranjos de pagamentos. De acordo com a [...]

Estadão - 22/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções