Intelbras protocola pedido de IPO que pode movimentar até R$ 1,871 bi

Tempo de leitura: 1 minuto

A desenvolvedora de tecnologia Intelbras protocolou na terça-feira, 12, na Comissão de Valores Imobiliários (CVM) o prospecto preliminar e o aviso ao mercado de sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). A empresa estimou que a faixa indicativa de preço por ação ficará entre R$ 15,25 e R$ 19,25, e se forem vendidos todas as ações da oferta base, mais os lotes adicional e suplementar, a operação pode movimentar até R$ 1,871 bilhão, caso a ação saia no teto da faixa indicativa.

A oferta consistirá na distribuição pública, inicialmente, 46 milhões de ações de oferta primária e 26 milhões de ações de oferta secundária.

Caso haja demanda, os acionistas responsáveis pela oferta secundária, em que os recursos ficam com os vendedores, e não com a empresa, poderão lançar mais 25,2 milhões de ações. Assim, a companhia pode captar até R$ 885,5 milhões com a emissão primária, e os vendedores podem ficar com até R$ 985,6 milhões.

Segundo a companhia, os recursos captados da oferta primária serão utilizados para acelerar seu crescimento por meio de aquisições, expansão da capacidade industrial e automação de processos produtivos, ampliação de soluções de software as a service e hardware as a service, além da expansão de canais internos verticais e de varejo.

A oferta de ações está sendo coordenada pelos bancos BTG Pactual (coordenador líder), Citi, Itaú BBA e Santander Brasil.

Relacionados

Confiança do comércio da FGV cai 0,9 ponto em janeiro ante dezembro (90,8 pontos)

O Índice de Confiança do Comércio (Icom) caiu 0,9 ponto na passagem de dezembro de 2020 para janeiro, para 90,8 pontos, [...]

Estadão - 27/01/2021

AstraZeneca diz que não cancelou reunião com UE sobre atraso no envio de vacinas

A AstraZeneca negou que tenha desistido das negociações sobre vacinas com a União Europeia (UE) e informou que planeja se reunir [...]

Estadão - 27/01/2021

FMI eleva as projeções para a economia do País

A economia brasileira crescerá 3,6% neste ano e 2,6% no próximo, segundo as novas projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI). Apesar [...]

Estadão - 27/01/2021

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções