Caixa começa a atender DPVAT pelas agências, mas terá APP em 2 semanas

Tempo de leitura: 1 minuto

A Caixa Econômica Federal, que a partir desta segunda-feira (18) assume a gestão dos recursos e do pagamento das indenizações do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT), começará a atender o público pelas agências físicas, mas em duas semanas vai disponibilizar um aplicativo, afirmou o presidente do banco, Pedro Guimarães.

“O pagamento do DPVAT pela Caixa é um movimento importante para minimizar problemas, fraudes, em especial para as pessoas mais humildes”, disse o executivo, durante transmissão ao vivo pelos canais da Caixa no YouTube e no Facebook.

Segundo ele, todos os pagamentos de indenização do seguro serão realizados exclusivamente pelo Caixa Tem, o banco digital da Caixa Econômica, criado durante a pandemia para distribuir o auxílio emergencial. “Há uma grande pulverização dos brasileiros, nos lugares mais remotos, como já demonstramos pelo pagamento do auxílio”, disse Guimarães, segundo quem as contas criadas para o pagamento da indenização serão gratuitas.

O presidente do banco contou que, em um primeiro momento, o atendimento da Caixa será feito nas agências físicas, mas que haverá um aplicativo especializado em um prazo de duas semanas, o DPVAT Caixa. “Mas as agências da Caixa estarão sempre abertas para todos os brasileiros que tenham qualquer demanda”, disse o executivo, que estima que cerca de 500 mil brasileiros tenham demandas ligadas ao seguro por ano.

De acordo com Guimarães, não haverá nenhuma mudança nas regras de indenização do DPVAT. Ao descrever o caminho que o cidadão fará para receber o pagamento pela Caixa, o executivo disse que primeiro ele deverá apresentar a solicitação junto com a documentação, que será analisada e com uma resposta em até 30 dias. E o pagamento, repetiu, será pelo Caixa Tem. “Quem ainda não tem a conta receberá a conta de graça e receberá o seu pagamento por essa conta”, disse.

“Estamos fazendo isso para redução de fraudes, melhora dos beneficiários, reduzindo e eliminando intermediários e atravessadores, redução de custos. Muitas pessoas moram em lugares longes, onde não há agência de banco. Se elas podem receber pelo digital, isso é acelerado”, explicou Guimarães.

Relacionados

Serviços operam 10,8% abaixo do pico registrado em novembro de 2014, diz IBGE

O setor de serviços conseguiu enfim recuperar as perdas provocadas pela crise sanitária, mas ainda está distante do pico alcançado anos [...]

Estadão - 15/04/2021

Índice de confiança das construtoras sobe a 83 em abril nos EUA

O índice de confiança das construtoras nos Estados Unidos subiu de 82 em março para 83 em abril, segundo dados publicados [...]

Estadão - 15/04/2021

EUA sustam envio de navios de guerra ao Mar Negro, em meio a tensão Otan/Rússia

O governo dos Estados Unidos cancelou o envio de dois navios militares ao Mar Negro, em meio ao acirramento das tensões [...]

Estadão - 15/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções