Cotações por TradingView

5 Investimentos de liquidez diária que você deve conhecer

Tempo de leitura: 5 minutos

Os investimentos com liquidez diária trazem vantagens interessantes para os investidores que precisam de dinheiro disponível a qualquer momento. Afinal, nem sempre é possível prever quando será necessário dispor do dinheiro para resolver alguma questão.

Por isso, quem tem receio sobre a disponibilidade de valores ou procura alternativas de curto prazo, pode considerar opções com tal característica.

Para ajudar, preparamos este post para apresentar 5 investimentos de liquidez diária e esclarecer algumas dúvidas sobre o tema. Confira!

O que é liquidez do investimento?

A liquidez do investimento trata da velocidade em que será possível fazer o resgate e receber o dinheiro. Ou seja, um investimento com alta liquidez significa que ele pode ser resgatado facilmente. Nesse sentido, a liquidez diária significa que o valor pode estar disponível no mesmo dia.

Aplicações com liquidez diária geralmente permitem resgates a qualquer momento ou em dias úteis. Assim, há rapidez no recebimento do dinheiro. Mas algo que você precisa pensar é na possibilidade ou não de perder dos rendimentos.

Existem alternativas que podem ser resgatadas rapidamente, mas trazem perdas financeiras. Por exemplo, Ações na renda variável são compradas e vendidas ao longo do pregão, mas não há proteção do dinheiro investido.

Enquanto isso, alguns investimentos de renda fixa só permitem resgates antes do vencimento com perdas da rentabilidade. Logo, é preciso buscar uma aplicação com liquidez sem perdas.

Devido a sua importância, a liquidez é um dos três fatores que compõem o tripé dos investimentos. Além dela, os dois pilares que devem ser avaliados ao investir são:

  • riscos ou segurança: trata dos riscos de perdas que existem ao investir;
  • rentabilidade: se refere ao retorno que o investimento oferece ou pode oferecer em certo período.

De modo geral, não é possível encontrar uma opção que ofereça o melhor em todos os 3 aspectos. É por causa disso que a diversificação de carteira se torna importante.

Com ela, é possível escolher alternativas variadas, trazendo equilíbrio para os investimentos. Além disso, é preciso considerar o seu perfil de investidor. Nem todos estão dispostos a correr riscos para potencializar a rentabilidade, por exemplo.

5 Investimentos de liquidez diária que você deve conhecer

Entendendo o conceito de liquidez e como ele se relaciona com os demais fatores, fica mais fácil avaliar as opções. Confira agora os 5 investimentos de liquidez diária que podem compor a sua carteira!

1. Poupança

A caderneta de poupança é a aplicação mais tradicional no Brasil. Um dos motivos é sua facilidade e liquidez. Muitas vezes, está vinculada à conta-corrente, é considerada segura e os valores depositados podem ser movimentados a qualquer momento.

Todavia, apesar dos benefícios, existem desvantagens. A principal é que ela oferece uma rentabilidade baixa, que costuma perder para a inflação em muitos cenários. Ou seja, você pode ter perda do poder de compra, mesmo com o dinheiro investido.

Diante disso, existem alternativas de investimento que oferecem segurança semelhante à poupança, enquanto também trazem maior retorno.

2. Tesouro Selic

A plataforma do Tesouro Direto oferece títulos públicos de liquidez diária. Isso acontece porque o Governo Federal se dispõe a recomprar os títulos para garantir o resgate. Porém, as regras variam conforme o tipo de aplicação.

Quando se fala na liquidez diária, o Tesouro Selic é o mais indicado. Como o próprio nome diz, ele é atrelado à Selic, a taxa básica de juros da nossa economia. Por ser pós-fixado, o título está menos exposto a oscilações no mercado secundário e normalmente pode ser resgatado sem perdas.

Vale lembrar que os outros títulos, como Tesouro Prefixado e Tesouro IPCA, também podem ser resgatados a qualquer momento. Entretanto, o investidor pode ter perdas na rentabilidade ou mesmo no valor investido devido às oscilações da chamada marcação a mercado.

3. CDB (Certificado de Depósitos Bancários)

Os CDBs são investimentos em renda fixa que consistem em um empréstimo feito ao banco. A instituição emite os certificados, que são adquiridos pelos investidores e rendem a taxa de juros determinada. A rentabilidade pode ser prefixada ou atrelada a um índice, como o CDI.

Eles são segurados pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que protege até R$ 250 mil por CPF ou CNPJ por instituição. Assim, há segurança para encontrar um CDB com liquidez diária — que permitem o resgate sem perda da rentabilidade.

No entanto, tenha em mente que os certificados podem ter prazos mínimos, então nem sempre oferecem o resgate antecipado. Para não errar, sempre verifique as regras antes de investir.

4. Fundos DI

Os Fundos de Investimento são uma modalidade coletiva constituída por cotas e administrados por um gestor profissional. Assim, o investidor adquire uma cota para participar do fundo, enquanto o gestor administra os ativos que compõem o portfólio.

Existem vários tipos de fundos disponíveis no mercado financeiro, como os Fundos DI. Eles são focados em renda fixa, escolhendo ativos de baixo risco. Logo, apresentam rendimentos de acordo com o CDI ou a Selic.

A característica costuma limitar a rentabilidade, mas traz segurança e liquidez diária. Assim, também não há riscos de perda em caso de resgate antes do prazo. Por isso, são mais uma opção adequada para os investidores que buscam disponibilidade.

5. Ações

As Ações são parcelas do capital social de empresas, negociadas na Bolsa de Valores. É uma opção de renda variável que pode ter um bom potencial de rentabilidade, mas também traz riscos para o investidor.

Como você pode de vendê-las quando quiser durante o pregão, elas têm de alta liquidez. Porém, apesar de muitos acreditarem que se trata de liquidez diária, a prática é um pouco diferente. Após a venda, existe um período de liquidação até que o valor seja disponibilizado.

Normalmente, você só terá acesso ao dinheiro da venda após 2 dias úteis. Ademais, nem todas as Ações têm grande procura, o que pode dificultar a venda. Por exemplo, atrasando o levantamento do valor ou fazendo com que seja preciso vender por um preço menor.

Mais uma alternativa que pode ter alta liquidez, mas gera risco de perda financeira é o Fundo Imobiliário. Ele também é negociado em bolsa, então pode ter resgate durante o pregão. Contudo, a renda variável não é indicada para metas que demandam liquidez — como a reserva de emergência.

Neste post você conheceu 5 Investimentos de liquidez diária para compor a sua carteira. Agora, pense sobre as alternativas, considerando seu perfil e suas metas, para encontrar os mais adequados para o que busca!

Ainda tem dúvidas sobre como investir? Aproveite para aprender como identificar a opção ideal para seu perfil de investidor!

Relacionados

Quanto vale cada ponto no mini dólar? Tire suas dúvidas!

Os minicontratos de dólar estão entre as alternativas mais procuradas por especuladores que buscam ganhos no curto ou curtíssimo prazo. Porém, [...]

Guide Investimentos - 25/11/2021

Fundo long only: quais as diferenças para outros fundos de ações?

O mercado de renda variável é repleto de alternativas. Por exemplo, você pode investir em ações, FIIs (fundos imobiliários), ETFs (fundos [...]

Guide Investimentos - 24/11/2021

Front running: veja por que é uma prática ilegal!

No mercado financeiro, especialmente para os que buscam ganhos no curto prazo, adiantar-se e tomar decisões rápidas é primordial. Contudo, nem [...]

Guide Investimentos - 22/11/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções