Cotações por TradingView

13 Dicas de como economizar dinheiro nas festas de final de ano

Tempo de leitura: 10 minutos

Com a aproximação do final do ano, também começam a surgir gastos típicos da fase. Afinal, comemorar o Natal e o Ano Novo geralmente demanda fazer diversas compras. Para não se exceder e começar o ano seguinte no vermelho, o ideal é saber como economizar no período.

Apesar de parecer ser mais difícil, há como se controlar nessa época e, ainda assim, aproveitar o período. Então, além de se divertir e ter bons momentos, você tem a chance de começar o próximo ano bem — e com as contas no azul.

Quer descobrir como isso é possível? Veja 13 dicas para gastar menos no final do ano!

1. Monte um planejamento financeiro para a época

A organização financeira é um dos componentes mais importantes quando a intenção é economizar dinheiro. No caso dos gastos do final do ano não é diferente e, por isso, é interessante realizar um planejamento financeiro específico para as festas.

Comece entendendo a sua situação financeira, como o quanto há disponível para gastar, considerando outras contas e novos recebimentos. Se você ganhar 13º salário, por exemplo, pode pensar em usar uma parte dele para tal momento.

Em seguida, é o momento de criar um orçamento. Com ele, você pode definir para onde vai o dinheiro, considerando os gastos específicos. De preferência, vale a pena montar uma pequena reserva para imprevistos.

Afinal, pode surgir algum gasto adicional e, para não comprometer as finanças, o ideal é ter um valor extra. Ao colocar o planejamento em prática, avalie os resultados e veja se é necessário redistribuir recursos ou se há outras oportunidades para gastar menos, por exemplo.

2. Não gaste além dos seus ganhos

Uma das regras de ouro da educação financeira é não gastar além do que você pode, de fato, pagar. Considerando que a intenção é saber como economizar no final de ano, você deve reforçar sua atenção sobre esse princípio.

Na prática, significa, por exemplo, evitar usar o cartão de crédito ou — pior ainda — o cheque especial. Essas podem até parecer soluções momentâneas, mas causarão endividamento nos próximos meses. Logo, deixam mais difícil começar o ano bem.

Para não cair em armadilhas, o melhor é fazer pagamentos à vista. Fuja dos parcelamentos e procure negociar descontos com o pagamento em dinheiro. Assim, você previne uma bola de neve causada pelos gastos de fim de ano. Ela afetaria todas as suas finanças ao longo dos meses seguintes.

3. Faça presentes em vez de comprá-los

Comprar presente de Natal é uma das atividades mais comuns para essa fase do ano, mas também pode pesar no orçamento. Afinal, dependendo dos tipos de itens e das quantidades, será preciso destinar uma boa parte dos recursos do seu mês.

Contudo, não tem que ser sempre assim. É possível economizar dinheiro na tarefa ao buscar um presente de Natal que seja criativo e barato. Um dos melhores jeitos de alcançar esse resultado é fazendo os próprios presentes, em vez de comprá-los prontos.

Um item decorativo para casa, por exemplo, pode ser feito com uma boa dose de criatividade e um toque de criatividade. Há, até mesmo, projetos que não exigem materiais muito diferentes dos que você já tem em casa.

Além de tudo, um presente feito à mão costuma ser muito mais significativo e ter um impacto maior. Então vale a pena considerar a alternativa para as suas comemorações natalinas.

4. Considere realizar um amigo secreto

Como você acabou de ver, fazer o próprio presente é uma das soluções de como economizar dinheiro no período. Para a economia de Natal ser maior, é possível recorrer a outra solução: a realização de um amigo secreto.

Com a interação, todos podem receber presentes, sem que seja obrigatório cada pessoa realizar diversas compras. Na prática, não é preciso gastar tanto, pois você ficará responsável por apenas uma pessoa a ser presenteada.

Para reduzir os gastos e evitar os riscos de alguém se decepcionar, é interessante estabelecer um limite de preço para os presentes. Assim, evita-se o risco de alguém pagar caro e receber algo muito mais barato, por exemplo.

5. Monte a lista de convidados com antecedência para as festas

Já que se planejar é tão importante para ter sucesso em como economizar no Natal e no Ano Novo, é importante montar a lista de convidados o mais rapidamente possível. Se você promove uma festa, tire um tempo para definir todas as pessoas que estarão presentes nas celebrações.

A partir disso, você poderá calcular a quantidade de comida necessária para as ceias, assim como demais custos. É, ainda, um jeito de já definir o que deve ser preparado, de acordo com as preferências e as necessidades de cada um.

Quanto mais cedo a quantidade de convidados estiver definida, mais rapidamente você conseguirá resolver os detalhes. Como consequência, há mais chances de gastar menos e ficar dentro do orçamento pessoal e familiar.

6. Evite deixar as compras para a última hora

Montar a lista com antecedência, como você viu que é preciso fazer, gera diversos efeitos positivos. O principal deles é permitir que você consiga realizar as compras com a devida antecedência, o que ajuda a economizar.

Um dos motivos é o fenômeno comum de os preços aumentarem com a aproximação das datas comemorativas. Com o aumento da demanda, muitos lojistas aproveitam para elevar os preços. Logo, deixar as decisões para a última hora pode custar caro.

Além disso, fazer compras nos últimos instantes aumenta as chances de realizar aquisições por impulso. Assim, há o risco maior de você pagar mais do que o que planejou inicialmente.

O melhor é pensar em diluir as compras ao longo do tempo e até aproveitar promoções específicas. No final de novembro, por exemplo, muitas lojas participam da Black Friday e oferecem alguns descontos que seguem por semanas após o evento. Desse modo, é possível obter economia ao se antecipar para o Natal.

7. Pesquise os preços e as condições

Por falar em não deixar tudo para a última hora, realizar as compras antecipadamente é interessante porque favorece o encontro das melhores condições. Você terá mais tempo para conferir os valores praticados em diferentes marcas e lojas, além de poder comparar o varejo físico com o e-commerce.

Se for comprar roupas para o evento, procurar em brechós pode ser uma ótima escolha para economizar. Para comprar alimentos e bebidas, recorrer a um atacadista pode ajudar a equilibrar quantidade e custo.

Também aproveite para negociar ou aproveitar condições especiais e facilitadoras. Algumas lojas virtuais oferecem cupons ou cashback — em que você recebe uma quantia quando comprar de novo.

Lojas físicas podem oferecer descontos para compras à vista e promoções temporárias. A verdade é que quanto mais tempo você tiver para procurar, maiores serão as chances de encontrar ótimas ofertas e, assim, poder economizar.

8. Reaproveite o que for possível

Além de saber como comprar e economizar dinheiro, é importante repensar a necessidade de algumas das aquisições. Afinal, não é porque se trata do Natal e do Réveillon que você, necessariamente, precisa comprar tudo novo.

Na verdade, é bem interessante pensar em reaproveitar alguns elementos. Em vez de comprar roupas para as celebrações, considere alternativas que já existem no seu armário. Talvez tenha alguma peça não usada ou que não foi tão aproveitada durante o ano.

O mesmo vale para a decoração da casa. Não é necessário comprar novos enfeites para a árvore se os atuais estão em plenas condições de uso. Arrumar a mesa com o que você já tem também é uma forma de economizar.

9. Faça uma ceia colaborativa

Dependendo do tamanho da sua lista de convidados ou mesmo das suas tradições para Natal e Ano Novo, a ceia pode sair bem cara para fazer sozinho. Afinal, será preciso comprar todos os ingredientes, além de usar mais gás ou energia elétrica para prepará-los.

Como consequência, o custo final pode se tornar muito elevado. Para evitar que a situação aconteça, considere realizar uma ceia colaborativa. O nome já indica seu significado: ela é feita em colaboração com todos que participam da celebração.

Nesse caso, cada convidado pode ficar responsável por um prato, acompanhamento ou sobremesa e/ou pelas bebidas. Se cada pessoa levar um pouco para a ceia, é possível ter muito mais variedade e menos custos.

Também é interessante contar com a ajuda para a decoração e para outras etapas que fazem a comemoração. Assim, você tem a certeza de que não tem que comprometer o orçamento com coisas que já estão disponíveis para o uso.

10. Evite os desperdícios

Quando compramos algo e jogamos fora, não estamos desperdiçando apenas o produto — mas também o nosso dinheiro. Já que a intenção é aprender como economizar nessa época do ano, é preciso se preparar para evitar os desperdícios.

Pense, por exemplo, na quantidade de comida. Não vale a pena planejar muitos pratos se não houver saída equivalente. Ao distribuir responsabilidades, portanto, considere isso.

É importante, ainda, caprichar no uso consciente de recursos. Não deixe nada funcionando à toa e prefira guardar ou reaproveitar em vez de descartar. Com isso, menos coisas param no lixo e melhor é o uso do seu dinheiro.

11. Considere fazer tudo em casa

Quando chegam o Natal e o Ano Novo, é muito comum a família pensar em viajar para celebrar. Essa pode ser uma boa escolha, mas também envolve maiores custos. Por isso, se o objetivo for economizar, é melhor manter tudo em casa.

Reorganize os espaços para receber seus convidados e aproveite o que o seu lar tem a oferecer. Dessa maneira, o dinheiro que seria gasto fora de casa pode ser aproveitado nas celebrações da época.

Outra dica é tentar centralizar as atividades e tarefas dentro de casa. Em vez de contratar um buffet para a ceia, por exemplo, é mais barato que cada um prepare o próprio prato da ceia. Com a colaboração, é possível economizar tempo e dinheiro.

12. Não saia do orçamento previsto

A primeira dica que você viu estava relacionada ao planejamento financeiro, certo? Agora, vale a pena reforçá-la. Afinal, não basta elaborar o orçamento perfeito se você não segui-lo à risca. Portanto, é fundamental se manter dentro do valor que foi decidido para o período.

Se algo ficar mais caro, tente redistribuir os demais custos. Repense a necessidade de uma compra ou mesmo faça alguma adaptação — como criar o próprio presente, como mostramos.

Em último caso, você pode cortar alguma despesa do seu orçamento tradicional para liberar recursos para as festividades. Esse é mais um motivo pelo qual é importante fazer tudo com antecedência — há tempo hábil para tomar decisões.

Em relação ao seu orçamento do mês, lembre-se de cuidar para que ele não exceda muito as expectativas. Procure moderar o uso do cartão de crédito e não faça grandes compromissos financeiros. As festas já trazem gastos adicionais, então é preciso cuidar do custo mensal.

13. Lembre-se do ano que se aproxima

A dica para se ater ao orçamento envolve, ainda, uma questão psicológica. Nessa época, é comum que as pessoas estejam mais generosas. Graças ao espírito natalino e de conclusão de um ano, muitas vezes os limites são ultrapassados para fazer mais uma doação ou dar mais um presente.

Nessa hora, é essencial se lembrar de que o próximo ano chegará e trará obrigações, dívidas e, é claro, oportunidades. É preciso estar preparado para não encarar dificuldades e, portanto, as finanças têm que estar em dia.

Portanto, antes de comprar mais presentes do que você pode pagar ou de gastar sem limites, reflita sobre o que acontecerá em breve. Janeiro é um mês que normalmente traz gastos sazonais relevantes, como impostos e taxas de matrículas.

Tenha em mente, ainda, seus objetivos em longo prazo. Assim, será possível tomar decisões melhores e reduzir as despesas de modo geral. Aproveite ao máximo o poder da educação financeira para passar pelas festas com alegria e moderação.

Saber como economizar dinheiro nas festas de final de ano não é tão complexo quanto pode parecer. Com planejamento, boas decisões e um toque de criatividade, você poderá celebrar o Natal e o Ano Novo sem comprometer as finanças do seu próximo ano!

Não deixe seus amigos sem saber destas dicas! Compartilhe o post nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a terem um final de ano mais equilibrado!

Relacionados

Índice de Treynor: descubra qual retorno da sua carteira com esse índice!

Um dos principais objetivos dos investidores é construir patrimônio. Nesse sentido, a rentabilidade da carteira é um dos critérios que devem [...]

Debora - 26/11/2021

Existe ETF de bitcoins? Conheça fundos de índice para investir em criptomoedas!

As criptomoedas vêm se destacando no mercado financeiro, atraindo a atenção de diversos investidores. Como consequência, é comum que novas alternativas [...]

Guide Investimentos - 26/11/2021

O que é RDB? Aprenda a investir nesse título!

A renda fixa oferece investimentos com diferentes características. Há, por exemplo, os títulos públicos, as aplicações privadas e, ainda, as alternativas [...]

Guide Investimentos - 24/11/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções