10 livros inspiradores sobre finanças e economia para ler em 2021

Tempo de leitura: 8 minutos

Os especialistas da Guide Investimentos junto com o seus parceiros do Terraço Econômico fizeram uma curadoria de 10 livros para que você entenda melhor o mundo de hoje. Os livros passam desde economia, finanças, estatística, filosofia e até economia comportamental e não existe nenhum item na lista que não vale a pena a leitura.

Everybody Lies: Big data, new data and what internet can tell us about who we really are – Stephens-davidowitz

Livro Everybody Lies por Stephens Davidowitz

O livro é super atual. Publicado em 2017, traz inúmeros exemplos sobre o comportamento humano, desconhecidos até aqui, e bastante surpreendentes. O autor, um economista que estudou em Harvard e trabalhou por algum tempo no Google, usa bases de dados até há pouco indisponíveis, e aborda temas diversos. Exemplos? Comportamento racista, terrorismo, sexo, publicidade, entre outros. Enfim: Seth afirma que é da natureza humana mentir. E daí? Bem, para os economistas, isto é fundamental. Pessoas reagem a incentivos, e conhecer as reações aos incentivos se torna essencial. Aquilo que buscamos na internet, por exemplo, releva mais do que se imagina a princípio. Afinal, sozinhos, frente à tela do computador, somos mais verdadeiros, nós mesmos. Bem-humorado, o livro de Seth traz à tona a dificuldade em fazer previsões, e incorporar o comportamento humano nos “modelos”. Ainda mais difícil é defender a racionalidade das pessoas. O livro também está disponível em português: Todo mundo mente.

A jogada do século – Michael Lewis

Livro A Jogada do Século por Michael Lewis

Lançado em 2010 nos EUA e em 2011 no Brasil, a obra de Lewis, “A jogada do século“, que logo entrou para a lista de best-sellers do New York Times, é uma narrativa instigante sobre o colapso financeiro de 2008. O autor constrói uma crônica muito bem articulada através de personagens reais, diretamente envolvidos na crise iniciada dentro do mercado subprime nos EUA. Ele é capaz de contar essa história vivida por tantas pessoas, a partir de um novo ângulo, prendendo a atenção do leitor. É uma leitura que recomendo para qualquer um que tenha interesse em entender a maior crise do mercado financeiro, entendendo, ou não, o que é um “CDS”.

Rápido e Devagar: Duas formas de pensar – Daniel Kahneman

Livro Rápido e Devagar: Duas formas de pensar por Daniel Kahneman

Você acha que no Brasil há mais casos de adultério envolvendo médicos ou políticos? Aposto que você rapidamente respondeu a segunda opção, graças aos estereótipos profissionais que conhecemos, sem considerar dados estatísticos importantes, como o fato de termos muito mais médicos do que pessoas ocupando cargos políticos em nosso país. Esse é só um exemplo das “pegadinhas” do nosso cérebro, que Daniel Kahneman explica em “Rápido e Devagar: Duas formas de pensar”, e que estão presentes em nossos processos de tomada de decisão, incluindo aqueles relacionados a dinheiro. Ganhador do Nobel de Economia em 2002 é fácil descobrir porque o autor foi premiado pelo livro. Com linguagem simples e muitos exemplos, Kahneman desconstrói página após página a ideia de que somos racionais quando pensamos em nossas finanças e assim, coloca em nossas mãos informações que nos ajudam a fazer escolhas melhores e a entender um pouco mais como funciona nosso cérebro, é claro.

A riqueza na nação no século XXI – Bernardo Guimarães

Livro A riqueza na nação no século XXI por Bernardo Guimarães

No clima de Fla-Flu de debates político e econômico ainda há quem seja pragmático e olhe para os resultados independente de qual grupo aquela política tenha vindo. É o caso de Bernardo Guimarães, professor de EESP/FGV. Em seu livro “A Riqueza da Nação do Século XXI” ele sai da visão dicotômica de luta de classes. Bernardo procura explicar em sua obra “o que traz prosperidade ao país como um todo”, assim como faz a obra “A Riqueza das Nações”, de Adam Smith, título e obra no qual Bernardo se inspirou. Aborda questões como: a lei do conteúdo nacional, a política de campeões nacionais do BNDES e como são determinados os salários de uma economia. Leitura obrigatória para quem quiser sair do senso comum da mídia tradicional.

O andar do bêbado: como o acaso determina nossas vidas – Leonard Mlodinow

Livro O andar do bêbado: como o acaso determina nossas vidas por Leonard Mlodinow

O livro “O andar do bêbado” é recomendado não apenas a economistas, matemáticos ou qualquer outro profissional com noções de estatística. Como Mlodinow bem coloca já no início de sua obra e demonstra magistralmente ao longo de todo o livro, o ser-humano não está preparado para lidar com o acaso. Na verdade, os eventos aleatórios, apesar de determinantes em todas as esferas de nossas vidas, geralmente são mal interpretados por uma grande parcela da população e mesmo de profissionais entendidos do tema. Com exemplos que vão desde casos clássicos de Hollywood e do mundo esportivo até aplicações no direito e no mercado financeiro, o livro aborda conceitos de probabilidade e estatística de uma maneira leve, mesclando com trechos da história da matemática, e instigando mesmo os já familiarizados com o tema.

CRASH – Uma breve história da economia: da Grécia antiga ao Século XXI – Alexandre Versignassi

Livro CRASH - Uma breve história da economia: da Grécia antiga ao Século XXI por Alexandre Versignassi

Em um livro envolvente e de fácil leitura, Alexandre Versignassi nos conta a história do dinheiro, desde a época de puro escambo / trocas, seguido da aceitação de certas mercadorias como moeda de troca (sal e cigarros), o padrão-ouro, chegando finalmente a moeda escritural, na qual a nota que você tem na carteira não está lastreada em nenhum metal precioso ou mercadoria, e sim, em última instância, na confiança da própria robustez da economia do país emissor.

O autor volta até a Grécia Antiga e evolui no tempo mostrando a tara dos governos por uma conhecida forma de financiamento: a impressão de moeda e a sua consequência nefasta, a inflação. Os governos brasileiros eram campeões no uso da impressora. A hiperinflação de década de 80 e começo de 90 não caiu do céu e mostra como as crises especulativas tem muito a ver com a abundância de dinheiro circulando e com uma considerável irracionalidade dos investidores, como nos casos da febre das Tulipas na Holanda no Século XVII ou na farra das ferrovias na Inglaterra, já no Século XIX. Qualquer semelhança com a situação atual com a bolsa americana em máximas históricas pode não ser mera coincidência. Conheça mais sobre CRASH!

Trópicos Utópicos – Eduardo Giannetti

Livro Trópicos Utópicos por Eduardo Giannetti

Uma espécie de apanhado de divagações do cientista social e economista, o livro “Trópicos Utópicostrata desde questões de cunho histórico-filosófico como a proximidade de política e religião ao longo dos séculos, quanto de tecnicalidades do debate econômico atual como padrões de desenvolvimento e sustentabilidade.

De leitura leve apesar da densidade dos assuntos, o livro traz um olhar diferente ao indagar o que devemos desejar e esperar do Brasil como economia e país de incrível multiplicidade étnica e cultural.

A Ascensão do Dinheiro: A História Financeira do Mundo – Niall Ferguson

Livro A Ascensão do Dinheiro: A História Financeira do Mundo por Niall Ferguson

Professor de Harvard, o influente historiador Niall Ferguson traça em “A Ascensão do Dinheiro” um abrangente panorama da evolução do dinheiro e do crédito. A tese central é de que não poderia ter havido desenvolvimento econômico sem o surgimento de meios de troca e a progressiva sofisticação dos sistemas financeiros.
Ferguson começa sua instigante argumentação explicando como a moeda apareceu na Mesopotâmia e então avança pela história da civilização, passando pela Florença dos Medici, pela primeira Bolsa de Valores, em Amsterdã, pela exploração do ouro nas Américas e por outros inúmeros pontos-chave na trajetória da economia financeira, até chegar à crise de 2008. No caminho, versa sobre a carreira de figuras centrais como Mayer Rothschild, John Law e George Soros. A leitura é agradável, mas requer familiaridade com conceitos básicos de macroeconomia ou pode servir de poderoso incentivo para aquisição destes conhecimentos.

As Leis Secretas da Economia, Revisitando Roberto Campos e as Leias de Kafta – Gustavo Franco

Livro As Leis Secretas da Economia, Revisitando Roberto Campos e as Leias de Kafta por Gustavo Franco

O livro é um convite à visão de mundo do mais jovem presidente do Banco Central da nossa história, Gustavo Franco. Dotado de seu humor, ironia e genialidade usuais, o livro “As leis secretas da economia” trata de todas as “leis” que o economista julga necessárias para o entendimento do nosso país tropical, passando por conceitos de macroeconomia, papel do banco central, questões sobre mercado financeiro, finanças públicas e política.

A obra é uma homenagem aos saudosos Roberto Campos e Alexandre Kafka, dois grandes expoentes do pensamento econômico brasileiro, e busca resgatar a visão liberal defendida em uma época em que o Brasil estava em formação. Franco aborda a nossa falta de racionalidade econômica, o peso do Estado no Brasil e as inúmeras jabuticabas dão conta de explicar uma série de questões “exóticas” que vemos por aqui. Um prato cheio para jovens estudantes e interessados no assunto.

Quando Roubar um Banco – Steven D. Levitt e Stephen J. Dubner

Livro Quando Roubar um Banco por Steven D. Levitt e Stephen J. Dubner

Dos mesmos autores da saga Freakonomics, o livro “Quando roubar um banco” apresenta diversas histórias de como a vida real acaba tendo mais sentido econômico do que imaginamos. Uma leitura leve, que demanda um breve conhecimento de economia para compreender mais a fundo os conceitos apresentados, mas agrada mesmo quem não dispõe deste background. São levantados debates de diversas naturezas, como o porquê de comissários de bordo não aceitarem gorjetas, a melhor forma para reduzir os homicídios por armas de fogo, ou sobre os tópicos que as pessoas mais mentem. Embora nem todos os temas tenham conclusões encaminhadas, a grande mensagem do livro é que a ótica econômica pode visualizar mais situações do que imaginamos.

Relacionados

Quanto rende 100 mil em fundos imobiliários?

Quando o assunto é ter uma renda passiva, os fundos de investimentos imobiliários são um dos ativos financeiros mais procurados pelos [...]

Syntax Finance - 21/10/2021

Ajuste diário B3: o que é e qual seu impacto no mercado futuro?

O funcionamento da bolsa de valores e de seus mercados depende de mecanismos que estabelecem regras para os operadores. Entre os [...]

Guide Investimentos - 20/10/2021

Análise de múltiplos e por que ela importa

Muito se fala em fluxo de caixa descontado e, em certa parte, em dividend discount model. No entanto, analistas fazem amplo [...]

Suno Research - 20/10/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções