Small Caps | Maio/2021

Tempo de leitura: 14 minutos

A Carteira Small Caps encerrou o mês de Abril em forte alta, acima do seu índice de referência (SMLL). Ativos domésticos reagiram positivamente ao longo do mês, principalmente, devido ao desfecho em torno do imbróglio do orçamento. Após semanas em negociações com o Congresso, Bolsonaro promoveu vetos e bloqueios ao orçamento de forma a adequá-lo ao teto de gastos, respeitando a principal âncora fiscal do país. O fato de que Lira prometeu celeridade às reformas administrativa e tributária também ajudou a sustentar um sentimento menos avesso ao risco.

O destaque positivo da carteira foram as ações da BrasilAgro em meio ao cenário favorável para as commodities agrícolas com a soja renovando máximas histórica são longo do mês. Destacamos também as performances de Pão de Açúcar, Petz e CVC, todas acima de 20% no período.

Para Maio

As atenções em maio devem permanecer em torno da temporada de resultados das empresas referente ao primeiro trimestre de 2021 e os embates de Brasília. Com a aprovação do orçamento, devemos acompanhar um mês movimentado em torno dos debates em relação à Reforma Administrativa, Tributária e a CPI da Covid. 

Acreditamos que o avanço da vacinação nos Estados Unidos deverá continuar contribuindo para com o bom humor do mercado norte-americano tal como a aceleração da atividade econômica da região. No Brasil o ritmo de vacinação vem, aos trancos e barrancos, crescendo, mas alertamos que incertezas acima do usual deverão se manter – principalmente no que se refere ao possível efeito que a CPI da Covid pode exercer no trâmite das reformas estruturais.

Para a carteira, realizamos três trocas: saídas de Aeris, Pão de Açúcar e Via Varejo para entrada de Alupar, Cardsytem e Gerdau Metalúrgica.

Comentários e Recomendações

AluparUnits (ALUP11)

Consideramos que Alupar é um dos melhores investimentos para aproveitar a oportunidade de crescimento no setor de transmissão e de geração de energia eólica.

No segmento de transmissão a companhia deve apresentar um forte crescimento na sua receita em função da entrada em operação de novas linhas de transmissão nos próximos anos. A Alupar ainda se beneficia de uma duração maior dos projetos, e conta com uma forte disciplina de gestão e alocação de capital quando comparada aos pares do setor.

No segmento de energia eólica a companhia realizou diversos investimentos nos últimos anos para expandir a sua atuação e agora deve colher os frutos desses investimentos com uma robusta geração de caixa.

Com a recente redução do nível de endividamento da Companhia, a Alupar segue bem posicionada para manter o seu ritmo de crescimento. Sustentamos como recomendação: (i) forte geradora de caixa, e boa previsibilidade de fluxo; (ii) possibilidade de crescimento dentro do setor; (iii) exposição a projetos de transmissão com maior duração; (iv) management com bom histórico de execução; (v) perspectiva de aumento no pagamento de dividendos com a redução do endividamento.

BrasilAgro ON (AGRO3)

A companhia captou cerca de R$ 400 milhões com um follow-on, pretendendo pagar por terras adquiridas a pouco tempo na Bolívia, no valor de US$30 milhões. A empresa possui hoje uma baixa alavancagem (1,7x dívida líquida/Ebitda), mas ainda assim a oferta traz benefícios à companhia, na medida em que aumenta a liquidez de suas ações. Ainda, deve contribuir para que a BrasilAgro dê seguimento ao processo de crescimento de sua área plantada, além de impulsionar o desenvolvimento de suas terras.

Nossa visão é positiva para a companhia, que vêm apresentando boa produtividade em suas terras e eficácia nas vendas realizadas até o momento. Ainda, o preço da soja e do milho atingem hoje máximas históricas, como reflexo da forte demanda na China, o que deve se manter até a safra de 2021/2022, além do câmbio nos patamares atuais, impulsionando os seus resultados financeiros.

CSU Cardsystem (CARD3)

A CSU Cardsystem é líder no mercado em prestação de serviços de tecnologia para soluções de cartões de crédito e meios de pagamento, principalmente em relação ao processamento de cartões.

Além da operação de cartões a companhia atua também com prestação de serviços de marketing e contact center através da CSU.Contact.

A companhia segue em processo de expansão do seu portfolio de serviços, com foco em soluções de banking as a service, ampliando a atuação em conta digital, pagamentos, dentre outros. Essa expansão de serviços será realizada através de aquisições estratégicas e parceiras por meio de participações minoritárias, como o investimento e parceira recente com a Fitbank.

Negociado a 7,3x EV/Ebitda e com perspectiva de aceleração no seu crescimento de receita através dos novos serviços e também expansão das margens através de otimização de custos, vemos a empresa como um interessante oportunidade nesse momento.

CVC ON (CVCB3)

A companhia de turismo foi bastante penalizada ao longo do ano com a chegada da pandemia de Covid-19, isto porque foram estabelecidas medidas de isolamento social, fazendo com que a população saísse de casa, além do fato de muitas fronteiras terem fechado, para assim impedir uma maior disseminação do vírus.

No entanto, com as recentes notícias relacionadas à eficácia das vacinas contra a Covid-19, o mercado passou a adotar um grande otimismo. Diante disso, acreditamos que a entrada no papel faça sentido nos níveis atuais, de modo que o mesmo deva apreciar ainda mais conforme a população comece a se vacinar.

Ainda, reforçamos nossa recomendação após a reestruturação da dívida da CVC de R$1,5 bilhão, o que diminui seus compromissos de curto prazo de R$600 milhões para R$433 milhões e ainda garante o não vencimento antecipado de suas outras séries de debêntures. Na nossa visão, isto deve remover uma grande pressão negativa que incidia sobre seu papel.

Tendo em vista que esta questão relacionada a seu endividamento foi resolvida, reiteramos ainda o fato de seu management agora poder focar seus esforços no processo de turnaround da empresa.

Gerdau Metalúrgica PN (GOAU4)

A Gerdau encerrou recentemente a sua estratégia de venda de ativos não estratégicos, melhorando a rentabilidade da empresa, e passando a focar em suas operações nas Américas, com controle incisivo dos custos e despesas observados nos últimos trimestres, e operações sólidas na América do Norte, que devem continuar a impulsionar os resultados da operação na região. Gostamos de sua alavancagem operacional, com operações nos Estados Unidos e Brasil, onde a diversificação geográfica ajuda a mitigar riscos.

O setor como um todo vem sendo beneficiado pelo cenário atual, no qual: (i) o dólar deve seguir em patamares elevados, o que beneficia empresas exportadoras; (ii) a alta nos preços do aço e espaço para novos reajustes, também devido ao câmbio desvalorizado; (iii) aumento da demanda por aço com a recuperação acelerada dos setores automotivo e de construção civil, sendo o último impulsionado pelas baixas taxas de juros nas operações de financiamento imobiliário.

Sustentamos nossa recomendação no papel, que mesmo após forte desempenho, avaliamos que existe espaço para melhora em função do cenário de baixa oferta de minério de ferro e crescente expansão da demanda.

Lojas Quero-Quero ON (LJQQ3)

A varejista voltada para os segmentos casa e construção começou a ter suas ações negociadas em bolsa no início de agosto, através de uma oferta pública inicial de ações que levantou quase R$ 2 bilhões.

Hoje a companhia possui 326 lojas, que estão posicionadas em cidades pequenas e médias (de até 300 mil habitantes) na região Sul do país. Isto contribui para que sua concorrência não seja muito agressiva, visto que os grandes players do mercado, que possuem alta escalabilidade, posicionam-se majoritariamente em cidades grandes. Sendo assim, a Lojas Quero-Quero disputa participação de mercado com players locais, que possuem em geral uma atuação mais informal. Estes podem vir a ter um relacionamento de maior proximidade com os clientes que habitam as pequenas cidades, mas ao mesmo tempo, não possuem a escala e a capacidade de oferta de crédito da companhia, o que tornam as barreiras de entrada no segmento relevantes.

Entre as principais oportunidades de crescimento para o negócio, listamos: (i) cerca de 5.400 cidades do Brasil se enquadram nos padrões estabelecidos para abertura de lojas da empresa, que englobam aproximadamente 127 milhões de habitantes; (ii) crescimento acelerado do número de lojas desde 2018 apresentando altos retornos; (iii) 66 lojas que estão no radar para serem reformadas e assim se tornarem mais lucrativa, o que corresponde a 18% do total; (iv) poucos players relevantes em destaque.

Mosaico ON (MOSI3)

A Mosaico detém hoje a maior plataforma online de análise e originação de vendas e fluxo de clientes para varejo eletrônico no país. Sua oferta pública inicia de ações ocorreu logo no início desse ano e demonstrou grande interesse pelo ativo, levando a uma alta de quase 100% no dia de sua estreia em bolsa. A empresa vem sendo beneficiada pela forte tendência de transformação digital iniciada em 2020, com o aumento da disseminação de casos de Covid-19 e ainda planejando sua entrada em novos negócios, como fez recentemente, quando passou a oferecer a funcionalidade de cashback.

Sua operação hoje comporta os websites e aplicativos, e entre as marcas principais estão a Zoom (criada em 2011), Buscapé e Bondfaro, as quais reuniram cerca de 705 milhões de visitas entre os meses de janeiro e setembro de 2020, sendo que 86% deste tráfego decorreu da utilização de dispositivos móveis e 41% a partir dos seus aplicativos para sistemas Android e iOS.

Entre alguns pontos de destaque estão: (I) grande fluxo orgânico de clientes em suas plataformas; (II) clientes com bastante recorrência; (III) parcerias de longo prazo com os clientes mais relevantes do setor (acordo de mais de dez anos com a B2W, Amazon, Magazine Luiza e Via Varejo); (IV) modelo de negócio asset light; (V) destinação dos recursos de seu IPO é quase inteira para crescimento e aumento de participação de mercado. Diante destes pontos, projetamos um crescimento em torno de 65% para 2021 e 40% para 2022. Acreditamos que a parceria de cashback com o BTG pode trazer grandes oportunidades à companhia, assim como suas futuras aquisições, no entanto, na nossa visão, aguardar um cenário no qual ambos os fatores já estejam em estágios mais desenvolvidos, poderá nos ajudar mensurar com maior precisão o valor que será possivelmente agregado a companhia.

Marfrig ON (MRFG3)

O frigorífico segue bem posicionado para aproveitar as oportunidades no âmbito internacional. A Febre Suína Africana dizimou grande parte do rebanho suíno na China, criando escassez global de proteína e abrindo oportunidade para doméstica e internacional para rentabilização da empresa. Mesmo com o início da recomposição do rebanho chinês, ainda avaliamos um cenário positivo par aas exportações.

Dentre os riscos, vemos o avanço da arroba do boi e dos grãos (grande parte do custo para a formação das proteínas) como um ponto de atenção no curto prazo. A necessidade de reajustes na ponta final são necessárias nos próximos meses para que a pressão sobre os custos se alivie.

No âmbito de inovação, a empresa segue investindo na criação de novos produtos, principalmente focando nos segmentos veganos. Além disso, a empresa se favorece da demanda aquecida por proteína também nos EUA.

Para o 2021, esperamos: (i) ciclo do boi positivo na operação dos EUA, favorecido também pela demanda local aquecida; (ii) foco em inovação em produtos com grande potencial de aceitação no mercado doméstico, com maior valor agregado e, por consequência, margens superiores; e (iii) exportações na América do Sul mais que compensando valor elevado da arroba brasileira.

Destacamos também o valuation atrativo em relação aos seus pares que os papéis são negociados.

Petz ON (PETZ3)

As ações da companhia vêm apresentando desempenho positivo desde a sua abertura de capital em setembro, o que pode ser justificado pelo case de sucesso da Petz. Com a ajuda de um fundo de Private Equity, a Warburg Pincos, a varejista conseguiu crescer em número de lojas e em faturamento nas mesmas lojas de forma rápida e consistente. Hoje são 110 lojas situadas em 13 Estados do País e no Distrito Federal, e canais digitais operando com omnicanalidade completa.

Ainda, a plataforma de soluções para pets contou com crescimento expressivo de seu e-commerce, que no  3T20, teve performance de vendas superior a do 3T19 em quase 400%, representando aproximadamente 26% de sua receita total.

Acreditamos que a Petz ainda possui muitas oportunidades de crescimento nos próximos meses, como (i) continuidade da sua estratégia de expansão de lojas; (ii) maior investimento em omnichanel, o que permitirá o cadastramento de mais unidades no canal digital e assim colaborará para redução de despesas com logísticas e melhora da experiência do cliente; (iii) expansão das vendas mesmas lojas (SSS); (iv) aumento do ticket médio.

3R Petroleum (RRRP3)

A 3R Petroleum atua dentro do setor de óleo e gás e adota estratégia de crescimento similar a da PetroRio (PRIO3), focada especialmente na revitalização e redesenvolvimento de campos maduros localizados em terra e águas rasas. A companhia espera, ao longo dos próximos anos, se desenvolver através do crescimento orgânico dos seus ativos, somado a possíveis oportunidades de compra presentes no plano de desinvestimentos da Petrobras.

Acreditamos que o setor como um todo deva enfrentar um tendência positiva ao longo dos próximos meses, após períodos de alta oscilação do preço do barril de petróleo durante a pandemia. Ainda, a retomada do setor de transportes deve impulsionar o aumento da demanda pela commodity.

Destacamos ainda algumas oportunidades do ativo: (I) custos e despesas inferiores à média do mercado, devido ao fato de a 3R operar em terra ou plataformas automatizadas sem tripulação fixa; (II) primeiro IPO da B3 com de uma empresa de óleo e gás com foco em campos maduros e sem viés exploratório; e (III) plano de negócios guiado por fatores ESG.

RENDA VARIÁVEL
[email protected]

Luis Sales – CNPI
[email protected]

“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.”

Relacionados

Flash Empresas | As 10 empresas com os maiores potenciais de queda de acordo com o sellside - Maio / 2021

Compilamos as 10 empresas que possuem os maiores potenciais de quedas em termos percentuais de acordo com os analistas de diferentes [...]

Luis Sales - 04/05/2021

Flash Empresas | As 15 empresas com os maiores potenciais de alta de acordo com o sellside - Maio / 2021

Compilamos as 15 empresas que possuem os maiores potenciais de alta em termos percentuais de acordo com os analistas de diferentes [...]

Luis Sales - 04/05/2021

Flash Empresas | Empresas negociando abaixo do Valor Patrimonial – Maio / 2021

Compilamos as empresas do nosso cluster de cobertura que negociam abaixo de seus valores patrimoniais no início do mês de maio [...]

Luis Sales - 04/05/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções