Segundo Tempo: Resposta aos “rebeldes”

Tempo de leitura: 6 minutos

Introdução: Lá fora, os mercados da Europa encerraram o dia mistos; enquanto, em NY, os índices avançam. Investidores permanecem à espera da divulgação da ata do Fomc. Aqui, no Brasil, o Ibovespa avança em meio ao quadro externo mais positivo. DIs e dólar segue o mesmo movimento. O mercado repercute medidas da “agenda 15” recém anunciada pelo governo e digere as novas declarações envolvendo o processo de privatização da Eletrobras.


CENÁRIO EXTERNO: BOLSAS NA EUROPA SE RECUPERAM; ENQUANTO MERCADOS AMERICANOS GANHAM FORÇAS.

O “básico” dos mercados… Os mercados na Europa recuperaram parte das perdas observadas mais cedo. Ainda assim, encerraram a sessão sem direções claras. O Stoxx 600, por exemplo, teve de 0,16%; enquanto o IBEX, de Madri, recuou 0,83%. Em NY, os índices acionários avançam neste início de pregão, puxados pelo setor de tecnologia. Já o dólar permanece firme frente aos principais pares em meio à expectativa da divulgação da ata do Fed. Para as commodities, é dia mais fraco, com o petróleo (brent) reportando sua 2ª queda consecutiva.

De olho no comunicado… As atenções seguem voltadas à ata do FOMC (16h), o comitê de política monetária do Fed. Afinal, esperam-se mais sinais sobre o futuro dos juros americanos. O destaque fica por conta do tom do comunicado com relação à inflação americana. Uma comunicação mais “otimista” quanto à inflação poderia sinalizar um Fed mais “duro” em sua trajetória do aperto monetário americano. Algo que pode impulsionar ainda mais o dólar nos mercados externos. Alguns já especulam 4 altas de juros, especialmente, após a recém aprovação dos cortes de impostos americanos.

Sobre a agenda de hoje… Nos EUA, a agenda trouxe dados mistos da economia americana. Dentre os destaques: (i) o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto, que mede a atividade nos setores industrial e de serviços, avançou de 53,8 pontos em janeiro para 55,9 pontos em fevereiro – acima das projeções dos analistas, por sinal; e (ii) vendas de moradias usadas em janeiro recuou 3,2% em janeiro. A previsão, segundo a Bloomberg, era um crescimento 0,5% no último mês.


BRASIL: IBOVESPA AVANÇA; DÓLAR AVANÇA; E DIS SEGUEM VOLÁTEIS.

A bolsa sobe… O Ibovespa, impulsionado pelas ações de Itaú, B3, Itaúsa e Petrobras, sobe nesta sessão. O índice abriu a sessão no campo positivo, e acelerou a sua alta no início desta tarde. Oscilava ao redor de 86-87 mil pontos, por volta das 15h. O desempenho ainda é sustentado por um cenário externo favorável, que contribui para os ativos de risco ao redor do mundo, e fluxo intenso dos investidores estrangeiros.

Sobre o Ibovespa… Fibria e Suzano são destaques de baixa, em um movimento de realização, após rumores de uma possível fusão entre ambas companhias. Vivo também recua após reportar seus números do 4º tri. No campo positivo, destaque segue com Eletrobras. Ainda ontem, o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, ressaltou que o processo de privatização da estatal será realizado neste ano.

Sobre a Eletrobras… O prazo para votar o projeto de lei da privatização da Eletrobras, na Comissão Especial, é até a 1ª quinzena de abril. O deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA), relator do texto, disse que iniciará os trabalhos na Comissão assim que atingir o mínimo de deputados indicados. São necessários 18 nomes. Até ontem, havia cerca de 10 nomes confirmados. Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos deputados, tem pedido rapidez no processo.

Resposta aos “rebeldes”… Romero Jucá (MDB-RR), líder do governo no Congresso, respondeu às críticas de Rodrigo Maia e Eunício Oliveira sobre as pautas dos projetos prioritários do governo após suspensão da reforma da Previdência. “Será que eles não estavam naquela reunião? Juro que os tinha visto lá, com ministros e líderes. Que discutimos juntos o que entrava e saía da lista” , ironizou Jucá. O descontentamento de Maia e Eunício está relacionado aos movimento de Temer em direção a uma possível reeleição. O bom desempenho da economia e bons resultados com intervenção do Rio podem sustentar tal “desejo” de Temer.

Mais sobre os mercados… O dólar segue firme frente ao real à espera da ata do último encontro do Fed. Os DIs também apresentam leves altas, em dia de forte volatilidade no mercados de juros. Já a percepção de risco do país (medida pelo CDS de 5 anos) segue pressões baixistas em meio ao quadro externo mais positivo.


    Sobre o fechamento do último pregão:

    Ibovespa: +1,14%, aos 86.782 pontos;
    Real/Dólar: +0,05%, cotado a R$3,254;
    Dólar Index: +0,18%, 89,875;
    DI Jan/21: : +01 pontos base; 8,570%;
    S&P 500: +0,55%, aos 2.731 pontos.

    *Por volta das 15h01, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

    Contatos

    Renda Variável*


    Luis Gustavo Pereira – CNPI
    [email protected]

    Equipe Econômica

    Ignácio Crespo Rey
    [email protected]

    Lucas Stefanini
    [email protected]

    Rafael Gad
    [email protected]

    *A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
    “Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/10, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

    Relacionados

    Apito Final | Próximo das máximas

    Internacional Ativos americanos têm dia de baixa, mas continuam operando acerca das máximas históricas;Ativos europeus encerram no verde, com continente se adaptando [...]

    Alejandro Ortiz Cruceno - 14/04/2021

    Rio Bravo: Olhar Atento | A inflação americana

    A inflação americana acelerou para 0,6% a.m. em março, ligeiramente acima das expectativas (0,5%). Em 12 meses, a inflação registrou alta [...]

    Rio Bravo - 14/04/2021

    Guide Empresas - Gol divulga estimativas do 1T21; JHSF divulga prévia operacional

    Gol: Cia divulga estimativas do 1T21Impacto: Marginalmente PositivoJHSF: Cia registra venda de R$ 346 milhões no trimestreImpacto: Marginalmente PositivoBanco Inter: Anuncia [...]

    Luis Sales - 14/04/2021
    Logo o guia financeiro

    Entrar

    Como deseja continuar?

    Abra sua conta

    Preencha os campos abaixo
    ou use uma das opções