Cotações por TradingView

Segundo tempo: à espera de gatilhos

Tempo de leitura: 7 minutos

Introdução: O cenário externo dá continuidade ao quadro observado mais cedo. As bolsas da Europa encerraram o dia em baixa, enquanto os mercados de Nova York seguem o mesmo movimento. As atenções dos investidores seguem em torno dos conflitos geopolíticos envolvendo a Catalunha e a Coreia do Norte. Quanto às commodities, também é dia de queda. Por aqui, o Ibovespa recua mais um dia, e perde os 76 mil pontos. DIs também têm pressões altistas, enquanto o dólar segue próximo à estabilidade. Do lado político, os agentes de mercado acompanham os movimentos de Temer e Maia.


CENÁRIO EXTERNO: BOLSAS EM QUEDA; CATALUNHA E COREIA DO NORTE (AINDA) NO RADAR.

5ª feira de mau humor. As bolsas da Europa encerraram o dia em baixa. O índice Stoxx 600, por exemplo, recuou 0,65%. Nos EUA, o dia foi se tornando mais negativo ao longo do dia, após os índices acionários renovarem recordes, no fechamento anterior. Os investidores reagem aos conflitos envolvendo a Catalunha e a Coreia do Norte, e buscam ativos mais “seguros”. Assim, ouro e iene se valorizam; dólar se enfraquece, e os juros das Treasuries recuam. Segue, portanto, o comportamento observado mais cedo, quando o abordamos no Mercados Hoje.

Espanha vs Catalunha. O primeiro ministro espanhol, Mariano Rajoy, realizará uma sessão extraordinária, neste sábado, para iniciar os trâmites de intervenção do governo, previsto na Constituição, com relação à autonomia da Catalunha. O anúncio foi feita nesta 5ª, logo após Carles Puigdemont, líder da Catalunha, ameaçar uma declaração formal de independência da região. Segundo Puigdemont, “se o governo persistir em impedir diálogo e continuar com a repressão, o Parlamento da região deve proceder a declaração formal de independência”.

Washington vs Pyongyang. A maior embarcação marinha dos EUA na Ásia, além dos porta-aviões, navegou próximo à Península Coreana. Foi uma exibição de poder naval e aéreo dos americanos para impedir qualquer ação militar da Coreia do Norte. Marc Dalton, comandante do grupo, ressaltou: “deixamos claro com este movimento que estaremos prontos para defender a Coreia do Sul”.

Trump vs Fed. Nos EUA, os investidores estão atentos à reunião de Donald Trump com Janet Yellen, a atual presidente do Fed. O encontro pode definir o nome do novo comando do BC americano para os próximos anos. Aliás, isto é algo que também pressiona os mercados externos. Trump tomará uma decisão antes de sua viagem à Ásia, marcada para o dia 3 de novembro. Vale lembrar que a lista é extensa, como temos comentado…

Minério e o Barril. Hoje é dia de queda para as commodities. A baixa do minério de ferro ocorreu em meio à cautela dos investidores quanto à demanda futura chinesa. Após dados divulgados do PIB chinês, Xi Jinping, presidente do país, disse que o país manterá planos para desalavancar e cortar a capacidade. Para o petróleo, a commodity tem a 1ª baixa, após cinco dias consecutivos no positivo. No radar dos investidores seguem as tensões envolvendo Iraque e Curdistão, e o acordo nuclear do Irã.


BRASIL: IBOVESPA E DIS SEGUEM EM BAIXA.

Exterior se sobrepõe. Por aqui, (i) a aversão a risco vinda do exterior e (ii) a desvalorização das commodities pressionam os mercados locais. O Ibovespa opera em baixa, e perde a marca de 76 mil pontos. O destaque negativo? As varejistas. O mais resiliente? O setor de energia.

Sem surpresas. A agenda não traz grandes indicadores, e o quadro político também é mais fraco. Os investidores digerem a vitória de Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Ontem, a CCJ aprovou o parecer de arquivamento da denúncia contra ele, Padilha e Moreira Franco. A expectativa é que a 2ª denúncia seja “enterrada” na votação no plenário da Câmara, na próxima 4ª (dia 25).

Aproveitando o momento, parabéns! Nesta 5ª, Michel Temer conversou com Rodrigo Maia, e trocaram explicações sobre os “ruídos” recentes. Ontem, Maia divulgou uma nota anunciando que a reunião no Planalto não teria sido para tratar da tramitação da 2ª denúncia. Hoje, por sua vez, Temer tranquilizou o presidente da Câmara. E mais: Temer ainda aproveitou para dar parabéns a Maia pela rápida aprovação do projeto de lei sobre o acordo de leniência para bancos (esforço pessoal de Maia).

E o Refis segue no radar… O deputado Newton Cardoso Jr. (PMDB-MG) pressiona o Planalto para que a sanção saia ainda nesta semana. O deputado quer um espaço suficiente entre a sanção do projeto e o prazo final para adesão ao refinanciamento, em 31 de outubro.

Um pouco mais sobre os mercados… Os DIs seguem recuando, em linha com o CDS de 5 anos, refletindo o quadro favorável para Temer; enquanto o dólar opera próximo à estabilidade. Quanto ao CDS, uma curiosidade: é a 7ª sessão seguida de baixa (sim, acredite se quiser!), e a 1ª vez, desde dezembro de 2014, que atinge um patamar tão baixo. Em suma: para os mercados locais, é dia misto, em linha com aquilo que falamos no início do dia. Mais: à espera de “gatilhos” mais claros, o “comportamento fraco das bolsas lá fora” é fator que contribui, de forma negativa, à bolsa local…

 

 

Ignacio Crespo Rey – Economista

 


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: -1,28%, aos 75.614 pontos;
Real/Dólar: +0,15%, cotado a R$3,175;
Dólar Index: -0,14%, 93,233;
DI Jan/21: -07 pontos base; 8,840%;
S&P 500: -0,18%, aos 2.556 pontos.


*Por volta das 15h09, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Ignácio Crespo Rey
[email protected]

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/10, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

Relacionados

Apito Final | Nova variante da covid faz bolsas tombarem na Black Friday

Internacional • Ativos de risco globais entraram em derrocada com detecção de nova variante potencialmente resistente às atuais vacinas. Brasil • Ibovespa afundou e [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 26/11/2021

Guide Mercados Hoje: Risk off: variante sul-africana traz pandemia de volta ao centro das preocupações na black friday

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no [...]

Victor Beyruti Guglielmi - 26/11/2021

Apito Final | Bolsas internacionais tiveram dia de alta com feriado nos Estados Unidos

Internacional • Feriado americano favoreceu bolsas internacionais depois de dia movimentado no campo dos indicadores. Brasil • Ibovespa fechou em alta com valorização da [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 25/11/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções