Randon: Empresa reporta resultado do 1T20

Tempo de leitura: 1 minuto
O ano de 2020 iniciou com boas perspectivas para a Randon. Em seu planejamento, a cia tinha como premissas um mercado levemente superior ao de 2019, e os resultados dos meses de janeiro e fevereiro mostraram que essas projeções estavam em linha com o esperado. No entanto, a pandemia acabou atrapalhando seus projetos.
 
A Randon segue com seu compromisso de mitigar ao máximo os efeitos desta crise e de garantir que a preservação da saúde e a retomada das atividades possam andar juntas.
 
Entre os principais destaques do resultado, estão:
  • Receita Líquida Consolidada 1T20 de R$ 1,2 bilhão, 3,0% maior que a receita obtida no 1T19 (R$ 1,1 bilhão). No comparativo com o 1T19, as divisões montadora e autopeças apresentaram evolução de 3,4% e 2,0%. O aumento da divisão montadora se deve à venda de semirreboques no mercado doméstico. Na divisão autopeças a diversificação dos negócios e o câmbio favorável foram os principais fatores de crescimento;
  • As vendas para o mercado externo, a partir das plantas brasileiras, apresentaram queda de 34,1% no comparativo do 1T20 com o 1T19, e de 41,2% com o 4T19. As exportações já passavam por um momento difícil antes da pandemia. Cenários econômicos complexos, queda no preço do petróleo e de commodities, disputa comercial entre China e EUA, tornavam o ambiente de negócios desafiador desde 2019, em grande parte das regiões de atuação da Companhia;
  • EBITDA de R$ 107,0 milhões, com margem EBITDA de 9,2% e EBITDA Ajustado 1T20 de R$ 150,0 milhões, com margem EBITDA ajustada de 12,6%. A redução do EBITDA Consolidado é explicada, principalmente por despesas não recorrentes que foram reconhecidas no 1T20, e somaram neste período R$ 43 milhões;
  • R$ 3,0 milhões de Lucro Líquido 1T20 e margem líquida de 0,3%, contra lucro líquido de R$ 31,7 milhões no 1T19. Considerando os eventos não recorrentes e as baixas nos impostos diferidos, o resultado líquido do 1T20 foi afetado negativamente em R$ 50,4 milhões;
Impacto: Marginalmente negativo. A companhia possuía boas expectativas para o ano de 2020, que foram um pouco frustradas com a chegada da pandemia no Brasil. Suas exportações sofreram queda.

Relacionados

Guide Empresas - Vale e Carrefour divulga dados operacionais do 1T21; BRMalls retoma operações de Shoppings

Vale: Cia apresenta dados de produção referente ao 1T21Impacto: NeutroCarrefour: Cia divulga dados de vendas do 1T21Impacto: Marginalmente PositivoBrMalls: Cia anuncia [...]

Luis Sales - 20/04/2021

Guide Empresas - Lojas Renner anuncia emissão de novas ações; Mubadala pode estar em negociações pelo controle da Braskem

Setor de Varejo: Lojas Renner anuncia emissão de novas ações, com possível aquisição no radarImpacto: PositivoBraskem: Fundo Soberano Mubalada já conversa [...]

Luis Sales - 19/04/2021

Guide Empresas - Construtoras divulga prévias operacionais robustas; Meirelles quer privatizar EMAE este ano e Sabesp fica para 202

MRV: Cia anuncia volume de R$ 1,71 bilhão em lançamentosImpacto: PositivoTenda: Construtora anuncia lançamentos de R$ 610 milhões no 1T21Impacto: PositivoSabesp: [...]

Luis Sales - 16/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções