Rio Bravo: Olhar Atento | Reformas tributária e administrativa devem ficar para 2021

Tempo de leitura: 1 minuto

O calendário eleitoral deste ano deve atrapalhar o andamento de algumas medidas no Congresso. As reformas tributária e administrativa devem ficar para 2021 para que seja dada prioridade à PEC do Pacto Federativo, considerada mais urgente. A proposta deve incluir a regulamentação dos gatilhos do teto de gastos e o Renda Cidadã, programa social que substituirá o Bolsa Família. A forma de financiamento do novo programa ainda permanece incerta. O Congresso terá menos de um mês para aprovar a PEC, tempo curto para temas politicamente complexos.

Relacionados

Apito Final | Dinâmica desfavorável

Internacional Ativos internacionais encerram mais uma sessão no verde com a necessidade de mais estímulos à economia reforçada após dado de emprego [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 07/05/2021

Flash Macro | Vendas no varejo retraem em março, mas surpreendem expectativas

As vendas no varejo brasileiro voltaram a cair na leitura de março. No sentido restrito, que exclui veículos e materiais de [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 07/05/2021

Rio Bravo: Olhar Atento | As vendas no varejo

As vendas no varejo surpreenderam em março. Apesar de uma queda de 0,6% a.m. no varejo restrito e de 5,3% a.m. [...]

Rio Bravo - 07/05/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções