Rio Bravo: Olhar Atento | PEC emergencial e o novo programa social devem ficar somente para depois do segundo turno

Tempo de leitura: 1 minuto

Nesta semana o Congresso retoma gradualmente as discussões sobre a pauta fiscal, mas os projetos mais polêmicos, como a PEC emergencial e o novo programa social, devem ficar somente para depois do segundo turno (29/11). O cenário base, contudo, é que dificilmente alguma PEC será aprovada neste ano, devido ao curto espaço de tempo. No lado positivo, informações preliminares indicam que a liderança do governo no Congresso e o Executivo estão alinhados em desenhar um novo programa social dentro do teto, ou mesmo manter somente o Bolsa Família em 2021. Apesar de ruídos que devem surgir, acreditamos que o teto será mantido inalterado no próximo ano, dando algum fôlego para discutir as reformas.

Relacionados

Flash Macro | Copom eleva Selic para 3,50% e mantém plano de normalização parcial do juro

O comitê de política monetária do Banco Central confirmou suas intenções e elevou a taxa Selic em 75 bps para 3,50% [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 05/05/2021

Apito Final | Fundamentos em jogo

Internacional Mercados internacionais ensaiam mais um dia de recuperação na esteira de mais uma leva de índices econômicos positivos;Políticas expansionistas e dados [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 05/05/2021

Flash Macro | Indústria volta a perder fôlego em março, mas demonstra resiliência (PIM-IBGE)

A produção industrial contraiu 2,4% em março, dando sequência às perdas registras em fevereiro, quando havia recuado 1,0%, em virtude da [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 05/05/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções