Rio Bravo: Olhar Atento | Inflação americana

Tempo de leitura: 1 minuto

A inflação americana subiu 0,4% MoM em setembro, ligeiramente acima das expectativas do mercado (0,3%). O núcleo subiu 0,2% MoM, em linha com o que era esperado. Sem grandes surpresas, o dado mostrou que a pressão inflacionária não está mais concentrada nos itens relacionados à abertura econômica (lazer e passagens aéreas, por exemplo), mas estão afetando também outros setores. Essa alta nos preços da economia americana parte da contínua piora das restrições nas cadeias de produção e da alta das commodities (especialmente do petróleo). A grande questão ainda em aberto é o quanto dessa pressão inflacionária será persistente. Esse resultado reforça a expectativa de que o Fed deva começar a retirar os estímulos monetários ainda neste ano.

Relacionados

Guide Empresas: Kora Saúde compra 80% do Grupo OTO; Carrefour desiste de negociar acordo com a rede Auchan

Kora Saúde (KRSA3): Kora Saúde compra 80% do Grupo OTO, do Ceará, por R$ 248 milhõesImpacto: PositivoCarrefour (CRFB3): Carrefour desiste de [...]

Luis Gustavo Pereira - 13/10/2021

Guide Mercados Hoje: Inflação, FED e balanços em foco

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no [...]

Victor Beyruti Guglielmi - 13/10/2021

Apito Final | Bolsas operam entre altas e baixas em meio à receio com inflação de energia

Internacional • Mesmo sem negociações de títulos federais, receio com inflação afeta desempenho dos ativos de risco nos EUA;• Sem sinais de [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 11/10/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções