Rio Bravo: Olhar Atento | IPCA 2020

Tempo de leitura: 1 minuto

O IPCA fechou 2020 com alta de 4,52%, acima da expectativa do mercado (4,38%). Somente em dezembro a alta foi de 1,35%. O principal impacto veio de habitação (0,45 p.p.) após a mudança de bandeira para a tarifa de energia. Alimentação foi o segundo item com maior impacto (0,37 p.p.), mas perdeu força frente a novembro (1,74% ante 2,54%). A difusão (% de itens em alta) foi a maior desde 2015 (72%), impulsionada pela retomada de alguns serviços, em especial saúde, educação e alimentação fora. Isso impulsionou também os núcleos que registraram alta frente a novembro (0,65% ante 0,44%). O INPC fechou 2020 com alta de 5,45%, acima da previsão do governo de 5,26%, pressionando ainda mais o orçamento devido ao reajuste dos salários. Mesmo com esse resultado, mantemos, por ora, nossa expectativa de inflação de 2021 em 3,3%.

Relacionados

Flash Macro | Copom eleva Selic para 3,50% e mantém plano de normalização parcial do juro

O comitê de política monetária do Banco Central confirmou suas intenções e elevou a taxa Selic em 75 bps para 3,50% [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 05/05/2021

Apito Final | Fundamentos em jogo

Internacional Mercados internacionais ensaiam mais um dia de recuperação na esteira de mais uma leva de índices econômicos positivos;Políticas expansionistas e dados [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 05/05/2021

Flash Macro | Indústria volta a perder fôlego em março, mas demonstra resiliência (PIM-IBGE)

A produção industrial contraiu 2,4% em março, dando sequência às perdas registras em fevereiro, quando havia recuado 1,0%, em virtude da [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 05/05/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções