O que esperar dos mercados hoje? – 13/08/2020

Tempo de leitura: 1 minuto

Na falta de novos avanços nas conversas sobre a extensão de estímulos econômicos nos EUA, ativos de riscos deram uma pausa nos movimentos de alta verificados ontem. No Brasil, o mercado reage ao pronunciamento feito pelo presidente, Jair Bolsonaro, ao lado de Paulo Guedes e dos presidentes da Câmara e do Senado em defesa da manutenção do teto de gastos. Após a saída de Salim Mattar (Secretário especial de Desestatização e Privatização) e Paulo Uebel (Desburocratização, Gestão e Governo Digital) causar um forte mal estar no mercado nesta 4ªfeira, a ação do governo promete amenizar a situação. Apesar do presidente não ter sido muito enfático nas suas críticas aos que desejam a flexibilização do teto no ano que vêm, o fato de que o encontro praticamente acabou com a chances do estado de calamidade pública ser estendido até 2021 deve repercutir positivamente no pregão de hoje. Assim, esperamos um dia de viés neutro/positivo para ativos de risco locais, que deixaram de acompanhar o otimismo externo que tomou conta dos mercados no pregão de ontem.

Relacionados

Apito Final | O que fará o centrão?

Internacional Com recuperação em foco, ativos americanos encerram a semana com ganhos expressivos;Europa fica acerca da estabilidade após queda na produção industrial [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 09/04/2021

Flash Macro | Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) /março

O IPCA acelerou a alta para 0,93% em março, após avanço de 0,86% em fevereiro. Com isto, o índice acumula alta [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 09/04/2021

Rio Bravo: Olhar Atento | O IPCA

O IPCA acelerou para 0,93% em março, mas ficou abaixo das expectativas do mercado (1,03%). Em 12 meses a inflação registra [...]

Rio Bravo - 09/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções