Cotações por TradingView

Mercados Hoje: Tolerância Zero

Tempo de leitura: 8 minutos

Introdução: Em dia de agenda “macro” vazia no exterior, as bolsas reagem à política. No Japão, esta sobe, diante de vitória de Abe. Na Espanha, esta recua, com indefinição na Catalunha. O dólar segue forte, e as commodities mistas. No Brasil, o mercado monitora a votação no plenário da Câmara (4ª), e está à espera do início da temporada de balanços das empresas (3ª).


CENÁRIO EXTERNO: COM AGENDA FRACA, BOLSAS REAGEM À POLÍTICA.

O “básico” dos mercados… Embora a bolsa da Espanha opere em baixa (índice IBEX 35), a maioria das bolsas da Europa opera no azul. Na Ásia, o índice japonês (Nikkei) foi o destaque positivo, e subiu mais de 1%. O dólar se valoriza no exterior, e os juros das Treasuries sobem. Commodities mistas (brent ao redor de US$57-58/barril; e minério de ferro recuou 0,74% na China, em US$62/tonelada).

Espanha: Madri joga “duro”… O premiê espanhol, Mariano Rajoy, anunciou no sábado (21), com base no artigo 155 da Constituição, a intervenção no governo da Catalunha, e a suspensão de sua autonomia. O Parlamento regional não será dissolvido, ao menos neste momento, mas o líder Carles Puigdemont será afastado de suas funções. Será formada uma comissão de 27 senadores que, além de ouvir Puigdemont, analisará e votará as propostas de Rajoy.

Japão & Argentina: atuais líderes se fortalecem… Neste domingo (22), votações importantes nestes países garantiram aos respectivos líderes maior apoio do poder legislativo. No Japão, espera-se mais da política conhecida como “Abenomics”. Na Argentina, o atual presidente Mauricio Macri ganha, com a renovação na Câmara e Senado, maior força para adotar a sua agenda de reformas.

EUA: orçamento, e reformas. O presidente Trump pediu que deputados republicanos aprovem, o quanto antes, a proposta de orçamento para o próximo ano fiscal. Ou melhor: que a Câmara adote o orçamento aprovado pelo Senado na semana passada. Isto, segundo analistas, abrirá espaço para a reforma tributária de Trump. Mais: poderia dar forças ao partido.


BRASIL: MERCADO ESPERA VOTAÇÃO DA CÂMARA (E INÍCIO DA TEMPORADA DE BALANÇOS).

Ela será derrubada… Nesta 4ª (25), espera-se que o plenário da Câmara derrube a denúncia contra Temer, Padilha e Moreira Franco. No front político, será o evento mais relevante. Para isto, será necessário que 172 dos 513 deputados digam “sim” (a favor da suspensão da denúncia) ao microfone. Para que o resultado seja considerado válido, será preciso que ao menos 342 votos tenham sido dados.

Tolerância zero… Segundo a Folha, Temer endurecerá o discurso com a sua base aliada, e oferecerá apoio para as eleições de 2018 apenas a deputados que votarem a seu favor. O recado é o seguinte: “traições e omissões na votação desta semana não serão toleradas”.

Vamos aos números (de 4ª)… No placar mais otimista, Temer repetiria o placar obtido na 1ª denúncia (263 votos a seu favor). Segundo O Globo, Temer teria “25 pendências” com deputados a resolver e, a depender disto, o resultado final, nesta semana, oscilaria entre 250-270 votos. Beto Mansur (PRB-SP), vice-líder do governo na Câmara, estima um placar entre 260-280 a favor de Temer.

Mudança de planos? Segundo o Broadcast, após resultados das recentes pesquisas de intensão de votos, o grupo político de João Doria estaria, ao menos reservadamente, pensando na possibilidade de disputar o governo de São Paulo – algo que consolidaria Geraldo Alkmin como candidato à Presidência pelo PSDB.

Vamos aos números (de hoje)… No front “macro”, o destaque do dia é o Boletim Focus. O mercado revisou o IPCA deste ano para cima (de 3,00% para 3,06%); mas manteve o IPCA de 2018 em 4,02%. O PIB deste ano deve crescer 0,73%; e 2,50% no próximo. A Selic deve ficar em 7,00%, no final de ambos os períodos. E o dólar terminará em R$3,16 neste ano, e em R$3,30 no próximo.

Ajuste na metodologia (e na inflação?)… A Aneel pretende revisar a metodologia – e valores – para a definição das bandeiras tarifárias, a fim de reduzir a volatilidade dos preços, e incorporar o nível dos reservatórios das usinas. Segundo o Valor, a mudança é técnica. Afinal, busca-se melhorar as regras do setor. Registre-se: a arrecadação relativa à bandeira tarifária em setembro ficou ao redor de R$1 bi, enquanto o custo da operação do sistema para as distribuidoras foi de, aproximadamente, R$4 bi. Também no Valor, comenta-se que os preços da energia podem, em 2018, voltar a pressionar a inflação.

Leilões do pré-sal… Nesta 6ª (27), o governo espera obter R$7,75 bi para os cofres da União, com os 2 leilões do pré-sal. Importante: será a 1ª vez que petroleiras privadas poderão participar como operadoras em uma licitação sob regime de partilha, desde o fim da exclusividade da Petrobras.

Está aberta a temporada… A partir de amanhã (24), as empresas locais começam a divulgar os seus balanços, referentes ao 3º tri. A semana começa com Fibria e Lojas Renner, e terá nomes de peso, como Ambev e Vale (26), e Suzano e Usiminas (27). Assim, de modo especial, vale acompanhar os nossos comentários nos dias à frente…

E os mercados hoje? Em linha com o exterior, devemos ver pressões altistas nos mercados de câmbio e juros. Em bolsa, por outro lado, temos um viés de baixa, às vésperas do início da temporada de balanços, e com commodities mistas.

 

 

Ignacio Crespo Rey – Economista


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +0,14%, aos 76.390 pontos;
Real/Dólar: +0,73%, cotado a R$3,193;
Dólar Index: +0,47%, 93,701;
DI Jan/21: +04 pontos base, 8,870%;
S&P 500: +0,51% aos 2.575 pontos.

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg


Empresas:

CSN: Companhia volta a negociar dívidas de R$ 10 bilhões com bancos
Impacto: Marginalmente Negativo.

Fibria: Companhia reajusta preços
Impacto: Marginalmente Positivo.

JBS: Companhia faz acordo para reabrir frigoríficos no Mato Grosso do Sul
Impacto: Marginalmente Positivo.

 

 

Luis Gustavo Pereira – Estrategista


Jornais:

Folha de São Paulo
– Brasileiro diz não seguir líder religioso ao votar
– Doria promove empresas que devem tributos ao município
– SP planeja vacinar 1 milhão contra febre amarela
– Eleição no Japão dá vitória ao atual primeiro-ministro

O Estado de São Paulo
– Para Moro, futuro da Lava-Jato depende da sociedade
– Aliados de Doria agora admitem candidatura ao governo de SP
– Falha técnica limita geração de energia de Jirau e Santo Antônio
– Coligação de Macri vence na Argentina

O Globo
– Sem recursos, hospitais já cancelam cirurgias eletivas
– PF: Pimentel usou empresa de fachada
– Fisco vai bloquear 100 mil empresas
– Coalizão de Macri lidera legislativas

Valor Econômico
– Aneel vai mudar cálcula e energia deve subir mais
– Estrangeiras disputarão o pré-sal
– Trabalho escravo será redefinido
– Pessoas físicas fogem dos IPOs

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Ignácio Crespo Rey
[email protected]

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/10, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

Relacionados

Apito Final | Nova variante da covid faz bolsas tombarem na Black Friday

Internacional • Ativos de risco globais entraram em derrocada com detecção de nova variante potencialmente resistente às atuais vacinas. Brasil • Ibovespa afundou e [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 26/11/2021

Guide Mercados Hoje: Risk off: variante sul-africana traz pandemia de volta ao centro das preocupações na black friday

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no [...]

Victor Beyruti Guglielmi - 26/11/2021

Apito Final | Bolsas internacionais tiveram dia de alta com feriado nos Estados Unidos

Internacional • Feriado americano favoreceu bolsas internacionais depois de dia movimentado no campo dos indicadores. Brasil • Ibovespa fechou em alta com valorização da [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 25/11/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções