Mercados Hoje | Secretário do Tesouro anuncia saída criando dúvidas sobre compromisso com agenda fiscalista

Tempo de leitura: 12 minutos

Introdução:

Internacional

• Mercados globais iniciam semana em tom negativo;
• Ceticismo com a velocidade de recuperação da atividade nas principais economias e maior receio com relação ao ressurgimento da pandemia promovem um ambiente de maior cautela nos mercados;
• Dados de atividade econômica chineses voltam a mostrar avanços em maio, mas a magnitude e a composição dos ganhos pintam quadro desafiador para o restante do mundo;
• Inflação europeia e dados setoriais nos EUA são destaques da agenda nos próximos dias;
• Bancos centrais anunciam suas decisões de política monetária no Japão e no Reino Unido ao longo da semana.

Brasil

• Secretário do Tesouro anuncia saída e cria dúvidas sobre o compromiss do governo com a agenda fiscalista;
• Anúncio da saída de Mansuetto ocorre na esteira de críticas ao plano de reformulação do Bolsa Família;
• O Congresso deve analisar 26 vetos presidências e a MP 936, que trata da suspensão de contratos de trabalho;
• Segundo o Ipea, mais da metade dos Brasileiros de idade hábil estão desempregados;
• Manifestante lançaram fogos de artificio na direção do prédio do STF na noite do sábado;
• Pesquisas Setoriais, Copom e IBC-Br tumultuam agenda econômica da semana.


CENÁRIO EXTERNO: MAIS VOLATILIDADE

Mercados… Mercados asiáticos iniciaram a semana com quedas acentuadas dos principais índices acionários da região. Bolsas de Tóquio, Hong Kong e Xangai acumularam perdas de 3,5%, 2,1% e 1,0% na sessão. Na zona do euro, índices de mercado também abriram com viés baixista, devolvendo uma parcela dos ganhos acumulados nas últimas semanas. O Stoxx 600, índice que abrange ativos de diversas regiões do bloco europeu, cai 1,0% até o momento. Em NY, índices futuros apresentam o mesmo movimento verificado na Europa, com baixas da ordem de até 2,5%, enquanto o dólar (DXY) se mantém estável contra seus principais pares. No plano das commodities, ativos ilustram a piora verificada nos mercados. O preço do petróleo (Brent crude) recua 1,3% e volta a ser negociado próximo dos US$ 38,00/barril.

Mais volatilidade… Mercados globais iniciaram a semana em tom negativo, reflexo da maior cautela adotada por investidores frente às incertezas com relação à recuperação da economia global e a possibilidade de uma 2ª onda de infecções da Covid-19. Depois de acumularem ganhos de maneira agressiva nas últimas 3 semanas, índices acionários continuam em movimento de correção na medida em que dados de atividade econômica na China corroboram evidências de uma recuperação longa e árdua para o restante do planeta. Na frente sanitária, evidências de novos surtos do vírus em mais de 20 estados americanos e um crescimento no número de casos em Pequim impulsionaram o receio com o retorno da pandemia.

Economia chinesa avança... A divulgação de uma série de indicadores econômicos pelo Escritório Nacional de Estatísticas (NBS, na sigla em inglês) sugere que a atividade econômica retornou a patamares de 2019 em maio, mas a magnitude aquém do esperado e a composição do crescimento corroboram a visão de que o restante do mundo enfrentará maiores dificuldades na recuperação. Como principais destaques positivos, o investimento em capital fixo (+3,9% a/a) e a produção industrial (+4,4% a/a) foram impulsionados por um salto nos projetos de infraestrutura pública no mês. Outro sinal encorajador veio do setor de serviços, que registrou um avanço de 1,0% a/a após contrair 4,5% em abril – dado que leva grande parte da economia chinesa a superar níveis de atividade verificados em 2019.

…mas demanda segue debilitadaNa contramão, as vendas no varejo continuaram registrando contração (2,5% a/a); sinal de que consumidores ainda seguem cautelosos na situação atual. A demora na volta do investimento do setor privado também confirma a fragilidade das condições domésticas da economia chinesa, além da queda na demanda global por bens exportados pela China. No todo, a recuperação se mostra certeira, mas muito mais lenta e demorada do que projetado pelo mercado anteriormente. Para países ocidentais, onde há menos ferramentas e a composição do PIB tende para setores mais afetados pela crise, os dados ilustram um caminho ainda mais árduo pela frente.

Mais agendaA semana tem agenda de indicadores recheada, começando pelas divulgações do índice ZEW de expectativas na economia europeia de junho e os dados da produção industrial e das vendas no varejo de maio nos EUA (3ªf). No restante da semana, o investidor ainda avaliará o Índice de Preços ao Consumidor de maio na zona do euro (4ªf), além das concessões de alvará para construção em maio (4ªf) e os novos pedidos de auxílio desemprego nos EUA (5ªf). Na fronte monetária, os bancos centrais do Reino Unido (BoE) e do Japão (BoJ) anunciam suas decisões de taxa de juros (BoE na 5ªf e BoJ sem data definida).


BRASIL: SECRETÁRIO DO TESOURO ANUNCIA SAÍDA CRIANDO DÚVIDAS SOBRE COMPROMISSO COM AGENDA FISCALISTA

Mansueto anuncia saída em agosto… Em entrevista, o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, informou que deve abandonar o seu cargo até agosto. O economista comanda o Tesouro desde maio de 2016. O secretário informou que está “muito cansado” e que o governo está prestes a entrar em uma nova etapa com a implementação do plano “pós-covid”. Sendo assim, Mansueto concluiu que havia a necessidade de vagar o cargo agora ou manter o seu posto até 2022. O secretário buscou acalmar os ânimos dos que acreditam que a sua saída sinaliza uma desistência, por parte do governo, da agenda fiscalista declarando que o ministro Paulo Guedes (Economia) “é o grande fiador do ajuste fiscal” e ressaltando que o Tesouro, durante o seu comando, passou por alterações que garantem a segurança institucional.

Desavenças com o Renda Brasil… O secretário anuncia a sua saída do governo uma semana após fazer críticas ao plano de reformulação do Bolsa Família, que deve passar a se chamar Renda Brasil, consolidar outros programas assistências e tornar permanente o auxílio para informais. O secretário criticou a reformulação proposta por Guedes em uma entrevista: “pegar 40% de mão de obra e jogar num programa social, esse debate nem deveria começar”, afirmou o secretário.

Vetos testam adesão do Centrão… O presidente do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP), deve convocar uma sessão conjunta, com a presença de deputados e senadores, para esta terça-feira, com o intuito de analisar 26 vetos presidenciais. A grande maioria destes não está sob ameaça de ser derrubado pelos parlamentares. Os vetos mais ameaçados são trechos de dois projetos que visam prestar auxílio emergencial durante a quarenta (estados/municípios e informais). Os artigos foram revogados pelo presidente Bolsonaro para conter o impacto fiscal destas propostas. A votação representa um importante teste para o projeto de consolidação de uma base congressista por meio da distribuição de cargos ao Centrão.

MP da suspensão de contratos trabalhistas... Outro projeto importante que deve ser analisado durante a semana é a MP 936, que trata da suspensão de contratos e salários durante a quarentena. Esta já recebeu o aval dos deputados e agora será analisado pelo Senado. O relator da MP propôs poucas alterações ao projeto, mas a medida pode ser alterada por destaques, partes do projeto que serão votadas separadamente do corpo da proposta. A Câmara reconfigurou o projeto para dar ao governo a possibilidade de estender a duração da medida via decreto. A iniciativa, que permitia a suspensão de contratos por 60 dias e a redução da jornada por 90 dias, deve gerar um custo superior a R$ 50 bilhões à União. Os gastos ocorrem porque o governo cobre o salário que seria pago pela empresa. Naturalmente, caso a periocidade das suspensões e reduções de jornada sejam estendidas, o custo para o governo aumentará.

Ipea: mais da metade da população está sem trabalho... Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), mais da metade dos brasileiros em idade de trabalho estão desocupados. É a primeira vez que a PNAD Contínua, iniciada em 2012, registra tal fato. Segundo o economista que realizou a pesquisa, Marcos Heckshner, a atual taxa de desemprego, que evoluiu de 11,5% para 12,5% no decorrer de 2020, desmente a gravidade da crise de ocupação vivida pelo Brasil. Somente 48,8% dos brasileiros de idade hábil estavam ocupados na segunda quinzena de março. A alarmante taxa é produto do fato de muitos recém-desempregados não retomarem a busca por empregos durante a quarentena.

Manifestantes lançam fogos de artifícios contra STF... No sábado à noite, manifestantes lançaram fogos de artifícios na direção do prédio do STF. Um homem que filmava a ocorrência declarou “não vamos arregar…vocês estão levando o país ao caos”, declarou o cinegrafista amador enquanto os fogos explodiam logo em cima do prédio onde se reúnem os ministros. Devido ao horário e dia presume-se que as instalações estavam vazias. Vários ministros registraram repudio ao ato no decorrer do fim de semana. O presidente da Corte, Dias Toffoli, já solicitou a abertura de um inquérito para investigar a ocorrência que já foi acatado pela PGR. A iniciativa pode estremecer o já abalado relacionamento entre os poderes Executivo e Judiciário.

Na agenda… Assim como no exterior, a agenda de indicadores local conta com diversos destaques na semana. O boletim Focus do Bacen (8h25) e a balança comercial semanal do Secint (15h) abrem a semana nesta 2ªf. Em seguida, o investidor local acompanha as pesquisas setoriais das vendas no varejo (3ªf) e do volume de serviços (4ªf) em abril, que devem trazer variações negativas de mais de 10,0% no mês. No meio da semana, o investidor recebe a decisão de política monetária do Copom, que deve levar a Selic a uma nova mínima histórica. Por fim, o Banco Central divulga seu índice de atividade econômica (IBC-Br) referente a maio nesta 5ªf, fechando os dados de atividade para o mês. Este último deve apontar para uma contração da economia brasileira da ordem de 15,0% em relação ao mesmo período do ano passado.

E os mercados hoje?… Ativos de risco globais iniciam semana em baixa, devolvendo uma parcela dos ganhos acumulados nas últimas semanas. O maior ceticismo em torno da velocidade de recuperação da economia global e a crescente preocupação em torno do ressurgimento da pandemia atuam como principais pontos de pressão sobre os índices nesta 2ªf. Por aqui, a notícia de que Mansueto Almeida pediu demissão e anunciou sua saída da Secretária do Tesouro em agosto deve ser sentida nos mercados. Ainda não foi falado em um substituto, mas Mansueto promete fazer falta para o governo no momento atual, por ser um profissional de renome na área a pôr defender arduamente iniciativas de responsabilidade fiscal. Assim, tendo em vista a piora externa e a falta de notícias positivas no âmbito local, esperamos mais uma sessão de viés negativo para ativos de risco brasileiros.


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: -2,00% aos 92.759
Real/Dólar: +1,39% cotado a 5,04
DI Jan/27: +0 bps cotado a 6,60%
S&P 500: +1,31% aos 3.041

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Jornais:

JORNAIS:

Folha de São Paulo
– STF jamais se sujeitará, diz Toffoli após ataque à corte
– Sem auxílio, sete milhões correm risco de pobreza
– Hospitais de São Paulo se adaptam para ‘novo normal’
– Estudo prevê 70% mais mortes em SP sem isolamento

O Estado de São Paulo
– Secretário do Tesouro sai e equipe de Guedes tem 1ª grande perda
– Toffoli diz que Supremo não se sujeitará a ameaças
– Gilmar e Aras reagem à ideia de invasão a hospitais
– Mortes em ações da PM batem recorde

Valor Econômico
– Governo prepara decreto sobre terras indígenas
– Desemprego entre jovens deve ir a 39%
– Cai apoio a um golpe militar
– Economista prevê ‘agonia por período longuíssimo’

O Globo
– Toffoli: ‘STF jamais se sujeitará a ameaça’
– Aras pede que MPs estaduais apurem invasões
– Repasse da União não cobre perda em 13 estados
– Mansueto já comunicou que deixará o Tesouro

 

Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.

Relacionados

Apito Final | Próximo das máximas

Internacional Ativos americanos têm dia de baixa, mas continuam operando acerca das máximas históricas;Ativos europeus encerram no verde, com continente se adaptando [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 14/04/2021

Rio Bravo: Olhar Atento | A inflação americana

A inflação americana acelerou para 0,6% a.m. em março, ligeiramente acima das expectativas (0,5%). Em 12 meses, a inflação registrou alta [...]

Rio Bravo - 14/04/2021

Guide Empresas - Gol divulga estimativas do 1T21; JHSF divulga prévia operacional

Gol: Cia divulga estimativas do 1T21Impacto: Marginalmente PositivoJHSF: Cia registra venda de R$ 346 milhões no trimestreImpacto: Marginalmente PositivoBanco Inter: Anuncia [...]

Luis Sales - 14/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções