Cotações por TradingView

Mercados Hoje: está nos preços?

Tempo de leitura: 7 minutos

Introdução: Embora os mercados internacionais mostrem melhor desempenho hoje; por aqui, investidores estarão concentrados, e podem mostrar maior cautela, à espera (i) da votação da denúncia contra Temer na Câmara (amanhã) e (ii) da decisão do COPOM (amanhã). Em dia de agenda macro esvaziada, e início da temporada de balanços corporativos, os jornais locais comentam o esforço do Planalto para garantir apoio na Câmara.


CENÁRIO EXTERNO: BOLSAS MOSTRAM MELHOR DESEMPENHO.

O “básico” dos mercados… O dólar ainda mostra desempenho mais forte frente às moedas dos emergentes, mas opera mais estável frente às moedas dos desenvolvidos. Os juros das Treasuries ainda sobem. A maioria das bolsas da Europa opera com ganhos, após alta das ações de Japão e China. Nos EUA, índices futuros também sobem. Commodities mistas: maioria das agrícolas recua, enquanto o petróleo sobe (brent ao redor de US$57-58/barril).

Europa: ainda forte… Dados divulgados hoje, referentes ao mês de outubro, mostraram que a indústria ganhou forças, enquanto o setor de serviços registrou leve desaceleração. O índice “PMI composto”, que engloba os 2 setores, passou de 56,7 em setembro para 55,9 em outubro. Independente destes números, ambos os setores devem continuar crescendo à frente (índices ainda acima de 50 pontos). Em suma: continuamos com boas expectativas para os mercados da região (a despeito de riscos mais pontuais).

China: Xi Jinping se fortalece… É considerado, agora, o mais importante líder desde Mao Zedong. Oficialmente, terminou hoje o congresso do partido comunista e, com isso, inicia-se o 2º mandato de Xi Jinping. O desafio – e a dúvida, para quem analisa o país -, agora, é saber de o líder usará o seu poder político para fazer reformas econômicas importantes.

EUA: à espera de novidades… O mercado segue à espera da decisão de Trump sobre o próximo presidente do Fed (que, a princípio, seria tomada até a próxima 6ª, dia 3), em dia de agenda “leve”. Sem discursos do Fed, investidores esperam a divulgação dos índices PMI (11h45), referentes ao mês de outubro. À espera de questões mais relevantes para os mercados, o noticiário, em Washington, tem sido preenchido por questões menores…


BRASIL: MERCADO ESPERA VOTAÇÃO NA CÂMARA E DECISÃO DO COPOM (AMANHÃ).

1º dia de COPOM… Membros do Comitê de Política Monetária do BC se reúnem hoje para o 1º dia da reunião. Amanhã, a partir das 18h20, sairá a decisão oficial, junto com o comunicado da instituição. A Selic deve passar de 8,25% para 7,50%; e o BC deve dar sinais claros de que voltará a reduzir o ritmo dos cortes na última reunião do ano, marcada para os dias 5 e 6 de dezembro.

Sobre o “novo Refis”… Ainda no front “macro”: Meirelles (Fazenda) disse que a MP do “novo Refis” pode ser sancionada ainda nesta semana. A proposta de vetos ao projeto foi encaminhada pela Receita Federal ao Planalto na noite de ontem. Em reunião com aliados, Temer afirmou que poderia sancioná-la nesta 4ª (25), no mesmo dia da votação da denúncia na Câmara. Importante: segundo cálculos de Meirelles, o programa atual, em vigor, já teria rendido R$11 bi aos cofres públicos.

Números ocultos… Entrando no front político: após o aumento da especulação em torno do placar da denúncia contra Temer, Padilha e Moreira Franco, ficou acertado que nenhum dos principais assessores de Temer divulgará a expectativa oficial. Dirão que o esperado é algo entre 260-270 votos. Os jornais locais, com exaustão, repercutem as negociações de Temer, e até da equipe econômica, com os deputados, de modo a conseguir votos suficientes para “enterrar” a denúncia. Além de liberação de verbas, fala-se em mudanças em ministérios…

Algumas pistas… No Valor de hoje, Raymundo Costa comenta: Padilha “trabalha com uma variação de 10% para mais ou para menos [em relação aos 263 votos que Temer obteve na 1ª denúncia], o que significaria cerca 237 votos no piso inferior e 289 na banda superior”. Após a votação, Temer quer tocar a reforma da previdência…

Está nos preços? Para Meirelles, o mercado já precificou uma possível não aprovação da reforma da previdência. “Se passar é bom. Se não, já está precificado”, afirmou. De qualquer forma, será importante acompanhar estas discussões, que podem, sim, mexer com os mercados. Deixar a reforma para 2019 aumenta o risco de o país ter a sua nota de crédito rebaixada, e mais longe de recuperar o “grau de investimento”.

E os mercados hoje? Apesar do tom um pouco mais favorável no exterior, os mercados locais, à espera da votação da Câmara e decisão do BC (ambas marcadas para amanhã), devem ter dia de maior cautela. O risco-país se mostra estável (CDS de 5 anos ao redor de 171 pontos base). Vemos, portanto, um viés de baixa em bolsa, e de alta em dólar e juros futuros mais longos.

 

 

Ignacio Crespo Rey – Economista


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: -1,28%, aos 75.413 pontos;
Real/Dólar: +1,30%, cotado a R$3,235;
Dólar Index: +0,25%, 93,936;
DI Jan/21: +04 pontos base, 8,910%;
S&P 500: -0,40% aos 2.565 pontos.

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg


Empresas:

Fibria: Resultado do 3T17
Impacto: Marginalmente Positivo.

Helbor: A companhia reportou sua prévia operacional do 3T17
Impacto: Marginalmente Positivo.

 

 

Luis Gustavo Pereira – Estrategista


Jornais:

Folha de São Paulo
– Vaga qualificada cresce em meio ao desemprego
– Sobe o número de denúncias por abusos no telemarketing
– Temer tenta obter margem de vitória maior em votação
– Turista espanhola leva tiro de PM e morre na Rocinha

O Estado de São Paulo
– Temer age para repetir ao menos placar da 1ª votação
– Programa de qualificação do governo emprega só 10% dos alunos
– SP vai vacinar 2,5 milhões contra a febre amarela
– Turista é morta por policiais na Rocinha

O Globo
– Para evitar racionamento, governo apressa medidas
– Tiros na Rocinha e na imagem do Rio
– Juiz manda Cabral para presídio federal
– Temer usa R$ 12 bi em negociações

Valor Econômico
– Lucros aumentam com inflação e juros em baixa
– Distribuidoras querem trazer gás da Bolívia
– Vitorioso, Abe quer o Japão com exército
– Um novo ânimo á safra argentina

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Ignácio Crespo Rey
[email protected]

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/10, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

Relacionados

Apito Final | Nova variante da covid faz bolsas tombarem na Black Friday

Internacional • Ativos de risco globais entraram em derrocada com detecção de nova variante potencialmente resistente às atuais vacinas. Brasil • Ibovespa afundou e [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 26/11/2021

Guide Mercados Hoje: Risk off: variante sul-africana traz pandemia de volta ao centro das preocupações na black friday

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no [...]

Victor Beyruti Guglielmi - 26/11/2021

Apito Final | Bolsas internacionais tiveram dia de alta com feriado nos Estados Unidos

Internacional • Feriado americano favoreceu bolsas internacionais depois de dia movimentado no campo dos indicadores. Brasil • Ibovespa fechou em alta com valorização da [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 25/11/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções