Cotações por TradingView

Mercados Hoje: ele está liberado

Tempo de leitura: 9 minutos

Introdução: As bolsas mostram melhor desempenho no exterior, e o dólar continua em alta, reagindo à expectativa de uma economia americana forte e possível sucessão de Janet Yellen no Fed. Na Europa, a incerteza com a Catalunha é pontual. No Brasil: é dia de votação na CCJ, após o Senado ter concedido vitória a Aécio Neves. Foi também uma vitória de Michel Temer, que tenta juntar esforços. Do lado “macro”: inflação segue fraca; e ponderações sobre a previdência são feitas nos jornais.


CENÁRIO EXTERNO: DÓLAR SEGUE EM ALTA.

O “básico” dos mercados… O dólar segue forte frente às principais moedas, e os juros das Treasuries sobem. A maioria das commodities, neste contexto, opera em baixa. O petróleo, por outro lado, segue sendo uma exceção (na casa dos US$58/barril). Na Europa, com a exceção da bolsa espanhola, as demais sobem. Índices futuros nos EUA operam em leve alta, após sessão de ganhos de ontem.

Para hoje… Nos EUA, 3 indicadores: (1) dados do setor de construção (10h30); (2) estoques de petróleo bruto; e (3) Livro Bege (16h), o documento com análises qualitativas sobre a economia local. Além disso, espera-se a discussão sobre desenvolvimento econômico, entre 2 dirigentes do Fed: William Dudley e Robert Kaplan (10h).

Sobre os temas atuais… O mercado segue reagindo a dados de crescimento positivos, em economias importantes como EUA, Europa e Japão. Por enquanto, embora se espere uma normalização das políticas destes BCs, tudo indica que estas ações serão “graduais”. Entre os temas de curtíssimo prazo, destacam-se: (1) nos EUA, a escolha do próximo presidente do Fed; (2) na Europa, a situação da Catalunha e; (3) na China, o encontro do partido comunista, que pode trazer diretrizes para os próximos 5 anos.

Sobre o Fed… Janet Yellen continuará, ou não, no comando do Fed? Pesquisa da Reuters mostrou que uma estreita maioria do mercado aposta em Jerome Powell, membro do Fed desde 2012, como o próximo presidente. Seria uma espécie de “continuidade” de gestão. Uma maior “ruptura” seria a escolha de Kevin Warsh ou John Taylor, por exemplo. Segundo fontes, Trump deve tomar uma decisão até o dia 3 de novembro, antes de sua viagem marcada à Ásia. A possibilidade de nomes como Warsh e Taylor tem fortalecido o dólar…

Uma recordação, apenas… A chamada Black Monday, como ficou conhecida a queda brusca das ações nos EUA, no dia 19 de outubro de 1987, cumpre hoje novo aniversário: 30 anos. O mês de outubro, diga-se de passagem, tem sido marcado, na História, como um mês de “rupturas” (1929, 1997, 2008). Não esperamos que isto aconteça em 2017…


BRASIL: DENÚNCIA CONTRA TEMER DEVE AVANÇAR NA CCJ.

Os trabalhos avançam… Na CCJ, as discussões continuam (hoje, a partir das 9h). Os deputados governistas falaram menos que os de oposição, visando a maior rapidez da tramitação. A comissão deve votar hoje o relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), que pede a suspensão da denúncia contra Temer, Padilha e Moreira Franco.

Ele fica (e está liberado)… O senador Aécio Neves, por 44 votos a 26, conseguiu uma vitória política, e volta ao seu mandato, contrariando decisão anterior do Supremo. Restrições que lhe haviam sido impostas também serão retiradas. Além da ajuda dos tucanos, Aécio contou com a ajuda de Renan Calheiros (PMDB-AL) e Romero Jucá (PMDB-PR). É, no final das contas, uma vitória de Michel Temer, que tenta juntar forças às vésperas de votações importantes (na CCJ, e no próprio plenário da Câmara).

Sério? A vitória de Aécio, por incrível que pareça, pode ter sido algo bom para o PT, que agora pode usar o discurso de “vítima” para se referir a Lula, e fortalece o seu discurso. Para o PMDB e o PSDB, pode se tornar uma “batata quente”, segundo analistas. Mais: pode atrapalhar os planos de Alkmin rumo à presidência, caso Aécio comece a se articular, e apoie Doria, por exemplo…

Ponderações sobre a previdência. Embora a proposta ainda não esteja consolidada, o governo quer votar hoje o “novo Refis”, como tem sido chamada a MP 783 – o projeto que refinancia as dívidas tributárias das empresas. Segundo o último texto, os descontos serão de até 70% nas multas, e de até 180 meses de parcelamento de débitos. O governo, no início previa R$13 bi de arrecadação com o programa. Cálculos mais realistas falam em R$5 bi, a depender daquilo que será negociado entre equipe econômica e congressistas.

Pode ficar para depois (como de costume). Hoje, no Valor: (i) Raymundo Costa destaca pesquisa da Arko Advice, que revela que 78,77% dos deputados não esperam que a proposta seja aprovada neste governo; e (ii) Cristiano Romero diz que a Fazenda ainda tenta aprová-la, completa, via PEC; mas que um “plano B” são as “medidas infraconstitucionais”, que não precisam de 3/5 dos parlamentares. E destaca o discurso de Meirelles: se nada for aprovado neste governo, não seria uma “tragédia” – tentando evitar uma avaliação de “tudo ou nada”.

Sobre o fiscal… Segundo o jornal O Globo, o Planalto acordou com a equipe econômica que, até o final desta semana, 3 MPs serão publicadas, visando equilibrar o Orçamento de 2018. Juntas, trariam um “alívio” de R$13,7 bi: (1) aumento da tributação dos fundos de investimento exclusivos; (2) adiamento, por 1 ano, do reajuste do funcionalismo; e (3) elevação de 11% para 14% a contribuição previdenciária dos servidores que ganham mais de R$ 5 mil.

Dados de hoje… Eram 2 os destaques: (1) IGP-10 de outubro registrou alta de 0,49% m/m (após +0,39% de setembro, e abaixo dos 0,52% esperados pelo mercado); e (2) índice IBC-Br de agosto registrou queda de 0,38% m/m (após + 0,36% de julho, e abaixo dos -0,25% esperados).

E os mercados hoje? Ao contrário de ontem, o exterior se mostra um pouco mais favorável (embora dólar forte e commodities em baixa possam manter movimentos sobre o dólar e a bolsa). Por aqui, o mercado seguirá atento à política, e a tramitação da denúncia contra Temer deve avançar. O CDS de 5 anos do país recua, e sinaliza um início de sessão mais positivo. É dia misto, à espera de drivers mais claros, em nossa opinião.

 

 

Ignacio Crespo Rey – Economista

 


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: -0,90%, aos 76.201 pontos;
Real/Dólar: -0,28%, cotado a R$3,160;
Dólar Index: +0,19%, 93,486;
DI Jan/21: -06 pontos base, 8,930%;
S&P 500: +0,07% aos 2.559 pontos.

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg


Empresas:

Carrefour: Forte crescimento de vendas no 3T17
Impacto: Marginalmente positivo.

EZTEC: Mais uma forte prévia operacional do 3T17
Impacto: Positivo.

 

 

Luis Gustavo Pereira – Estrategista

 


Jornais:

Folha de São Paulo
– Temer diz em carta que é vítima de conspiração
– Risco de derrota de Aécio pode adiar votação no Senado
– Irmão de Geddel tinha chaves de “bunker”, diz dono
– Oposição contesta resultado favorável a Maduro

O Estado de São Paulo
– Em carta a parlamentares, Temer diz ver ‘conspiração’
– Aécio teme ausências e votação pode ser adiada
– Governo dificulta pena por trabalho escravo
– Planos rejeitam até 30% das cirurgias indicadas

O Globo
– Governo dificulta combate ao trabalho escravo
– Joesley e Wesley se tornam réus
– PF acha digitais de irmão de Geddel em “bunker”
– Incêndios matam 36 em Portugal

Valor Econômico
– Gerdau vende ativos de R$ 3,2 bi e reduz dívida
– BW muda para enfrentar Amazon
– Royalties da mineração devem ser de 4%
– China finaliza sua “ponte para o futuro”

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Ignácio Crespo Rey
[email protected]

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/10, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

Relacionados

Apito Final | Nova variante da covid faz bolsas tombarem na Black Friday

Internacional • Ativos de risco globais entraram em derrocada com detecção de nova variante potencialmente resistente às atuais vacinas. Brasil • Ibovespa afundou e [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 26/11/2021

Guide Mercados Hoje: Risk off: variante sul-africana traz pandemia de volta ao centro das preocupações na black friday

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no [...]

Victor Beyruti Guglielmi - 26/11/2021

Apito Final | Bolsas internacionais tiveram dia de alta com feriado nos Estados Unidos

Internacional • Feriado americano favoreceu bolsas internacionais depois de dia movimentado no campo dos indicadores. Brasil • Ibovespa fechou em alta com valorização da [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 25/11/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções