Mercados Hoje | Congresso pode votar projeto do saneamento e MP que socorre aéreas durante a semana

Tempo de leitura: 9 minutos

Introdução:

Internacional

• Bolsas iniciam semana sem direções claras;
• Esperança com retomada econômica e preocupação com ressurgimento da pandemia tem ativos operando sem tendência bem definida;
• Banco Central chinês mantém taxas de juros estáveis em decisão de política monetária;
• Índice de atividade nacional de Chicago e confiança do consumidor europeu são destaques a agenda econômica do dia.

Brasil

• Manutenção de bom humor em NY deve continuar beneficiando bolsa local;
• Congresso pode votar projeto do saneamento e MP que socorre aéreas durante a semana;
• Prisão de Queiroz deve continuar repercutindo nos mercados;
• Senado pode votar PEC do adiamento das eleições municipais;
• TSE dava dar continuidade a análise dos pedidos de cassação de chapa contra o presidente;
• Wassef, advogado de Flavio, é substituído por advogado que representou Sergio Cabral;
• Agenda da semana ainda conta com Ata do Copom, RTI e IPCA-15.


CENÁRIO EXTERNO: AVANÇO NOS CASOS NÃO INTERROMPE DINÂMICA DOS MERCADOS

Mercados… Mercados asiáticos iniciaram a semana com desempenhos mistos, sem grandes destaques. Na zona do euro, ativos abriram com viés ligeiramente negativo, com o O Stoxx 600, índice que abrange ativos de diversas regiões da Europa, recuando 0,2% até o momento. Na contramão, índices futuros de NY esboçam uma abertura favorável para bolsas americanas, e o dólar (DXY) opera em baixa contra seus principais pares. Em relação às commodities, ativos também se movimentam sem direção única. O preço do petróleo (Brent Crude) opera próximo à estabilidade, negociado em torno dos US$ 42,20/barril.

Avanço nos casos não interrompe dinâmica dos mercados… Bolsas internacionais iniciaram a semana sem direções claras, com investidores avaliando o crescimento no número de casos na Alemanha e em alguns estados americanos como Texas, Flórida e Califórnia. Na zona do euro, índices operam em baixa, liderados por papéis do setor aérea, enquanto futuros de NY continuam apontando para a continuidade dos ganhos nas bolsas americanas.

Investidores não acreditam em novos confinamentos... Assim como na semana passada, o suporte dos bancos centrais e a esperança de uma recuperação econômica mais rápida continua sustentando ativos de risco. O surgimento da 2ª onda de contaminações pela Covid-19 continua no radar como uma das principais preocupações, mas não ameaça novas medidas de confinamento agressivas até que o número de mortes acompanhe a crescente e o sistema de saúde seja comprometido – até lá, o mercado deve marginalizar a situação.

BC chinêsO Banco Popular da China (PBoC – BC chinês) anunciou ontem à noite a sua decisão por manter a taxa referencial de empréstimos de 1 ano em 3,85% a.a. e a de 5 anos em 4,65% a.a. A decisão não veio como grande surpresa para o mercado, visto que o governador da instituição, Yi Gang, já sinalizou em mais de uma oportunidade que o ciclo de afrouxamento monetário estaria chegando ao fim na 2ª maior economia do mundo. De qualquer maneira, ainda se espera que o PBoC volte a reduzir a suas taxas de juros referenciais de maneira gradual até o final do ano, acompanhadas por reduções no compulsório dos bancos na medida em que o BC chinês trabalha para reduzir o custo de empréstimo corporativo no pós-pandemia.

Na agendaO Índice de Atividade Nacional do Fed de Chicago abre a agenda de indicadores da semana na manhã desta 2ªf (9h30), seguido pela divulgação do índice de confiança do consumidor na zona do euro (11h). Nos próximos dias, o investidor ainda avalia as leituras preliminares de junho do Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Instituto Markit para as economias americana e europeia (3ªf), o índice IFO de clima de negócios na Alemanha (4ªf) e os dados de consumo pessoal nos EUA (6ªf).


BRASIL: CONGRESSO PODE VOTAR PROJETO DO SANEAMENTO E MP QUE SOCORRE AÉREAS DURANTE A SEMANA

Semana em Brasília… Durante a presente semana, a prisão de Fabricio Queiroz, ex-assessor do senador Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ), deve continuar repercutindo. O paradeiro da sua esposa, Marcia Aguiar, e um eventual depoimento de Queiroz podem trazer novos desdobramentos no caso. O Senado deve dar continuidade aos debates em torno do adiamento das eleições municipais. Uma PEC que posterga o pleito para novembro aparenta ser a solução mais provável até o momento, mas o desfecho deste assunto dependerá da evolução da pandemia do coronavírus. Na semana passada, o Brasil superou 50 mil mortes confirmadas causadas pela covid-19.

TSE continua analisando pedidos de cassação de chapa… A semana também será marcada pelo avanço nas análises dos pedidos de cassação de chapa, por parte do TSE, que miram o presidente Jair Bolsonaro. São oito casos no total, o próximo a ser analisado trata de outdoors erguidos durante a campanha eleitoral e não representa uma ameaçar concreta ao mandato do presidente.

Atividade legislativa que pode fazer preço… Além da questão das eleições municipais, o Senado deve analisar – e provavelmente aprovar– o novo marco legal do saneamento. A Casa Alta deve ser a última etapa no tramite da proposta antes que mesma seja sancionada. Como o projeto favorece perspectivas de privatização da Sabesp (SBSP3) e da Copasa (CSMG3), o valor deste papeis pode ser favorecido pela eventual aprovação do projeto no Senado. A análise do projeto está marcada para quarta-feira. A Câmara, por sua vez, pode analisar a MP 930/20, que visa socorrer as empresas aéreas durante o choque de demanda causada pelo coronavírus. Caso os termos do socorro sejam generosos, os papeis das empresas podem ser impulsionados.

Wassef para de representar Flavio... O advogado Frederick Wassef já não integra a equipe de defesa do senador Flavio Bolsonaro. Wassef representava Flavio no caso das rachadinhas na ALERJ. A prisão de Fabricio Queiroz, ex-assessor de Flavio apontado pelo Coaf como tendo movimentações financeiras atípicas, em um imóvel do advogado em Atibaia (SP) voltou as atenções da mídia para Wassef. Até o momento, o advogado, que antes alegou desconhecer o paradeiro de Queiroz, não explicou por que e como Queiroz passou a residir no seu imóvel do interior do estado de São Paulo. No seu lugar, Flavio contratou Rodrigo Roca, antigo advogado do governador do RJ Sergio Cabral.

Na agenda... No Brasil, o investidor se atenta às divulgações do monitor do PIB da FGV e do Boletim Focus do Banco Central na manhã desta 2ªf. O Banco Central tem semana agitada, com divulgação da ata do Copom amanhã (3ªf) e apresentação do Relatório Trimestral de Inflação na 5ªf. Na fronte dos preços, o IPCA-15 de junho (5ªf) deve trazer uma desaceleração no ritmo de queda dos preços.

E os mercados hoje?… No exterior, bolsas operam mistas, com estímulos e esperança de retomada econômica sustentando ativos em meio à preocupação com a 2ª onda de contaminação da Covid-19 ao redor do globo. Por aqui, o número de casos supera 1 milhão, prorrogando as medidas de restrição para a entrada de estrangeiros, mas a política segue tomando conta do noticiário. A saída Frederick Wassef da defesa de Flavio Bolsonaro, após Fabricio Queiroz ser preso no sítio do advogado na semana passada, deve atuar como principal ponto de pressão para ativos nesta 2ªf. Na agenda, a aprovação do novo marco do saneamento e MP que socorre aéreas ainda prometem movimentar ativos no meio da semana. Ao todo, vemos mais um dia de viés neutro/positivo para ativos locais, que devem continuar se beneficiando da menor aversão ao risco externa apesar dos desafios políticos e sanitários que prevalecem no âmbito local. Na fronte cambial, os riscos de cauda implícitos na situação delicada do governo devem manter o real pressionado contra o dólar.


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +0,46% aos 96.572
Real/Dólar: -1,49% cotado a 5,30
DI Jan/27: +2 bps cotado a 6,84%
S&P 500: -0,56% aos 3.097

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


 

Jornais:

JORNAIS:

VALOR
– Bancos começam a operar no mercado livre de energia
– Bolsonaro busca blindagem no STJ
– Mendonça ganha espaço e vira ministro “palaciano”
– Receita quer aumentar arrecadação do ITR

O GLOBO
– Inquérito avança sobre financiamento de atos antidemocráticos contra o STF
– Fred Wassef se desliga da defesa de Flávio Bolsonaro
– Manifestações ocorrem pelo país sem confrontos
– Crédito vira fonte de receita extra para empresas

FOLHA DE S.PAULO
– Transparência do governo piora na gestão Bolsonaro
– Trégua com presidente é recebida com frieza no STF
– General completa um mês na Saúde com polêmica e apoio
– PM de SP lida com apagão de comando e violência

O ESTADO DE S. PAULO
– Covid-19 afasta 1,4 milhão do mercado de trabalho no País
– STF e Forças abrem diálogo em busca de pacificação
– Universidades perdem R$ 1,2 bi em São Paulo
– Wassef deixa de ser advogado de Fábio

 

Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.

Relacionados

Apito Final | Próximo das máximas

Internacional Ativos americanos têm dia de baixa, mas continuam operando acerca das máximas históricas;Ativos europeus encerram no verde, com continente se adaptando [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 14/04/2021

Rio Bravo: Olhar Atento | A inflação americana

A inflação americana acelerou para 0,6% a.m. em março, ligeiramente acima das expectativas (0,5%). Em 12 meses, a inflação registrou alta [...]

Rio Bravo - 14/04/2021

Guide Empresas - Gol divulga estimativas do 1T21; JHSF divulga prévia operacional

Gol: Cia divulga estimativas do 1T21Impacto: Marginalmente PositivoJHSF: Cia registra venda de R$ 346 milhões no trimestreImpacto: Marginalmente PositivoBanco Inter: Anuncia [...]

Luis Sales - 14/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções