Mercados Hoje: ainda estamos longe

Tempo de leitura: 7 minutos

Introdução: Os mercados internacionais operam em clima de certa cautela. As bolsas da Europa não mostram desempenho positivo; e os mercados americanos estarão voltados àquilo que acontece no Senado. A China ainda mostra bom desempenho; as commodities apresentam tom mais positivo. No Brasil, as atenções seguem voltadas à previdência, e o tom dos jornais não é dos mais animadores. O PIB do 3º tri avançou 0,1% frente ao 2º, ligeiramente abaixo do esperado.


CENÁRIO EXTERNO: TODOS ATENTOS AO SENADO DOS EUA.

O “básico” dos mercados… Após término misto na Ásia, as bolsas da Europa recuam, e os índices futuros nos EUA também estão no vermelho. O dólar opera estável frente a seus principais pares. Entre as commodities, um viés um pouco mais positivo para hoje. O petróleo (brent), em alta, chegou a marcar US$63,34/barril. Em suma: vemos um clima misto lá fora.

Nos EUA… As atenções estarão voltadas ao Senado. Afinal, a reforma tributária de Trump pode avançar. Senadores republicanos, de peso, como John McCain, que vinham adotando um posicionamento contrário ao do presidente, devem acabar contribuindo para os planos de Trump. Há grande expectativa por esta tramitação, que tem grande potencial de mexer com os mercados…

China… A economia continuar a dar sinais positivos. O índice PMI da indústria, calculado pela Caixin, passou de 51,0 em outubro para 50,8 em novembro. Ou seja, segue acima dos 50 pontos, sinalizando expansão do setor nos próximos meses…

Petróleo… A decisão da Opep, e de outros produtores de fora do cartel, de estender os atuais cortes na produção da commodity por mais 9 meses ainda faz preço. O barril, como falamos no início, opera em alta, impulsionado pela expectativa de oferta mais controlada…

Na agenda de hoje… Nos EUA, 2 números sobre a indústria de novembro (índice PMI, às 12h45; e índice ISM, às 13h). E 3 discursos do Fed: (1) Bullard (12h05); (2) Kaplan (12h30); e (3) Harker (13h15).


BRASIL: PREVIDÊNCIA AINDA É O FOCO; PIB AVANÇA 0,1% T/T.

Sobre a previdência… Temer se reunirá no domingo (3) com a equipe e líderes partidários. Busca-se um acordo em torno da reforma, claro. O presidente também quer fazer um balanço dos votos até, no máximo, a próxima 5ª (7). Apesar do esforço, o clima é de certo desânimo, apontam alguns jornais de hoje.

E a toalha? Segundo O Globo, “o trabalho de convencimento vai até os dias 11 e 12 deste mês”. Se, até lá, o apoio não melhorar, o Planalto será obrigado a jogar a toalha. Tal possibilidade, claro, será negada até o final…

Estamos longe… Ontem, Rodrigo Maia (DEM-RJ) afirmou: “Não estou pessimista, estou realista. Não posso dar data porque não tem voto. Falta muito voto. Estamos muito longe. Muito mesmo”. Em tese, Maia decidirá até domingo se incluirá na pauta da 4ª (6) a votação do 1º turno da reforma. No melhor dos casos, parece-nos que esta será votada na 2ª semana do mês…

Sobre os tucanos… O discurso de desembarque já estaria pronto. Temer e Alkmin se encontrarão amanhã em Limeira, SP. Os pronunciamentos deixarão claro que o PSDB não integrará mais a base do governo no Congresso. Ainda assim, os tucanos declararão apoio às reformas.

Sobre o front macro… Segundo dados do IBGE, o PIB do 3º tri avançou 0,1% frente ao 2º tri, abaixo dos 0,3% esperados. Frente ao 3º tri de 2016, o PIB cresceu 1,4%, contra 1,3% esperados. Nesta última comparação, vale notar: o consumo das famílias cresceu 2,2% — taxa bastante significativa.

Ainda do lado macro… Na agenda de hoje, temos 3 dados sobre novembro: (1) PMI industrial (11h); (2) balança comercial; e (3) venda de veículos, segundo a Fenabrave. Sobre o BC: foi anunciado ontem para os dias 1º e 20 de dezembro leilões de swap cambial, tendo em vista a rolagem do vencimento do dia 2/jan/18. No leilão de hoje, serão ofertados 14 mil contratos. Caso se repita este volume até o dia 20, o BC terá rolado o vencimento de US$9,6 bi de forma integral. Importante: estes movimentos podem atenuar a pressão altista sobre o dólar…

E os mercados hoje? O viés para os ativos locais segue sendo mais negativo, em nossa opinião. Afinal, ainda pesam as incertezas quanto à tramitação da reforma da previdência. Temos um viés de baixa em bolsa, e de alta em DIs e dólar.

 

 

Ignacio Crespo Rey – Economista


SOBRE O FECHAMENTO DO ÚLTIMO PREGÃO:

Ibovespa: -1,00%, aos 71.970 pontos;
Real/Dólar: +0,74%, cotado a R$3,268;
Dólar Index: -0,13%, 96,808;
DI Jan/21: +0,54 pontos base, 9,380%;
S&P 500: +0,82% aos 2.647 pontos.

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg


Empresas:

Cemig: Companhia anuncia aquisição das ações de empresas com participação na Light
Impacto: Neutro.

Petrobras: Estatal declara comercialidade de áreas em Libra
Impacto: Neutro

 

 

Luis Gustavo Pereira – Estrategista


Jornais:

Folha de São Paulo
– Governo não tem votos para nova Previdência
– Infraero desiste de investir no Galeão e torna negócio incerto
– Quase todas as vagas criadas no país são informais
– Iniciativa de Doria atrai desempregado de outras cidades

O Estado de São Paulo
– Em cada ano, secas e inundações afetam 55 milhões de brasileiros
– Otimismo com a economia tem pior índice, diz Ibope
– Maia não vê condições para votação, agora, da Previdência
– Elena Landau deixa PSDB: “Lutei por uma boa causa”

O Globo
– Governo deve adiar reforma da Previdência para 2018
– Na Rocinha, um “delivery” de drogas
– Assaltos esvaziam Santa Teresa
– Desemprego cai com vagas informais

Valor Econômico
– Obstáculos à Previdência voltam a afetar mercados
– IPOs poderão somar R$ 14 bi em dezembro
– Como surgiu a ideia de Luciano Huck ser candidato
– Eletrobras pede pressa ao Congresso

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Ignácio Crespo Rey
[email protected]

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/10, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

Relacionados

Apito Final | (Ainda) entre a cruz e a espada

Internacional Sem novidades no radar, ativos internacionais dão continuidade a perdas após testar máximas consecutivamente nas últimas semanas;Em dia fraco de indicadores, [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 20/04/2021

Rio Bravo: Olhar Atento |O PLN

O Congresso aprovou ontem o PLN que reedita o Programa de Manutenção do Emprego e da Renda e o Pronampe, duas [...]

Rio Bravo - 20/04/2021

Guide Empresas - Vale e Carrefour divulga dados operacionais do 1T21; BRMalls retoma operações de Shoppings

Vale: Cia apresenta dados de produção referente ao 1T21Impacto: NeutroCarrefour: Cia divulga dados de vendas do 1T21Impacto: Marginalmente PositivoBrMalls: Cia anuncia [...]

Luis Sales - 20/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções