CabeçalhoConteúdoNewsletterRodapé

Cotações por TradingView

Guide Mercados Hoje: Relaxamento das restrições na china volta a sustentar abertura

28 de junho de 2022
Tempo de leitura: 7 min
Compartilhar
Mercados Hoje - toalha vermelha com prato de torradas, xícara e jornal com gráfico indicando crescimento
Tempo de leitura: 7 min

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no dia.

Confira o relatório de 28 de Junho de 2022!

Mercados Globais:

Ativos de risco internacionais estão amanhecendo em tom predominantemente positivo, com um fluxo de notícias mais favorável na China sustentando o ânimo dos investidores. Por lá, o anúncio da redução pela metade do tempo de espera em isolamento para os recém-chegados ao país, uma mudança drástica na política de segurança sanitária do país, foi mais uma medida em direção ao relaxamento das restrições à mobilidade, fato que ajudou a amenizar as preocupações com a segunda maior economia do mundo.

Neste ambiente, bolsas europeias, índices futuros de NY e commodities ensaiam abertura no verde, na esteira de mais uma sessão de ganhos na Ásia. Juros desenvolvidos também resumiram o movimento de alta iniciado ontem, acompanhados de um dólar misto: ligeiramente mais fraco contra seus pares desenvolvidos, mas mais forte que a maioria das divisas emergentes. O euro ganha força após a presidente do Banco Central Europeu (BCE), pela manhã, reafirmou que uma nova alta de 0,25 p.p. está contratada para a taxa de juro europeia em julho, mas que a autoridade monetária estaria preparada para apertar o ritmo de normalização para domar a inflação caso seja necessário.

Na agenda americana, o mercado recebe dados da balança comercial e de estoques no atacado de maio, preços residenciais de abril, a confiança do consumidor em junho (C. Board) e a sondagem industrial do Fed de Richmond.


Nikkei 225: CSI 300: Stoxx 600: S&P Futuro: DXY: Juro T10: Petróleo (Brent Crude – ICE):
+0,66%
27.049
+1,04%
4.491
+0,68%
417,90
+0,57%
3.923
+0,10%
104,04
+4,9 BPS
3,24% a.a.
+1,78%
US$ 112,97/barril


AGENDA INTERNACIONAL
09h30 – EUA – Balança comercial (mai) – C. Bureau
09h30 – EUA – Estoques no atacado (mai) – C. Bureau
10h00 – EUA – Preços residenciais (abr) – S&P
11h00 – EUA – Confiança do consumidor – C. Board
11h00 – EUA – Sondagem industrial – Fed (Richmond)


MANCHETES

ValorAlta da Selic faz custo da dívida local subir 62%. Na semana passada, a Americanas concluiu a emissão de R$ 2 bilhões em debêntures, que chamou a atenção não só pelo volume mas também pelas condições: vencimento em 11 anos, a 2,75% mais CDI. A taxa é inferior até mesmo à que a companhia paga pelos bônus negociados no mercado internacional (4,6% acima do CDI, se fosse feito o “swap” da operação para reais). Essa operação contrasta com outro movimento visto nos últimos dias, quando a construtora Tenda aprovou, em assembleia, o acordo de repactuação das condições de sua dívida, de cerca de R$ 1 bilhão, junto aos credores. A medida implicou aumento da taxa de retorno aos investidores, definição de garantias e limites para metas de crescimento.

ValorGoldman prevê uma série de calotes de emergentes. Os mercados emergentes de alto risco entram em um novo ciclo de inadimplência à medida que os investidores se preparam para uma recessão, segundo o Goldman Sachs.O Sri Lanka foi provavelmente apenas o primeiro de vários calotes de economias em desenvolvimento, disse Kamakshya Trivedi, co-chefe de pesquisa global de câmbio e juros do banco de investimentos.

EstadãoGoverno quer usar R$ 54 bi de receita extra com BNDES e estatais para bancar pacote de benefícios. O governo conta com o ingresso de cerca de R$ 54 bilhões em receitas extras para compensar o impacto do pacote para turbinar os benefícios sociais, sendo R$ 17 bilhões de reforço adicional de pagamento de dividendos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Essa receita servirá para contrabalançar o impacto da PEC dos Combustíveis, em que serão incluídas as medidas, e manter a mesma trajetória de déficit fiscal prevista para este ano antes da decisão do governo de aumentar os gastos em ano de eleições.

OGlobo‘Bondades’ de Bolsonaro ajudam a piorar percepção de risco do país e afastam investidores. As recentes medidas discutidas pelo governo e propostas debatidas no Congresso para tentar reduzir o impacto da inflação no cotidiano dos brasileiros, particularmente o da escalada dos combustíveis, a pouco mais de três meses das eleições assustam investidores. Estão piorando os indicadores utilizados para medir o risco da economia brasileira, afastando capitais financeiros do país.

OGloboFlávio Bolsonaro entra em campo para tentar barrar CPI do MEC no Senado. O Palácio do Planalto pretende intensificar a partir desta terça-feira a ofensiva para barrar a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Senado para investigar suspeitas de corrupção no Ministério da Educação. A articulação governista, que até então estava sendo tocada pelo novo líder do governo na Casa, Carlos Portinho (PL-RJ), deve ganhar o reforço do senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), responsável por coordenar a campanha à reeleição do pai, o presidente Jair Bolsonaro (PL).



AGENDA BRASIL
08h00 – Sondagem da indústria (jun): 101,2 pontos – FGV Ibre
10h30 – Caged: emprego com carteira assinada (mai) – SEPTR
11h30 – Leilão tradicional (LFT e NTN-B) – Tesouro
14h30 – Relatório mensal da dívida pública (mai) – Tesouro


E os Mercados Hoje?

Mercados globais estão esboçando uma abertura favorável, com o alívio das restrições de mobilidade na China aliviando preocupações com a segunda maior economia do mundo. Por aqui, as atenções seguirão voltadas para a leitura do relatório da PEC da bondade (11h00) – ex-PEC dos combustíveis – proposta que deve ir à votação nesta quarta-feira (29/06). A PEC, que eleva o Auxílio Brasil para R$ 600, aumenta o vale-gás e cria o voucher de R$ 1 mil para caminhoneiros, acarretará gastos da ordem de R$ 35 bilhões, extra-teto, até o fim deste ano. Na agenda, investidores recebem os dados do Caged de maio, com estimativa de abertura de 159 mil postos de trabalho formais no mês, dado que será analisado pelo ministro do Trabalho, José Carlos Oliveira, após a divulgação.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: 100.763 (+2,12%)
BRL/USD: 5,23 (-0,35%)
DI Jan/27: 12,54 (+8,0 bps)
S&P 500: 3.900 (-0,29%)


Disclaimer: Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.

Compartilhar artigo

Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.

Graduado em Administração de Empresas e Economia pelo Insper. Integra a equipe econômica da Guide há mais de 1 ano. Atualmente atua como economista no segmento de varejo, sendo responsável pela confecção de relatórios e de comitês mensais com intuito de embasar recomendações de alocação de recursos no cenário político-econômico.

Veja também