CabeçalhoConteúdoNewsletterRodapé

Cotações por TradingView

Guide Mercados Hoje: Mercados mantém tom positivo antes do deflator do PCE

27 de maio de 2022
Tempo de leitura: 6 min
Compartilhar
Mercados Hoje - toalha vermelha com prato de torradas, xícara e jornal com gráfico indicando crescimento
Tempo de leitura: 6 min

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no dia.

Confira o relatório de 27 de Maio de 2022!

Mercados Globais:

Bolsas europeias e futuros norte-americanos seguiram o otimismo da última sessão na abertura de hoje. Ontem, os mercados foram impulsionados pela leitura da primeira revisão do PIB dos EUA para o 1T22, que, apesar de mais fraco que o último resultado, mostrou que o consumo das famílias permanece forte. Além disso, um PIB mais fraco ajuda a conter a expectativa de um Fed mais hawkish. Outro ponto que conduziu as altas da semana, foi a Ata do FOMC, que não trouxe grandes novidades, mas evitou uma visão de um Fed mais agressivo.

Dessa forma, os mercados ainda reverberam as notícias mais positivas ao longo desta semana, depois de um rally de quedas nas últimas. Ainda assim, o ambiente positivo pode ser interrompido nesta sexta-feira por conta do deflator do PCE de abril, medida de inflação calculada nos EUA que é a preferida pelo Fed. As expectativas são de uma alta de 4,9% em 12 meses ou 0,3% na comparação mensal. Outros dados americanos também têm potencial de fazer preço hoje, destacando a balança comercial, confiança do consumidor e estoque no varejo.

Na China, o lucro da indústria caiu 8,5% a/a em abril, efeito dos lockdowns. O setor automotivo foi o mais afetado. Ainda assim, as bolsas asiáticas tiveram sessão positiva.


Nikkei 225: CSI 300: Stoxx 600: S&P Futuro: DXY: Juro T10: Petróleo (Brent Crude – ICE):
+0,66%
26.781
+0,21%
4.001
+0,91%
441,70
+0,22%
4.066
-0,01%
101,85
-2,9 BPS
2,72% a.a.
-0,63%
US$ 113,23/barril


AGENDA INTERNACIONAL
9h30 – EUA – Balança Comercial (abr) – C. Bureau
9h30 – EUA – Deflator do PCE (abr) – BEA
9h30 – EUA – Nível de estoque no varejo (abr) – C. Bureau
11h00 – EUA – Confiança do consumidor (mai) – Universidade de Michigan


MANCHETES

ValorCom custos em alta, redes gastam mais em lojas e TI. Mais de dois anos após o início da pandemia, as varejistas retomam investimentos em abertura de lojas e compra de terrenos ao mesmo tempo em que vêm elevando os desembolsos no braço digital – negócio que tem sustentado parte dos resultados do setor. Isso aumenta a necessidade de as cadeias ampliarem os seus gastos no ano, num cenário em que já existem novas pressões sobre os custos de construção dos pontos. Houve um aumento de até 50% no valor de uma loja nova neste ano, em relação a 2020 – num ambiente de recursos mais caros no mercado.

Estadão – Bolsonaro atropelou parecer jurídico do Planalto para perdoar Daniel Silveira. Documentos do Palácio do Planalto revelam que o perdão concedido ao deputado Daniel Silveira (PTB-RJ) foi feito às pressas pelo presidente Jair Bolsonaro, atropelando procedimentos da própria Presidência da República. O decreto que livrou o parlamentar da prisão foi publicado em edição extra do Diário Oficial no dia 21 de abril por volta das 18h. Mas o parecer jurídico que deveria ser prévio para dar respaldo ao ato só foi produzido depois, como mostram arquivos obtidos pelo Estadão com base na Lei de Acesso à Informação.

Folha – Pesquisa sugere que Bolsonaro murcha com crise institucional e economia. Políticos e analistas tiram duas avaliações iniciais do Datafolha divulgado ontem e que era esperado com ansiedade na 3.ª via. A primeira é a de que, apesar de a consolidação no centro ajudar a organizar as forças que resistem à polarização, a cada desistência nesse espectro ganha força o fla-flu entre Lula e Bolsonaro. A segunda é a de que o presidente patina quando investe no esgarçamento institucional. Felipe Nunes, que lidera a pesquisa Quaest, consumida por investidores, diz que seu levantamento já indicava que Bolsonaro perdeu fôlego em maio, provavelmente em razão do caso Daniel Silveira e da economia. “Todo o esforço de descontrole fiscal não está gerando votos. Ao contrário, está fazendo perdê-los do outro lado”, diz.



AGENDA BRASIL
8h00 – Sondagem da indústria (mai) – FGV
Sem horário definido – Definição da bandeira tarifária de energia elétrica (jun) – ANEEL


E os Mercados Hoje?

Bolsas internacionais seguem em alta nesta manhã, mas divulgação do deflator do PCE pode interromper sequência de ganhos. No Brasil, destaque para a aprovação do projeto que limita em 17% a alíquota de ICMS para combustíveis e outros bens na Câmara dos Deputados, e segue para votação no Senado, onde pode encontrar resistência. Lira, presidente da Câmara busca novos projetos para conter alta dos preços de energia, segundo noticiário e o governo deve anunciar nova redução do IPI (imposto sobre importação). Com agenda interna mais parada no campo dos indicadores, mercado pode reagir à última pesquisa eleitoral da Datafolha, que mostrou fortalecimento de Lula, e aumento da reprovação do governo Bolsonaro, mas otimismo externo ainda impera. Como de praxe, enviaremos um comentário sobre essa pesquisa de eleições e outras divulgadas nesta semana em nosso site O Guia Financeiro Vip, no final da tarde.


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: 111.889 (+1,18%)
BRL/USD: 4,76 (-1,23%)
DI Jan/27: 11,91 (-17,5 bps)
S&P 500: 4.057 (+1,99%)


Disclaimer: Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.

Compartilhar artigo

Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.

Graduado em Administração de Empresas e Economia pelo Insper. Integra a equipe econômica da Guide há mais de 1 ano. Atualmente atua como economista no segmento de varejo, sendo responsável pela confecção de relatórios e de comitês mensais com intuito de embasar recomendações de alocação de recursos no cenário político-econômico.

Veja também