CabeçalhoConteúdoNewsletterRodapé

Cotações por TradingView

Guide Mercados Hoje: Receio com China faz contrapeso à ata do Fed mais branda

26 de maio de 2022
Tempo de leitura: 7 min
Compartilhar
Mercados Hoje - toalha vermelha com prato de torradas, xícara e jornal com gráfico indicando crescimento
Tempo de leitura: 7 min

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no dia.

Confira o relatório de 26 de Maio de 2022!

Mercados Globais:

Mercados globais têm manhã mista, sem grandes oscilações, com investidores sustentando algum grau de cautela frente à manutenção de um ambiente desafiador para o crescimento econômico. Bolsas e commodities se movimentam sem direção única, o dólar ensaia manhã mais fraca e os juros desenvolvidos voltaram a operar em queda.

Após a ata do último FOMC ter fomentado uma nova sessão de alívio para as bolsas nesta quarta-feira, sem trazer à mesa um plano de voo mais duro do que o já precificado pelo mercado atualmente, as atenções se voltaram para a China, onde um aviso do primeiro-ministro, Li Keqiang, adicionou pessimismo sobre o quadro de crescimento do país.

Segundo o Premier chinês, a economia chinesa está encontrando grandes dificuldades frente à batalha contra a covid-19, e dificilmente irá conseguir crescer no segundo semestre. Li Keqiang chegou até a dizer que “de certo modo” a economia estaria em estado pior do que no início da pandemia e pediu às autoridades que auxiliem empresas a retomarem produção após o relaxamento dos lockdowns. O novo apelo mostrou uma maior preocupação do governo com relação às perspectivas de crescimento de país no ano e derrubou metais industriais e o minério de ferro no pregão asiático.

Na agenda, o investidor avalia uma nova leitura do desempenho do PIB americano no 1º trimestre de 2022, as 09h30, mesma hora em que saem os dados de novos pedidos de auxílio-desemprego no país. Pouco depois, no final da manhã (11h), dados de vendas pendentes de moradia em abril também serão recebidas com cautela após dados de vendas de novas moradias ter registrado forte recuo no mesmo mês. Por fim, após o fechamento do pregão, o investidor recebe o dado de lucros totais da indústria na China.


Nikkei 225: CSI 300: Stoxx 600: S&P Futuro: DXY: Juro T10: Petróleo (Brent Crude – ICE):
-0,27%
26.605
+0,25%
3.993
+0,32%
435,68
+0,65%
3.978
-0,22%
101,84
+0,3 BPS
2,75% a.a.
+0,54%
US$ 111,74/barril


AGENDA INTERNACIONAL
09h30 – EUA – PIB (1T22) – BEA
09h30 – EUA – Pedidos de auxílio-desemprego – DoL
11h00 – EUA – Vendas pendentes de moradias (abr) – NAR
22h30 – China – Lucros totais da indústria (abr) – NBS


MANCHETES

ValorChina já sinaliza possível queda do PIB no 2º trimestre. O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, reconheceu ontem que a segunda maior economia do mundo pode ter dificuldades para registrar um crescimento positivo no trimestre atual, e pediu às autoridades que ajudem as empresas a retomarem a produção depois dos lockdowns relativos à covid-19.

ValorConselho da Petrobras não delibera sobre convocação da AGE e freia troca de comando. O conselho de administração da Petrobras se reuniu nesta quarta-feira (25) e não deliberou sobre a convocação da Assembleia Geral Extraordinária (AGE) que vai eleger o novo colegiado da companhia. Os conselheiros não puderam deliberar sobre a AGE porque não receberam da União, controladora da empresa, a lista completa dos candidatos ao conselho.

CNNPetrobras é a petrolífera com mais desconto entre gigantes de petróleo. Um dos indicadores mais observados pelo mercado para avaliar se uma ação está cara ou barata, o EV/Ebitda mostra que as ações da Petrobras têm o maior desconto entre as maiores petrolíferas do mundo. O EV/Ebitda da estatal é de 3,1 vezes, contra 6,8 vezes das americanas Chevron e ExxonMobil, que lideram a lista. Na sequência aparece a britânica Shell, com 4,6, seguida pela francesa Total, com 3,8 e a British Petroleum (BP), também com 3,8 vezes.

Folha de S. PauloCâmara aprova limite de ICMS sobre energia, mas estados planejam barrar texto no Senado e até no STF. A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (25) o projeto que limita o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre energia e combustíveis. Além disso, o Congresso inseriu no texto uma nova tentativa de fixar a tributação sobre o diesel. O texto-base do projeto foi aprovado por 403 a 10. Os deputados rejeitaram sugestões para modificar a proposta —que, agora, segue para o Senado. Os estados, no entanto, reagem ao texto e já falam em barrar a proposta na Casa vizinha ou até no STF (Supremo Tribunal Federal).

CNNEntenda o projeto que fixa teto de 17% para o ICMS e pode gerar compensação aos estados. Depois do impasse sobre o efeito na arrecadação dos estados, foi adiada na Câmara dos Deputados para esta quarta-feira (25) a votação do PLP 18/22, que considera essenciais bens e serviços relativos a combustíveis, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo. A expectativa é que a votação aconteça a partir das 14h, com as lideranças reunidas após alterações no texto. Se considerados bens e serviços essenciais, as categorias citadas não poderão ter uma aplicação de alíquotas de tributos iguais às de produtos listados como supérfluos.



AGENDA BRASIL
08h00 – Sondagem da construção (mai): 96,3 pts – FGV Ibre
08h00 – INCC-M (mai): +1,49% m/m (est.: +1,30% m/m) – FGV Ibre
11h30 – Leilão tradicional (NTN-F e LTN) – Tesouro
Sem hora definida – Caged – SEPTR


E os Mercados Hoje?

Mercados globais estão iniciando com viés ligeiramente positivo, sem grandes movimentações, com fala pessimista do primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, fazendo contrapeso à ata do FOMC mais branda, que foi divulgada ontem à tarde e trouxe alívio para os mercados no fim da última sessão. No Brasil, a Câmara dos Deputados aprovou o texto que visa limitar a cobrança do ICMS sobre energia, texto que encontra forte resistência por parte dos estados por comprometer a sua receita (vide Manchetes). Enquanto isso, no pano de fundo, o mercado segue acompanhando o trâmite para a troca de liderança na presidência da Petrobras, que deve se prolongar após conselho se reunir ontem (vide Manchetes). No que diz respeito aos mercados, o dia tende a ter um viés neutro/positivo, com abertura ligeiramente positiva das bolsas desenvolvidas e dólar mais fraco, enquanto a nova queda do minério ameaça tirar força do índice. 


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: 110.579 (-0,00%)
BRL/USD: 4,82 (+0,18%)
DI Jan/27: 12,10 (+9,5 bps)
S&P 500: 3.979 (+0,95%)


Disclaimer: Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.

Compartilhar artigo

Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.

Graduado em Administração de Empresas e Economia pelo Insper. Integra a equipe econômica da Guide há mais de 1 ano. Atualmente atua como economista no segmento de varejo, sendo responsável pela confecção de relatórios e de comitês mensais com intuito de embasar recomendações de alocação de recursos no cenário político-econômico.

Veja também