Cotações por TradingView

Guide Mercados Hoje: Mercados têm manhã de recuperação antes do Fed

Tempo de leitura: 9 minutos

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no dia.

Confira o relatório de 26 de Janeiro de 2022!

Mercados Globais:

Ativos de risco estão amanhecendo em tom de forte recuperação nesta quarta-feira, com bolsas europeias e índices futuros das bolsas americanas devolvendo uma parcela das quedas angariadas na semana passada. A forte volatilidade segue como característica marcante nos mercados, com bolsas americanas voltando a fechar com baixas de mais de 1,0% em uma terça-feira de fortes oscilações. O dólar índice volta a subir, após devolver grande parte da alta que registrava na manhã de ontem, enquanto juros desenvolvidos operam próximos à estabilidade. Na fronte das commodities, ativos esboçam mais uma sessão de valorizações, com destaque para o petróleo (brent crude), que volta a se aproximar do patamar de US$ 88,00/barril.

Hoje, as atenções deverão se voltar aos EUA no meio da tarde, quando do Fed anuncia a sua primeira decisão de taxa de juros em 2022. Investidores deverão avaliar atentamente tanto o comunicado, que sai às 16h, como a coletiva de imprensa do presidente da instituição, Jerome Powell, que tem início às 16h30. Apesar da sinalização pela primeira alta do juro americano em março, um tom mais duro no sentido de deixar as portas abertas para uma normalização mais rápida da política monetária poderá trazer volatilidade adicional aos mercados.

No pano de fundo, as tensões seguem elevadas entre EUA e Rússia na situação envolvendo a Ucrânia, mas o mercado parece ter deixado estas questões em segundo plano enquanto aguarda o anúncio do FOMC nesta quarta-feira.

Além do Fed, a agenda também terá como destaques os números da balança comercial americana de dezembro e os estoques de petróleo bruto do Departamento de Energia dos Estados Unidos, além dos balanços de AT&T, ADP, Boeing, Intel e Tesla.


Nikkei 225: CSI 300: Stoxx 600: S&P Futuro: DXY: Juro T10: Petróleo (Brent Crude – ICE):
-0,44%
27.011
+0,72%
4.712
+1,94%
460,42
+1,44%
4.419
+0,12%
96,05
+0,0 BPS
1,79% a.a.
+0,68%
US$ 87,76/barril


AGENDA INTERNACIONAL
10h30 – EUA – Balança comercial (dez) – C. Bureau
12h00 – EUA – Vendas de novas moradias (dez) – C. Bureau
12h30 – EUA – Estoques de petróleo bruto (21/jan) – DoE
15h00 – EUA – Leilão de títulos (2 anos) – Tesouro
16h00 – EUA – FOMC: Decisão de taxa de juros – Fed
16h00 – EUA – Coletiva de imprensa de Jerome Powell – Fed


HEADLINES

ValorBrasil promete zerar IOF sobre câmbio até 2029 para entrar na OCDE. O Brasil se comprometeu com a OCDE a zerar o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) das transações cambiais, como parte do esforço do país para se adequar às práticas da entidade. O anúncio foi feito nesta terça-feira (25) pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, horas após a aprovação do convite ao Brasil para “abertura das discussões de adesão” à entidade. Segundo Guedes, a promessa foi possível após a aprovação da lei do novo marco cambial pelo Congresso, sancionada em 30 de dezembro pelo presidente Jair Bolsonaro. “Aprovada a lei cambial eu posso me comprometer com a redução da tributação do IOF e assim fizemos. Mandei uma carta à OCDE na semana passada, que eram os dois últimos requisitos que faltavam”, disse Guedes.

Valor – Bolsa local tem forte entrada de estrangeiros. Os desafios macroeconômicos e as incertezas relacionadas às eleições deste ano não têm impedido a entrada de um volume expressivo de recursos de investidores estrangeiros no mercado acionário brasileiro, fato que tem garantido retornos positivos para o Ibovespa em 2022, na contramão dos índices de Nova York. Até o dia 21, o ingresso líquido de recursos externos no mercado secundário da B3 alcançou R$ 20,1 bilhões, fluxo mensal mais forte desde janeiro do ano passado, quando as entradas totalizaram R$ 23,6 bilhões. Profissionais de instituições estrangeiras consultados pelo Valor, no entanto, não enxergam uma melhora dos fundamentos no cenário local. Eles atribuem a dinâmica positiva principalmente ao contexto externo, como o processo de aperto monetário do Federal Reserve (Fed) e perspectivas mais otimistas para commodities neste início de ano, motivos que vêm ampliando a demanda global por ativos de países emergentes, impactando o Brasil.

OGlobo Rombo nas contas do governo em 2021 ficará abaixo de R$ 40 bi, no melhor resultado desde 2014. O governo federal deve divulgar na sexta-feira que fechou o ano de 2021 com um rombo entre R$ 35 bilhões e R$ 40 bilhões nas contas públicas. Será o melhor resultado desde 2014. A partir daquele ano, as contas do governo federal passaram a fechar com déficit todos os anos. O número equivale a 0,4% do Produto Interno Bruto (PIB) e reverte um rombo histórico de cerca de 10% do PIB em 2020. Também ficará abaixo da meta oficial, que previa um déficit de R$ 214 bilhões. Com o auge dos efeitos econômicos da pandemia de Covid-19 e com as medidas tomadas pelo governo, o rombo das contas públicas federais foi de R$ 743 bilhões em 2020, de longe o pior da História.

OGloboCâmara técnica discute possibilidade de ampliar quarta dose para idosos e profissionais de saúde. A aplicação de uma segunda dose de reforço, ou quarta dose da vacina contra a Covid-19, começa a ser debatida no Brasil esta semana. Membros da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização Covid-19 (Ctai), criada para avaliar medidas de combate à pandemia no âmbito do Ministério da Saúde, vão abrir a discussão sobre uma possível nova etapa de imunização, atualmente adotada por Chile e Israel. Desde o final de dezembro, uma nota técnica do ministério recomenda a quarta dose no Brasil apenas para pessoas imunossuprimidas, quatro meses após o reforço. Outros países, como Alemanha e Estados Unidos, atualmente discutem a possibilidade dessa aplicação extra diante da explosão de casos da Ômicron.

FolhaDesigualdade no setor público cresce e pode até superar setor privado. As remunerações do setor público possuem grande disparidade, mesmo entre pessoas com mesmo nível de escolaridade. Algumas dessas diferenças estão ligadas a fatores como sexo, nível de governo, Poder e tipo de carreira, segundo estudos elaborados por especialistas na área. Se for considerada apenas a renda do trabalho no mercado formal, a desigualdade na esfera pública tem aumentado e supera a verificada no setor privado. A desigualdade no setor público só perde para o privado quando se coloca na conta a informalidade e outros tipos de renda. Atualmente, diversas carreiras protestam contra a decisão do governo federal de dar reajuste somente a policiais, que já tiveram ganhos salariais nos últimos anos.

EstadãoContágio é o maior em 18 meses; lotação de UTI covid supera 80% em 6 Estados e DF. O avanço da variante Ômicron já causa uma explosão de casos e internações no Brasil. Números do Observatório Covid Fiocruz atestam que em sete unidades da Federação a ocupação dos leitos de UTI covid-19 ultrapassa 80%; o Distrito Federal chegou ontem à ocupação máxima. Além disso, o País registrou ontem o maior número de mortes desde novembro e a maior taxa de transmissão do vírus desde julho de 2020. Para especialistas, o momento é de preocupação e de reavaliar as medidas de prevenção e de restrição de aglomeração. Sobre ocupação dos leitos de UTI destinados à covid-19, os números da Fiocruz mostram que o porcentual está acima de 80% em Distrito Federal, Espírito Santo (80%), Goiás (82%), Mato Grosso do Sul (80%), Pernambuco (81%), Piauí (82%) e Rio Grande do Norte (83%). Em São Paulo, é de 65% no Estado e de 71% na capital (dados de ontem). No Rio, a situação é um pouco mais preocupante: 62% no Estado, mas 96% na capital.



AGENDA BRASIL
08h00 – INCC-M (jan): +0,64% m/m (est.: +0,67% m/m) – Ibre FGV
08h00 – Sondagem da construção (jan): 92,8 (ant.: 96,7) – Ibre FGV
09h00 – IPCA-15 (jan) – IBGE
09h30 – Estatísticas do setor externo (dez) – Bacen


E os Mercados Hoje?

Mercados globais estão iniciando a sessão em tom de forte recuperação, com alta de índices acionários e commodities antes da divulgação da primeira decisão de política monetária do Fed em 2022. No Brasil, o fluxo voltou a surpreender e fez o Ibovespa descolar de Nova Iorque novamente, na esteira da alta contínua das commodities, que tornam a registrar ganhos na manhã desta quarta-feira e podem seguir auxiliando a recuperação do índice. Na agenda, antes do Fed, o investidor recebe o primeiro IPCA-15 do ano, seguido pelas estatísticas do setor externo referente a dezembro do ano passado. Com relação ao dado de inflação, o mercado prevê uma nova desaceleração na margem (+0,45% m/m), o que levaria a inflação acumulada do índice para 10,07% em 12 meses.


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: 110.203 (+2,1%)
BRL/USD: 5,43 (-1,24%)
DI Jan/27: 11,13 (-9 bps)
S&P 500: 4.356 (-1,22%)


Disclaimer: Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.

Relacionados

Apito Final | NY fecha em alta com melhor desempenho semanal em meses

Internacional • Bolsas americanas seguiram em rally nesta sexta-feira, em uma das melhores semanas desde o começo da pandemia; • Inflação do PCE [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 27/05/2022

Resumo político semanal - 27 de maio de 2022

Confira tudo o que rolou nessa semana no campo político no Brasil e no mundo. JOÃO DORIA O ex-governador de São Paulo [...]

Arko Advice - 27/05/2022

Rio Bravo: Olhar Atento | Índice de inflação preferido do Fed foi divulgado

Hoje, o índice de inflação preferido do Fed foi divulgado. Em abril, o núcleo do PCE apresentou variação em linha com [...]

Rio Bravo - 27/05/2022
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções