Mercados Hoje | Renúncia de presidente da Eletrobras apaga esperança em torno das privatizações

Tempo de leitura: 10 minutos

Introdução:

Internacional

• Ativos internacionais iniciam mais um dia em tom positivo;
• Investidores acompanham de cerca movimento de Joe Biden no enfrentamento à crise da covid-19;
• Biden sugere concessões para aprovar pacote trilionário de gastos;
• Novas cepas da covid-19 aparentam impactar eficácias das vacinas;
• Agenda econômica internacional destaca índice de atividade nacional do Fed.


Brasil

• Wilson Ferreira Junior não enxerga possibilidade que a estatal seja privatizada durante o governo Bolsonaro;
• China libera saída de 5,4 mil litros de matéria prima que serão usados para produzir Coronavac;
• Taxa de ocupação de leitos de UTI continua gerando apreensão sobre colapso do sistema de saúde em diversos municípios;
• Pressão por retorno do auxílio emergencial continua crescendo, mas Guedes e Bolsonaro ainda resistem;


CENÁRIO EXTERNO: ENTRE VACINAS E ESTÍMULOS

Mercados… Bolsas asiáticas encerraram o pregão de ontem com desempenho majoritariamente negativo. Na Europa, o índice Stoxx 600, índice pan-europeu, opera em alta de 0,70%, enquanto futuros em NY operam acerca da estabilidade. O índice dólar ganha terreno contra seus principais pares, subindo cerca de 0,06%, enquanto commodities oscilam entre o verde e o vermelho. Destaque para o preço do petróleo (Brent Crude) que, ao ser negociado próximo dos US$ 55,90/barril, opera em leve alta de 0,05%.

Comportamento dos mercados… Mercados internacionais apreciaram mais uma semana de alta com a expectativa de crescimento econômico positivo no radar. Investidores têm acompanhado de perto os movimentos efetuados por Joe Biden, cuja primeira semana como chefe da Casa Branca contou com uma série de ordens executivas de enfrentamento à crise da covid-19. Biden já assinou cerca de 30 decretos, com destaque para o retorno dos EUA ao acordo climático de Paris e diversas outras medidas de enfrentamento à covid-19, como o uso obrigatório de máscaras em propriedades federais e a extensão do pagamento de dívidas estudantis até pelo menos o dia 30 de setembro.

Trâmite do novo pacote de gastos… Ainda que a implementação de diversas ordens executivas consiga trazer alívio momentâneo, essas medidas ainda estão longe de promover o estímulo necessário. O primeiro e principal problema de Biden é a aprovação do pacote de US$ 1,9 tri de gastos públicos. Nesta frente, o novo presidente sinalizou que estaria disposto a fazer concessões de agrado aos republicanos, como aumentar o limiar de renda para quem receberá os cheques de US$ 1.400. Republicanos também clamam pelo abandone da elevação do salário mínimo de US$ 7,50/hr para US$ 15/hr. Democratas podem aprovar o pacote com uma maioria simples por meio de um mecanismo conhecido como reconciliação orçamentária, mas até isso pode se demonstrar um desafio, tendo em vista a presença de democratas centristas mais fiscalmente apreensivos.

De olho no vírus… Enquanto isso, a covid-19 segue matando e hospitalizando milhares de americanos. As novas cepas do vírus aparentam ser mais infecciosas, contribuindo para uma piora do quadro sanitário, e preocupações quanto à eficácia das vacinas seguem em alta. A Moderna, empresa responsável por produzir uma das vacinas anti-covid-19, salientou que a cepa sul-africana do vírus aparenta reduzir a produção de anticorpos das vacinas significativamente, motivando o início da produção de uma vacina mais resistente. Embora executivos ligados à empresa não se demonstrem preocupados, comunicaram que é de suprema importância já antecipar o movimento.

Na agenda… Na 2afeira, investidores se atentarão à do índice de atividade nacional do Fed. Na 3afeira, índices de confiança do consumidor nos EUA e na Alemanha marcam o dia, junto do índice encomenda de bens duráveis nos EUA. No meio da semana, o Comitê de Política Monetária do Fed toma a primeira decisão do ano, e econômicos nos EUA, como PIB do 4T2020 e pedidos de auxílio desemprego semanais, são divulgados na 5afeira. No final da semana, a última leitura do PIB alemão também é divulgada junto do deflator do PCE, a medida de inflação preferencial do Fed.


BRASIL: RENÚNCIA DE PRESIDENTE DA ELETROBRAS APAGA ESPERANÇA EM TORNO DAS PRIVATIZAÇÕES

Vacina x Auxílio… Na última semana de janeiro, investidores devem continuar avaliando a evolução dos estágios iniciais da campanha de imunização nacional, enquanto a crise sanitária continua se acirrando em várias regiões do Brasil, agregando à pressão política por um retorno do auxílio emergencial. A semana também deve trazer repercussões da renúncia do presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, que abandonou o cargo devido à falta de perspectiva em torno de uma futura capitalização da estatal. No pano de fundo, os candidatos à presidência da Câmara dos Deputados e Senado continuam articulando nos bastidores na tentativa de angariar votos na última semana do recesso parlamentar.

Pauta das privatizações sofre outra derrota… Em linha com seu apego ao fiscalismo, integrantes da equipe econômica se movimentam para resistir à pressão exposta acima, argumentando que não faz sentido estendê-lo, pois serve como forma de garantir renda em meio ao isolamento social e quarentena, e não quando as pessoas já retornaram, em boa parte, às atividades presenciais. Um dos principais fatores para determinar a necessidade do auxílio, de acordo com a equipe econômica, é o índice de isolamento social, que está atualmente abaixo de 40%. Caso o índice ultrapassasse 50%, criaria maiores razão para a extensão do auxílio.

China libera insumos… Após uma semana dominada pela apreensão em torno da liberação de insumos retidos na China para a produção da Coronavac, imunizante produzido em solo brasileiro pelo Instituto Butantan, o presidente Jair Bolsonaro revelou que autoridades chinesas garantiram que os 5,4 mil litros de matéria prima já foram liberados e se encontram em área portuária prontos para serem enviados ao Brasil nos próximos dias. Na sexta-feira passada, um voo trazendo duas milhos de dozes do imunizante da farmacêutica AstraZeneca, oriundos da Índia, aterrissaram no Brasil após superar empecilhos burocráticos semelhantes aos que atrasaram o envio dos insumos chineses.

Taxa de ocupação no limite… A esperança gerada pelas imagens dos primeiros brasileiros sendo imunizados esconde uma séria deterioração da crise sanitária do coronavírus em várias régios do Brasil. Após o colapso do sistema de saúde em Manaus (AM), vários outros municípios tentam lidar com a crescente demanda por serviços de saúde. Em Fortaleza (CE), a taxa de ocupação de leitos de UTIs ultrapassou 96% no domingo. Enquanto isso, o estado de São Paulo, que tem 58 municípios com taxa de ocupação de leitos superior a 80%, retrocede à etapa vermelha no plano de isolamento social em tentativa de frear a evolução do vírus.

Guedes e Bolsonaro reagem a crescente pressão por retorno do auxílio… Na segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro voltou a rebater o crescente coro que clama por um retorno do auxílio emergencial, um programa assistencialista extinguido em dezembro. Segundo o presidente, o endividamento do país está “no limite” e o benefício tem caráter temporário e não pode ser tratado como uma “aposentadoria”. Já o ministro Paulo Guedes (Economia) defendeu que o programa seja sucedido por uma expansão permanente do Bolsa Família que traga outros cortes de gastos como contrapartida para que a medida se encaixe dentro do teto de gastos.

Na agenda…Como de costume, o boletim Focus abre a agenda de indicadores às 8:25h. Na 3afeira, o investidor dimensiona, ao menos parcialmente, a retirada dos estímulos fiscais e creditícios a partir da divulgação do IPCA-15 para o primeiro mês do ano. No meio da semana, o BCB divulga uma série de estatísticas referentes ao setor externo brasileiro. Na 5afeira, além da divulgação da primeira leitura mensal do IGP-M, o mercado acompanha a divulgação da taxa de desemprego para o mês de novembro, o resultado primário do governo central para o mês de dezembro e dados de emprego do Caged referentes ao mesmo mês. Ao final da semana, a FGV divulga seu clássico Indicador de Incerteza da Economia.

E os mercados hoje? Investidores ao redor do globo devem continuar promovendo uma sessão de estabilidade enquanto acompanham os movimentos de Biden em torno da aprovação de mais estímulos econômicos. Localmente, ativos de risco devem continuar refletindo a piora do quadro sanitário em meio ao atraso da campanha de vacinação e às pressões políticas pela extensão do auxílio emergencial. Por conta do elevado risco fiscal, o índice Bovespa deve penar para se recuperar, apresentando movimentos de viés neutro/negativo na volta do feriado de SP.

 


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: 117.615 (-0,60%)
BR$/US$: 5,47 (+2,07%)
DI Jan/27: 7,47% (+21 bps)
S&P 500: 3.853 (-0,30%)

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Jornais:

VALOR
– Mercado já não crê que governo vá vender Eletrobras
– Endividamento bate recorde em 2020
– Mudança na BR facilita a saída da Petrobras
– Ofertas de ações deram bom lucro ao investidor

O GLOBO
– Brasil deve ter mais 15 milhões de doses em fevereiro
– Saúde dá aval a compra de vacina pelo setor privado
– Centrão já disputa presidência da Eletrobras
– Câmara: aliados de Baleia perdem cargos no governo

FOLHA DE S.PAULO
– Atrás na vacinação, Bolsonaro agora faz afago na China
– 69% não têm substituto para auxílio
– Apesar de vacina, tropeços de Doria preocupam PSDB
– Biden voltará a restringir viagens a Brasil e Europa

O ESTADO DE S.PAULO
– Economia aceita volta do auxílio, mas pede corte de gastos
– Políticos abrem disputa pelo comando da Eletrobrás
– China libera insumos para produção da Coronavac
– STF determina investigação de atuação de Pazuello

Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.

Relacionados

Apito Final | Teto de gastos perde credibilidade com artimanhas do governo para pagar auxílios

Internacional • Queda no petróleo e indicadores positivos nos EUA fazem S&P fechar em alta. Brasil Com novo Bolsa-Família expandido e auxílio diesel, rombo [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 21/10/2021

Rio Bravo: Olhar Atento | "Furar" teto de gastos

A confirmação de que a opção de furar o teto de gastos está sendo defendida também pelo Ministério da Economia, mostra [...]

Rio Bravo - 21/10/2021

Guide Empresas: Gafisa reporta lançamentos pela primeira vez no ano; CCR Assina Concessão de nove aeroportos na Região Sul; e mais!

Gafisa (GFSA3): Gafisa reporta lançamentos pela primeira vez no anoImpacto: PositivoCCR (CCRO3): CCR Assina Concessão de nove aeroportos na Região SulImpacto: [...]

Luis Gustavo Pereira - 21/10/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções