Cotações por TradingView

Guide Mercados Hoje: Receio com normalização monetária mais rápida do que o previsto mantém investidores cautelosos

Tempo de leitura: 12 minutos

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no dia.

Confira o relatório de 23 de Novembro de 2021!

Mercados Globais:

Ativos de risco estão amanhecendo em tom predominantemente negativo, com investidores enxergando um Federal Reserve (Fed) e um Banco Central Europeu (BCE) acelerando o processo de retirada de estímulos monetários da pandemia. Nesse ambiente, os juros estão abrindo e sustentando um dólar mais forte no mundo (o DXY se mantém acima de 96,0) enquanto bolsas e commodities têm manhã mais desfavorável.

Nos EUA, a renomeação de Jerome Powell para seguir como presidente do Fed ao fim do seu atual mandato em fevereiro do ano que vem, acompanhada de discursos mais hawkish de diversos membros da instituição – ontem Raphael Bostic (Atlanta) admitiu que o Fed possa ter de acelerar o ritmo do tapering em 2022 –, levaram investidores a reduzirem apostas em uma política monetária mais frouxa por mais tempo. Enquanto isso, do outro lado do Atlântico, oficiais do BCE também passaram a sinalizar que o seu programa de compras emergencial da pandemia, o chamado PEPP, poderá ser extinto em março, sem que haja necessidade de extensão da medida de alívio das condições financeira no segundo trimestre de 2022.

No pano de fundo, o mercado segue acompanhando a forte desvalorização da lira turca contra o dólar, reflexo de uma forte abertura dos yields americanos combinados com a manutenção de uma postura agressiva do presidente turco, Tayyip Erdogan, com relação à manutenção de juros baixos no país.


Nikkei 225: CSI 300: Stoxx 600: S&P Futuro: DXY: Juro T10: Petróleo:
N/A (feriado);
29.808
+0,02%;
4.913
-0,98%;
480,70
-0,14%;
4.676

-0,06%;
96,49

1,64% a.a.
+1,1 BPS
-0,58%;
US$ 79,25/barril

AGENDA INTERNACIONAL
06h00 – Z. do euro – Flash PMIs (nov) – IHS Markit
11h45 – EUA – Flash PMIs (nov) – IHS Markit
12h00 – EUA – Sondagem industrial (nov) – Fed (Richmond)
15h00 – EUA – Leilão de títulos (2 e 7 anos) – Tesouro


HEADLINES

VALOR PEC abrirá espaço fiscal de R$ 106 bi no teto de gastos. A equipe econômica revisou ontem os dados fiscais relacionados à possível aprovação da proposta de emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios. O projeto irá abrir um espaço fiscal de R$ 106,1 bilhões no teto de gastos, sendo que R$ 51,1 bilhões irão diretamente para o programa Auxílio Brasil. Com esses recursos, o Valor apurou que o governo estuda pagar um valor “dobrado” antes do Natal, o que incluiria um benefício retroativo referente a novembro junto do pagamento de dezembro. Além disso, discute-se nos bastidores adiantar 75% dos precatórios do Fundef para os Estados já em 2022, o que pode diminuir a resistência dos governadores dos Estados. Os novos cálculos foram apresentados pelo secretário especial do Tesouro e Orçamento, Esteves Colnago, durante audiência no Senado. O montante de R$ 106 bilhões leva em conta a expectativa de que a inflação possa acelerar ainda mais até dezembro. De acordo com ele, a mudança na metodologia de correção do teto de gastos vai gerar espaço de R$ 62,2 bilhões. Os outros R$ 43,8 bilhões são decorrentes do limite para a expedição de precatórios. Somados, eles alcançam os R$ 106 bilhões destacados. 

VALOR BC perde o controle das expectativas de inflação. O Banco Central (BC) está perdendo o controle das expectativas de inflação de longo prazo, num processo que poderá ter um custo importante em termos de alta na taxa básica de juros e de perda de crescimento da economia. O boletim Focus de expectativas de inflação, divulgado ontem, mostra sinais de desancoragem das expectativas em relação às metas até 2025. Não se trata mais de um surto inflacionário, mas de um processo de alta sustentada de preços na economia. O Focus capta as projeções de mercado para PIB, índices de preço, câmbio e juros. Especialistas do mercado financeiro dividem a culpa entre o próprio Banco Central, que muitos dizem que está atrás da curva no processo de aperto monetário, e os desarranjos políticos e fiscais, com a burla ao teto de gastos e as dúvidas sobre a política econômica do governo a ser eleito no ano que vem. 

FOLHA Governo Bolsonaro critica proposta da União Europeia de banir importações ligadas a desmatamento. Ministros do governo Jair Bolsonaro (sem partido) criticaram nesta segunda-feira (22) proposta da Comissão Europeia de proibir a importação de produtos do agronegócio considerados fortemente ligados ao desmatamento e à degradação florestal. Em declaração à imprensa sobre os resultados da COP26, a conferência da ONU sobre mudanças climáticas, o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, disse que a iniciativa é “inaceitável, inadmissível”. Ele e a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) disseram que a proposta é de “protecionismo climático”. A proposta da Comissão pode atingir algumas das commodities mais exportadas pelo Brasil, como soja e carne bovina. A ideia é estabelecer regras de auditoria, pelas quais exportadores dos produtos com risco de ligação com problemas ambientais devem garantir que eles são livres de desmatamento e legais. 

FOLHA Desemprego no Brasil é o dobro da média mundial, em ranking de mais de 40 países. O desemprego no Brasil, de 13,2% no trimestre encerrado em agosto, é mais que o dobro da média internacional, de 6,5%, segundo ranking feito pela agência de classificação de risco Austin Rating. Os números comparam países que divulgaram dados de desemprego de agosto. Pelo ranking, a taxa de desocupação brasileira é a quarta maior de uma lista de 43 economias mais a média da zona do euro. No desempenho em agosto, o Brasil só ficou em uma posição melhor do que a de Costa Rica (15,2%), Espanha (14,6%) e Grécia (13,8%). Entre os países analisados, o desemprego mais baixo foi registrado em Singapura (2,6%), Suíça (2,7%) e República Tcheca (2,8%). Na média dos países da zona do euro, a desocupação era de 7,5% em agosto. “Ainda vai demorar para que o mercado de trabalho do Brasil se recupere. A última vez em que tivemos uma taxa de desemprego de um dígito foi em 2015, sempre tivemos um fator internacional ou doméstico adiando a recuperação”, diz Alexandre Agostini, economista-chefe da Austin.   

ESTADÃO Relator muda texto do Auxílio Brasil e inclui reajuste automático pela inflação. O governo poderá ser obrigado a reajustar todo ano pela inflação o valor dos benefícios do Auxílio Brasil, o novo programa social do governo que substitui o antigo programa Bolsa Família. O reajuste automático, a ampliação do alcance do benefício, com a elevação dos critérios de renda para acesso ao programa, proibição de filas e metas para a redução da pobreza são as principais mudanças incluídas pelo relator deputado Marcelo Aro (PP-MG) na medida provisória (MP) que criou o novo programa desenhado para ter a marca da gestão Bolsonaro. O reajuste anual é uma demanda histórica da área social, que consta de muitos projetos de lei, mas enfrenta resistência do ministro da Economia, Paulo Guedes. Com o impacto da pandemia da covid-19 sobre o aumento da fome no País, a medida, porém, ganhou força dentro do Congresso, inclusive de partidos aliados do governo, para evitar os casos de anos seguidos sem a manutenção do poder de compra do programa. 

ESTADÃOImpasse da PEC ameaça atrasar a aprovação do Orçamento de 2022. A necessidade de aprovar a PEC dos precatórios para liberar espaço extra às despesas do Auxílio Brasil e com outros benefícios em 2022 pode atrasar a votação do Orçamento do ano que vem, admitiu o secretário de Orçamento Federal do Ministério da Economia, Ariosto Culau. Nesse cenário, haveria uma repetição do que se viu no início deste ano, quando o governo começou o ano sem que o Congresso tivesse aprovado as dotações de receitas e despesas. A PEC, atualmente em tramitação no Senado Federal, muda a regra de cálculo do teto de gastos, que limita o avanço das despesas à inflação, e cria um sublimite para a conta de precatórios, as dívidas judiciais do governo. A votação da proposta deve ocorrer dia 30 de novembro no plenário do Senado, mas uma série de negociações sobre o teor do texto ainda está em curso. “A expectativa nossa é, até início de dezembro, no mais tardar até 10 de dezembro, (de que) a gente possa ter as condições de aprovação da PEC para envio de uma mensagem modificativa (do Orçamento) alterando os dados. Claro, dificilmente o Congresso vai ter tempo de processar isso”, reconheceu. “Acho o tempo bastante exíguo para a aprovação.” 

GLOBOVale-gás: Ministério da Economia diz que dividendos da Petrobras não garantem pagamento de benefício. O governo admitiu, nesta segunda-feira, que não está garantido o pagamento do Gás dos Brasileiros — programa social que pretende dar às famílias de baixa renda metade do preço de do botijão de gás de 13kg a cada dois meses. Segundo o Ministério da Economia, o fato da lei sancionada nesta segunda-feira por Jair Bolsonaro criar o vale-gás condicionado aos dividendos da Petrobras não assegura os recursos para o novo programa social. — O fato da fonte (de custeio) ser dividendos da Petrobras não faz muita diferença, porque a partir do momento em que se paga o dividendo para o governo, ele entra na conta única. Hoje, o normal é usar esse recurso para pagar dívida – afirmou o secretário especial de Tesouro e Orçamento, Esteves Colnago, durante coletiva de imprensa. 

GLOBO Preço médio da gasolina cai pela primeira vez em sete semanas, mas só fica um centavo mais barato, diz ANP. Pela primeira vez em sete semanas, o preço médio da gasolina caiu, mas o alívio foi de apenas um centavo na última semana. O valor médio do litro vendido no país passou de R$ 6,753 para R$ 6,752 nas duas últimas semanas, de acordo com o levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP). Ainda sim no ano o preço médio da gasolina acumula alta de 50% no Brasil. Assim como na semana anterior, o preço máximo do litro encontrado nas bombas continuou em R$ 7,99 – valor no Rio Grande do Sul. Para o período entre os dias 14 e 20 de novembro, o preço médio do diesel se manteve estável, em R$ 5,356 por litro.  No ano, o aumento chega a 48,5%. No GLP, o gás de botijão também teve um leve recuo, passando de R$ 102,52 para R$ 102,27.  Desde janeiro, a alta é de 37,1%. Desde setembro, a Petrobras vem negociando com as concessionárias de gás canalizado os novos contratos de fornecimento de gás. A estatal propôs aumentos que significam, na prática, dobrar ou até quadruplicar o preço da molécula a partir de 1º de janeiro de 2022. 


AGENDA BRASIL
08h00 – IPC-S (22/nov) – FGV Ibre
11h30 – Leilão tradicional (NTN-B) – Tesouro

E OS MERCADOS HOJE?
Mercados globais estão abrindo a sessão no vermelho, com investidores reduzindo apostas em um Fed e um BCE acomodatícios por mais tempo. No Brasil, os driver para o mercado deverão vir de Brasília, com Silva e Luna indo ao Senado para abordar a política de preços da Petrobras e Guedes comparecerá a uma audiência na Câmara para falar da sua offshore. No pano de fundo, o investidor segue atento às negociações da PEC do Precatório, prevista para ser apresentada amanhã na CCJ do Senado. Assim, tendo em vista o exterior negativo e o fluxo de notícias fraco em âmbito local, esperamos uma abertura de viés neutro/negativo para ativos de risco locais.


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: 102.269 (-0,74%)
BRL/USD: R$ 5,59 (-0,27%)

DI Jan/27: 11,96% (+12 bps)
S&P 500: 4.682 (-0,32%)


Disclaimer: Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.

Relacionados

Apito Final | Bolsas fecharam novembro com novos riscos no radar

Internacional • Normalização monetária antecipada e receios com Ômicron derrubaram bolsas globais;• Confiança do consumidor americano teve nova queda em novembro. Brasil • Aprovação [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 30/11/2021

Rio Bravo: Olhar Atento | A taxa de desemprego ficou em 12,6% no trimestre encerrado em setembro

A taxa de desemprego ficou em 12,6% no trimestre encerrado em setembro, ficando abaixo da expectativa do mercado (12,7%). Essa taxa [...]

Rio Bravo - 30/11/2021

Guide Mercados Hoje: Receio com ômicron mantém mercados sob pressão

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no [...]

Victor Beyruti Guglielmi - 30/11/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções