CabeçalhoConteúdoNewsletterRodapé

Cotações por TradingView

Guide Mercados Hoje: Comentários de Biden sobre as tarifas contra a China dão tom positivo aos mercados

23 de maio de 2022
Tempo de leitura: 7 min
Compartilhar
Mercados Hoje - toalha vermelha com prato de torradas, xícara e jornal com gráfico indicando crescimento
Tempo de leitura: 7 min

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no dia.

Confira o relatório de 23 de Maio de 2022!

Mercados Globais:

Bolsas europeias e futuros americanos estão iniciando o dia em tom positivo apesar da política de zero casos na China e o risco de recessão nos EUA ainda promoverem cautela nos mercados. O que gerou esse otimismo foi a possibilidade de que o governo americano retire parcialmente as tarifas comerciais contra a China. Na sessão asiática, o número de casos de Covid-19 na China voltou a aumentar, elevando o receio de que o governo volte atrás com seu plano de reabertura.

Nos EUA, o que mais faz preço foi a declaração de Joe Biden sobre as tarifas contra a China, impostas no governo Trump. Segundo Biden, as tarifas estariam sendo discutidas, levantando a possibilidade de que ele pode avaliar a retirada de algumas delas. Essas especulações já são tratadas no mercado já faz algum tempo, a própria Secretária do Tesouro, Janet Yellen, estava pressionando Biden a fazer esse movimento.

Finalmente, na Europa, Christine Lagarde disse que o BCE deve começar a subir os juros em julho, de maneira a levá-lo para patamar positivo até setembro. Atualmente a taxa se encontra em -0,5%, nível em que esteve desde 2014. Segundo ela, o APP (programa de compra de ativos) deve encerrar no começo do terceiro trimestre e a magnitude do ajuste dos juros deve seguir ritmo de “normalização gradual”, com elevações de 25 bps.


Nikkei 225: CSI 300: Stoxx 600: S&P Futuro: DXY: Juro T10: Petróleo (Brent Crude – ICE):
+0,98%
27.001
-0,58%
4.053
+0,67%
433,98
+1,12%
3.945
-1,03%
102,10
+4,5 BPS
2,83% a.a.
+0,95%
US$ 111,04/barril


AGENDA INTERNACIONAL
05h00 – Alemanha – Clima de Negócios (mai) – IFO
09h30 – EUA – Índice de Atividade Nacional (abr) – CFNAI
13h00 – EUA – Discurso de Raphael Bostic – Fed Atlanta
20h30 – EUA – Discurso de Esther George – Fed Kansas


MANCHETES

ValorSaneamento vive explosão no uso de debêntures sem IR. Em ebulição desde a entrada em vigência de um novo marco legal, que está prestes a completar dois anos, o avanço do saneamento básico tem sido financiado cada vez mais por recursos privados – e não apenas onde houve leilões para a operação dos serviços de água e esgoto. O uso de debêntures incentivadas para financiar projetos no setor cresce aceleradamente e já supera, em 2022, o recorde atingido em outros anos.

ValorBrasil e China discutem comércio de alimentos. O Brasil e a China examinarão formas de diversificar exportações brasileiras para o mercado chinês também na área alimentar, durante a reunião da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (Cosban), nesta segunda-feira em Brasília, segundo fontes. A expectativa é incrementar exportações de milho, carnes e outros produtos vegetais para o mercado chinês, num movimento que toma outra dimensão com a atual crise alimentar global e corrida de países para garantir seu abastecimento.

Estadão – Ministro direcionou emenda para comprar caminhão de lixo de amiga que frequenta seu gabinete. O ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (Progressistas), destinou R$ 240 mil para a compra de um caminhão de lixo fornecido pela empresa de uma amiga que frequenta o seu gabinete. Da liberação dos recursos até a aquisição do veículo, todas as etapas passaram pelas mãos de aliados do ministro. A estatal que fez o pregão é comandada por um apadrinhado dele, a prefeitura que efetuou a compra é de uma correligionária e a empresa que vendeu é de uma amiga que frequenta seu gabinete.

Folha – Senado prepara votação de projeto que prevê censura e cerco a pesquisas eleitorais. Depois de oito meses, o Senado se prepara para votar o projeto do novo Código Eleitoral que, entre outros pontos, censura pesquisas eleitorais, fragiliza normas de transparência e fiscalização de políticos e partidos e dá ao Congresso poder de cassar resoluções do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). O novo relator da proposta no Senado, senador Alexandre Silveira (PSD-MG), já sinalizou à presidência da Casa que o texto está praticamente pronto e em condições de ser analisado.

FolhaGuedes e Lira tentam convencer Pacheco a limitar tributação de estados sobre energia. O Ministério da Economia vê como o melhor caminho para conter o encarecimento da conta de luz o projeto de lei que busca limitar a tributação estadual sobre energia elétrica e outros bens e serviços. A pasta reforçou a articulação pela proposta, que pode ser votada nos próximos dias. O time do ministro Paulo Guedes (Economia) argumenta que os governadores estão com caixas cheios e que é preciso devolver essa receita diretamente à população em vez de partir para soluções vistas como ineficazes —como a criação de subsídios. Por isso, o corte de impostos é considerado o ato mais adequado.

OGloboPaulo Guedes quer que Petrobras aumente intervalo entre os reajustes dos combustíveis. O ministro da Economia, Paulo Guedes, defende que a Petrobras adote uma regra que aumente o intervalo de tempo entre os reajustes dos combustíveis para amortecer a alta volatilidade dos preços do petróleo no mercado internacional. Se vingar a ideia de Guedes, esse intervalo pode aumentar para 100 dias ou mais.

OGloboContas públicas: com R$ 320 bi em caixa, estados aumentam obras em ano eleitoral. Anos eleitorais são marcados por entrega de obras e benesses governamentais. Mas desta vez, enquanto o governo federal precisa bloquear recursos para bancar despesas que vão custar mais do que o orçado, estados e municípios vivem um momento de bonança, com uma sobra de centenas de bilhões de reais. Esses entes da federação nunca tiveram tanto dinheiro em caixa quanto nos últimos três anos.



AGENDA BRASIL
8h00 – IPC-S (3ª Quadrissemana) – FGV
8h00 – IPC-S (3ª Quadrissemana) – F15h00 – Balança Comercial Semanal (20-mai) – Secint


E os Mercados Hoje?

Mercados globais iniciam a semana em alta com comentários de Biden sobre as tarifas comerciais contra a China. O ambiente externo favorável pode estender a alta do Ibovespa. No Brasil, os investidores aguardam a divulgação do IPCA-15 amanhã. Nossa estimativa é que o índice avance para 12,05% em 12 meses. Há a expectativa de que a Câmara dos Deputados vote o projeto que reduz o ICMS para determinados bens também amanhã. Na quarta-feira o destaque fica na agenda internacional, com a Ata do FOMC, enquanto sexta-feira o deflator do PCE deve ganhar os holofotes.


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: 108.487 (+1,39%)
BRL/USD: 4,87 (+0,87%)
DI Jan/27: 11,87 (-1,5 bps)
S&P 500: 3.901 (+0,01%)


Disclaimer: Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.

Compartilhar artigo

Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.

Graduado em Administração de Empresas e Economia pelo Insper. Integra a equipe econômica da Guide há mais de 1 ano. Atualmente atua como economista no segmento de varejo, sendo responsável pela confecção de relatórios e de comitês mensais com intuito de embasar recomendações de alocação de recursos no cenário político-econômico.

Veja também