CabeçalhoConteúdoNewsletterRodapé

Cotações por TradingView

Guide Mercados Hoje: Fantasma da recessão volta a assombrar os mercados antes de depoimento de Powell no senado americano

22 de junho de 2022
Tempo de leitura: 7 min
Compartilhar
Mercados Hoje - toalha vermelha com prato de torradas, xícara e jornal com gráfico indicando crescimento
Tempo de leitura: 7 min

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no dia.

Confira o relatório de 22 de Junho de 2022!

Mercados Globais:

Após duas sessões de ganhos modestos, o ceticismo com relação a um soft landing da economia americana frente à busca do Federal Reserve (Fed) pelo controle da inflação volta a pesar, e o mercado reavalia as chances de uma recessão na maior economia do mundo. Neste contexto, o medo de, no mínimo, a postura mais duras dos bancos centrais gerar uma forte desaceleração econômica, bolsas e commodities abriram o dia no vermelho, o dólar tem manhã de alta e os juros desenvolvidos caem de forma generalizada.

Na agenda destaque para o depoimento sobre política monetária de Jerome Powell, presidente do Fed, frente ao Senado americano, que tem início previsto para as 10h30. Powell deverá justificar a conduta do BC americano até agora, bem como o seu plano de voo daqui para frente. Desta forma, suas palavras têm forte potencial para influenciar os mercados, que já passam a precificar um Federal Funds Rate (FFR) na banda de 4,00% a 4,25% a.a. ao fim deste ciclo de ajuste.


Nikkei 225: CSI 300: Stoxx 600: S&P Futuro: DXY: Juro T10: Petróleo (Brent Crude – ICE):
-0,37%
26.150
-1,27%
4.271
-1,39%
402,88
-1,35%
3.713
+0,10%
104,54
-10,4 BPS
3,20% a.a
-4,08%
US$ 110,80/barril


AGENDA INTERNACIONAL
10h30 – EUA – Depoimento de Jerome Powell perante o Senado – Fed
11h00 – Z. do euro – Confiança do consumidor (jun) – Comissão Europeia
13h50 – EUA – Discurso C. Evans – Fed (Chicago)
14h30 – EUA – Discurso T. Barkin – Fed (Richmond)
14h30 – EUA – Discurso P. Harket – Fed (Filadélfia)


MANCHETES

ValorMudanças no ICMS provocam revisão de projeções fiscais. A perspectiva de sanção do projeto de lei que estabelece um teto para a alíquota de ICMS sobre certos bens e serviços (o PLP 18), somada à expectativa de novas medidas em que governos teriam de abrir mão de receitas na tentativa de controlar a inflação às vésperas da eleição, tem levado economistas a ajustarem suas projeções fiscais para o Brasil neste e, principalmente, no próximo ano.

ValorPlanalto e Congresso planejam benefício para caminhoneiros. O governo e a cúpula do Congresso planejam criar um voucher de R$ 400 para caminhoneiros e aumentar o escopo e o valor do vale-gás. A decisão foi tomada ontem em uma reunião em Brasília entre o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, e os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Poder360Governo discute alternativas para rever Lei das Estatais. O Palácio do Planalto está concentrado nesta 3ª feira (21.jun.2022) em encontrar alternativas para mudar a Lei das Estatais. O texto, promulgado em 2016, depois da operação Lava Jato, determina que as empresas públicas sejam operadas obedecendo a critérios de governança. Devem ter um estatuto, um conselho de administração independente e praticar políticas de acordo com condições de mercado.

ValorBarros afirma que governo estuda mudar Lei das Estatais por medida provisória. O governo Jair Bolsonaro avalia a possibilidade de alterar a Lei das Estatais por meio de uma medida provisória (MP), confirmou ontem o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR). Os líderes partidários aguardam uma nota técnica que está sendo elaborada pelos ministérios e também exigem, segundo Barros, “engajamento” do governo para solucionar a alta dos combustíveis.

ValorBrasil retrocede em ranking de combate à corrupção. Pelo terceiro ano consecutivo o ambiente institucional brasileiro registrou retrocessos, o que fez o país cair da sexta para a décima posição no Índice de Capacidade de Combate à Corrupção (CCC) de 2022. O ranking, o qual abrange 15 países que juntos representam 92% do PIB da América Latina, é produzido desde 2019 pela Americas Society/Council of the Americas (AS/COA) em parceria com a consultoria Control Risks. Segundo relatório antecipado ao Valor com exclusividade no Brasil, a pontuação do Brasil registrou uma queda de 6% no último ano.

EstadãoFux recorre a Senado contra PEC e Centrão ameaça dar troco no Supremo. No mesmo dia em que o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, manifestou a senadores preocupação com uma proposta que permite ao Congresso anular decisões judiciais, deputados do Centrão discutiram estratégias para dar o troco na Corte. A ideia é resgatar medidas que mexem no funcionamento do STF, como a que prevê mandato para ministros, caso o tribunal atue para barrar o andamento da Proposta de Emenda à Constituição apresentada na Câmara, batizada de “PEC do Centrão”, que dá a deputados e senadores o poder de reverter julgamentos.

EstadãoPara intervir na Petrobras, governo tem de alterar quatro leis e estatuto. A medida provisória com mudanças na Lei das Estatais que o Executivo prepara abrirá um buraco na blindagem da Petrobras, mas não será capaz de garantir o controle de preços dos combustíveis desejado pelo presidente Jair Bolsonaro. Uma coisa é certa: o governo poderá emplacar administradores – conselheiros, diretores ou presidente – sem as amarras que hoje tentam garantir o comando profissional da empresa.



AGENDA BRASIL
N/A


E os Mercados Hoje?

Mercados globais estão abrindo o dia regidos por uma maior aversão ao risco, na medida em que investidores seguem avaliando o real risco de uma recessão nos EUA frente à postura mais dura do Fed nos juros. Hoje, Powell dá depoimento perante painel no Senado americano, onde deve abordar a condução da política monetária pelo Fed e, portanto, tem grandes chances de influenciar o mercado. Enquanto isso, no Brasil, ruídos políticos advindos de Brasília, que tocam desde a intenção de alterar as leis da estatal até incluir novos subsídios para bens energéticos, seguem tomando conta das manchetes no noticiário (vide seção de Manchetes acima). Com relação à Petrobras, a política de preços da companhia segue no foco dos políticos, mas o impasse gerado agora passa a contaminar outras estatais, na medida em que o governo busca ampliar sua influência sobre suas empresas.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: 99.684 (-0,17%)
BRL/USD: 5,15 (-0,63%)
DI Jan/27: 12,39 (+1,0 bps)
S&P 500: 3.764 (+2,45%)


Disclaimer: Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.

Compartilhar artigo

Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.

Graduado em Administração de Empresas e Economia pelo Insper. Integra a equipe econômica da Guide há mais de 1 ano. Atualmente atua como economista no segmento de varejo, sendo responsável pela confecção de relatórios e de comitês mensais com intuito de embasar recomendações de alocação de recursos no cenário político-econômico.

Veja também