CabeçalhoConteúdoNewsletterRodapé

Cotações por TradingView

Guide Mercados Hoje: Após recuperação, mercados têm manhã de moderação com inflação, Fed e China em destaque

18 de maio de 2022
Tempo de leitura: 7 min
Compartilhar
Mercados Hoje - toalha vermelha com prato de torradas, xícara e jornal com gráfico indicando crescimento
Tempo de leitura: 7 min

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no dia.

Confira o relatório de 18 de Maio de 2022!

Mercados Globais:

Depois de uma sessão de forte recuperação na terça-feira, ativos de risco estão iniciando ensaiando uma acomodação dos ganhos, em manhã de viés predominantemente negativo para os mercados: bolsas têm desempenho fraco, o dólar retoma fôlego contra seus principais pares, juros desenvolvidos registram altas modestas e commodities se movimentam sem direções claras.

Em destaque nesta manhã, dados de inflação ao consumidor na Europa e no Reino Unido vieram mais fracos do que o esperado em abril, mas ainda sustentando níveis historicamente elevados e, portanto, sem acarretar mudanças nas perspectivas do mercado com relação às altas de juros que são esperadas ainda neste ano. Ainda no tema de juros, falas de diversos membros do Fed ao longo da sessão de ontem, com destaque para Jerome Powell, o presidente do banco central americano, deverão manter investidores sensíveis às próximas leitura de inflação do país ao reiterar que o Fed não hesitaria em acelerar o processo de aperto monetário caso julgue necessário.

Enquanto isso, no oriente, o aparente controle da covid em Xangai e a reabertura gradual do comércio na região segue atuando na direção de aliviar receios com relação ao crescimento do país e, consequentemente, sustentando preços de commodities. Vamos acompanhar…


Nikkei 225: CSI 300: Stoxx 600: S&P Futuro: DXY: Juro T10: Petróleo (Brent Crude – ICE):
+0,94%
26.911
-0,35%
3.992
-0,16%
-0,16
-0,47%
4.069
+0,24%
103,60
+2,7 BPS
2,99% a.a.
+1,25%
US$ 113,33/barril


AGENDA INTERNACIONAL
03h00 – Reino Unido – CPI (abr): +2,5% m/m; +9,0% a/a (est.: +2,6% m/m; +9,1% a/a) – ONS
06h00 – Z. do euro – CPI (abr): +1,0% m/m; +7,4% a/a (est.: +1,1% m/m; +7,5% a/a) – Eurostat
09h30 – EUA – Concessão de alvarás e construção de novas casas (abr) – C. Bureau
11h30 – EUA – Variação de estoques de petróleo bruto (13/mai) – DoE
17h00 – EUA – Discurso P. Harker – Fed (Filadélfia)


MANCHETES

ValorBolsonaro vai ao STF contra Moraes alegando “abuso de autoridade”. O presidente Jair Bolsonaro decidiu entrar com uma ação, no Supremo Tribunal Federal (STF), contra o ministro Alexandre de Moraes por abuso de autoridade. O pedido entrou como sigiloso no Supremo e o ministro Dias Toffoli foi sorteado como relator. No andamento do processo, Moraes consta como impedido. O advogado que assina a petição é Eduardo Reis Magalhães, e não a Advocacia-Geral da União (AGU), que costuma representar o presidente na Corte.

Folha de S. PauloEletrobras defende privatização no menor prazo possível. O presidente da Eletrobras, Rodrigo Limp, defendeu nesta terça-feira (17) que a privatização da empresa seja feita “no menor prazo possível”, para evitar risco de perda de valor com as férias no Hemisfério Norte e a proximidade com as eleições presidenciais no Brasil. O processo será analisado novamente pelo TCU (Tribunal de Contas da União) nesta quarta (18) e fontes do tribunal dizem que já há consenso pela aprovação. O cronograma da oferta de ações, porém, vai depender da complexidade das recomendações feitas no julgamento.

O GloboPrivatização da Eletrobras será aprovada hoje e governo já define a data da capitalização. A sessão de hoje do TCU finalmente aprovará o modelo de privatização da Eletrobras. Quem conhece a alma dos ministros do TCU fez as contas e informa o placar: dos nove ministros, sete dirão “sim” ao relatório de Aroldo Cedraz; o ministro Vital do Rego votará contra (e de forma contundente); e a ministra Ana Arraes não se manifestará por ser a presidente do tribunal.

ValorDeputados apelam ao STF para barrar privatização da Eletrobras no TCU. Na véspera da sessão plenária do Tribunal de Contas da União (TCU) que definirá o futuro da Eletrobras, parlamentares do PT, liderados pelo deputado federal Arlindo Chignalia (SP), entraram nesta terça-feira (17) com pedido de liminar no Supremo Tribunal Federal (STF) para que seja suspenso o julgamento da privatização da estatal pela cúpula do órgão de controle. O pedido é para suspender até que sejam cumpridas determinações feitas pela própria corte de contas em etapa anterior de análise da operação.

ValorAlta do investimento foi toda liderada por setor privado. O salto da taxa de investimentos no Brasil entre 2016 e 2021, de 15,5% para 19,2% do PIB, se deve integralmente ao aumento no setor privado, cuja taxa passou de 13,6% para 17,5% do PIB no período, enquanto os investimentos públicos recuaram de 1,93% para 1,64%, mesmo patamar dos dois anos anteriores. As estimativas para 2020 e 2021 são do Centro de Estudos de Mercado de Capitais (Cemec-Fipe), com base em dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), das Contas Nacionais do IBGE e do Tesouro Nacional.

ValorNova York pode impor máscaras novamente com nível alto de covid-19. A cidade de Nova York se prepara para atingir um alto nível de transmissão de covid-19 nos próximos dias, o que pode levar à volta do requisito de máscara em locais públicos fechados. “Se o nível de alerta de Nova York for elevado para alto, a cidade pode exigir máscaras em todos os ambientes fechados públicos”, segundo estimativa no site do departamento de saúde local.



AGENDA BRASIL
10h00 – Sondagem à indústria da construção (1T22) – CNI


E os Mercados Hoje?

Mercados globais estão ensaiando sessão mais fraca após forte recuperação desta terça-feira, com dados de inflação no Reino Unido, Fed e China no radar dos investidores. No Brasil, a avaliação da reabertura parcial na China (desempenho das commodities), a temporada de balanços e a definição do futuro da Eletrobras (vide Manchetes) deverão seguir como principais drivers para ativos locais na falta de indicadores econômicos. Na fronte dos juros, a participação de Roberto Campos Neto em evento promovido por Banco do Brasil e Petrobras deve ficar no radar após falas de Bruno Serra na segunda-feira, consideradas mais dovish pelo mercado, terem contribuído para o fechamento das taxas no últimos dias. Por fim, em Brasília, destaque para o aumento das tensões entre o Executivo e o Judiciário após Bolsonaro decidir entrar com uma ação no STF contra o Ministro Alexandre de Moraes (vide Manchetes).


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: 108.789 (+0,51%)
BRL/USD: 4,94 (-2,15%)
DI Jan/27: 12,19 (-0 bps)
S&P 500: 4.088 (+2,02%)


Disclaimer: Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.

Compartilhar artigo

Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.

Graduado em Administração de Empresas e Economia pelo Insper. Integra a equipe econômica da Guide há mais de 1 ano. Atualmente atua como economista no segmento de varejo, sendo responsável pela confecção de relatórios e de comitês mensais com intuito de embasar recomendações de alocação de recursos no cenário político-econômico.

Veja também