CabeçalhoConteúdoNewsletterRodapé

Cotações por TradingView

Guide Mercados Hoje: Mercados sofrem perdas no começo de semana chave para investidores

13 de junho de 2022
Tempo de leitura: 6 min
Compartilhar
Mercados Hoje - toalha vermelha com prato de torradas, xícara e jornal com gráfico indicando crescimento
Tempo de leitura: 6 min

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no dia.

Confira o relatório de 13 de Junho de 2022!

Mercados Globais:

Mercados iniciam o dia em baixa, em semana que contará com decisão chave do Federal Reserve para a taxa de juros da maior economia do mundo. Na Ásia, o sentimento também não ajuda: a instauração de lockdowns em distritos de Pequim, Xangai e outras regiões importantes da China eleva a aversão ao risco dos investidores.

Na Europa, as bolsas também operam em terreno negativo e o euro segue se enfraquecendo contra o dólar. Além dos riscos provocados pela decisão desta quarta-feira, os investidores por lá ainda digerem um comunicado mais hawkish do Banco Central Europeu na semana passada, que sinalizou para o começo da alta dos juros na próxima reunião.

Sobre o Fed, depois de um dado salgado de inflação ao consumidor (CPI) na sexta-feira – alta de 1,0% do headline na margem, acima do topo das estimativas dos analistas segundo a Bloomberg -, parte do mercado passou a apostar que o Fed terá que apertar as condições mais do que antecipado, com a curva precificando inclusive uma alta de 75 bps os juros por lá, fato que de primeira mão havia sido descartado por Powell. No entanto, o mais provável na nossa visão é que o FOMC opte por continuar com ajustes de 50 bps nas próximas reuniões, antes de voltar com os 25 bps de costume do BC. Dessa forma, os investidores aguardam mais informações no comunicado desta semana, que também contará com o documento que traz os dots, gráfico com as projeções dos membros votantes sobre a trajetória de juros que eles veem como mais provável. 


Nikkei 225: CSI 300: Stoxx 600: S&P Futuro: DXY: Juro T10: Petróleo (Brent Crude – ICE):
-3,01%
26.987
-1,17%
4.189
-2,16%
413,58
-2,19%
3.815
+0,52%
104,55
+7,7 BPS
3,02% a.a.
-1,41%
US$ 120,30/barril


AGENDA INTERNACIONAL
15h00 – EUA – Discurso de Lael Brainard – Fed


MANCHETES

OGlobo – Conselheiros que governo indicou para a Petrobras devem enfrentar oposição em comitês internos. A lista de conselheiros que o governo indicou para a Petrobras foi recebida com muitas ressalvas na companhia, e não só porque pelo menos seis deles são vistos como totalmente obedientes às determinações do governo. Um dos nomes que terá de enfrentar problemas legais é o do secretário-executivo da Casa Civil,  Jonathas Assunção Salvador Nery de Castro, o 02 de Ciro Nogueira. Segundo a lei das estatais, ministros e secretários de estado não podem ocupar cargo de conselheiro nessas empresas.

Valor – TSE detalha etapas de auditoria do sistema eleitoral e define fiscalizadores. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) detalhou, neste domingo (12), as etapas de auditoria dos sistemas que serão utilizados nas eleições deste ano, com cronograma de atuação, e definiu as entidades fiscalizadoras do processo de votação. As informações foram enviadas pelo presidente da Corte, Edson Fachin, aos ministros do TSE e do Superior Tribunal Federal (STF). O documento lista 16 entidades que poderão participar das etapas do processo de fiscalização.

Valor – Sanções contra Rússia geram mais de US$ 59 bilhões em perdas às empresas. Empresas pelo mundo acumulam prejuízos de mais de US$ 59 bilhões em suas operações na Rússia e há mais impacto por vir, já que as sanções continuam atingindo a economia e as vendas, e motivando o fechamento de instalações, segundo uma análise dos balanços financeiros e da documentação oficial das companhias. Quase mil empresas ocidentais se comprometeram a sair ou reduzir as operações na Rússia, depois de o país ter invadido a Ucrânia, segundo pesquisadores de Yale.



AGENDA BRASIL
15h00 – Balança Comercial – Secint


E os Mercados Hoje?

Mercados iniciam a semana em tom mais negativo com a super-quarta no radar depois de dado salgado de inflação nos EUA.  No Brasil, os investidores aguardam mais informações sobre os próximos passos da política monetária, apostando se o final de ciclo será nesta ou na próxima reunião. Enquanto isso, nos EUA, depois do CPI salgado da sexta-feira, o mercado aguarda um comunicado mais duro na quarta-feira. No campo dos indicadores, para hoje teremos a divulgação da balança comercial brasileira de maio, enquanto na agenda política, o Congresso tenta votar o PL que prevê um limite sobre a cobrança de ICMS sobre combustíveis, transportes públicos, comunicações e energia. O ambiente deve seguir negativo durante essa sessão, com as expectativas com o Fed dominando o sentimento no mercado global.


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: 105.481 (-1,51%)
BRL/USD: 4,98 (+1,67%)
DI Jan/27: 12,49 (+2,0 bps)
S&P 500: 3.900 (-2,91%)


Disclaimer: Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.

Compartilhar artigo

Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.

Graduado em Administração de Empresas e Economia pelo Insper. Integra a equipe econômica da Guide há mais de 1 ano. Atualmente atua como economista no segmento de varejo, sendo responsável pela confecção de relatórios e de comitês mensais com intuito de embasar recomendações de alocação de recursos no cenário político-econômico.

Veja também