Mercados Hoje | Estabilidade na espera pelo FED

Tempo de leitura: 10 minutos

Introdução:

Internacional: Estabilidade na espera pelo FED

• Bolsas e índices futuros iniciaram o dia próximos à estabilidade na Europa e nos Estados Unidos;
• Investidor aguarda novas pistas sobre o panorama para os juros nos EUA na divulgação da ata do FOMC de março nesta tarde;
• PMI/Markit Composto volta a apontar para a expansão da atividade econômica na zona do euro em março;
• Além da ata do FOMC, a balança comercial de fevereiro e estoque de petróleo bruto são destaques na agenda americana.



4 mil mortes

• País superou as marcas de 2.000, 3.000 e 4.000 mortes em menos de 30 dias;
• Governo envia MP para destravar retorno do programa de manutenção de empregos;
• Câmara aprova projeto que permite compra privada de imunizantes;
• IGP-DI desacelera em março;
• IC-Br, fluxo cambial e vendas de veículos (Anfavea) também figuram na agenda econômica desta 4ªfeira.


CENÁRIO EXTERNO: ESTABILIDADE NA ESPERA PELO FED

Mercados… Mercados asiáticos encerraram mais uma sessão sem direção única, com bolsas chinesas figurando novamente como destaques na ponta negativa. Na Europa, bolsas se movimentam próximas à estabilidade, com o Stoxx 600, índice que abrange ativos de toda a região, registrando ligeira queda de 0,1% até o momento. Nos EUA, índices futuros de Nova Iorque também flutuam próximos do zero a zero (S&P 500 fut: 0,0%), enquanto o dólar (DXY) volta a registrar leve desvalorização contra os seus principais pares (-0,1%). Por fim, na fronte das commodities, ativos têm manhã predominantemente positiva. O preço do petróleo (Brent Crude – ICE) avança 0,5%, negociado próximo dos US$ 63,00/barril.

Estabilidade na espera pelo Fed… Ativos de risco globais flutuam em torno da estabilidade na manhã desta 4ªfeira, com o índice futuro do S&P 500 sustentando patamar próximo à máxima histórica na medida em que o otimismo com a retomada econômica prevalece. Como destaque no dia, o investidor aguarda a divulgação da ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed – BC americano), que deve trazer mais pistas sobre o futuro da política monetária na principal economia do mundo. O documento também poderá movimentar o mercado de juros em um momento em que o receio com a inflação se coloca como principal ponto de atenção para investidores. Não obstante, a manhã é de fechamento de taxas no mercado de juros futuros das economias desenvolvidas, com o rendimento da treasury de 10 anos voltando a ficar abaixo dos 1,65% a.a nos Estados Unidos.

Luz no fim do túnel? A leitura final de março do Índice de Gerentes de Compra (PMI, na sigla em inglês) apontou para o retorno de um movimento de expansão na atividade do setor privado europeu durante o mês. A pesquisa, realizada pelo Instituto Markit e utilizada como um termômetro para a atividade econômica, mostrou um avanço do índice composto – que abrange tanto a indústria como o setor de serviços – para 53,2, ante os 48,8 registrados no mês anterior (uma leitura acima dos 50,0 sinaliza expansão e, abaixo, contração da atividade). Assim como tem sido nas últimas leituras, o forte desempenho da indústria capitaneou o crescimento da atividade, sobrepondo-se sobre mais um mês de contração da atividade no setor de serviços. Acompanhando o forte ressurgimento da demanda, o emprego cresceu no setor industrial, assim como as pressões sobre o nível de preços. Na fronte dos serviços, a contração foi marginal (49,6), indicando que o setor conseguiu contornar melhor o retorno das medidas de distanciamento no período. A forte melhora no índice de expectativas futuras, que acompanha a distribuição das vacinas contra a covid-19, também auxiliou na melhora, evidenciada por um aumento de gastos do setor.

Mais agenda… Ainda nesta manhã, o investidor aguarda a divulgação do resultado da balança comercial americana em fevereiro (est.: -US$ 70 bi), às 9h30, e os estoques de petróleo bruto do Departamento de Energia, às 11h30. À tarde, o Federal Reserve divulga a ata do FOMC de março, às 15h, e os dados de crédito ao consumidor, às 16h.


BRASIL: 4 MIL MORTES

4.000 mortes… O Brasil acaba de superar, pela primeira vez, a marca de 4 mil mortes diárias. Foram 4.211 óbitos registrados como consequência do coronavírus em 24 horas. A média móvel de 7 dias se encontra em 2.755 óbitos diários, um aumento e 22% em relação as duas semanas anteriores. Os três estados com maior aumento de óbitos nas últimas 24 horas foram o Rio de Janeiro (104%), Mato Grosso do Sul (70%) e o Distrito Federal (55%). Nos últimos 30 dias, o país atingiu as marcas inéditas de 2 mil, 3 mil e 4 mil mortes. Em relação à taxa de ocupação de leitos, todos os estados fora o Amazonas, Paraíba e Roraima estão com ocupação superior a 80%.

Destravando o BEm… O governo enviou uma medida provisória ao Congresso para viabilizar um retorno do programa de manutenção de empregos que vigorou durante o ano passado. A medida, que agora se chama benefício emergencial (BEm), permite a redução de jornada ou suspensão integral do contrato de trabalho de funcionários, com proporcional redução no salário, para conter o crescimento do desemprego durante a vigência das medidas de isolamento. O governo tem sido muito cobrado pelo setor varejista e de restaurantes para ressuscitar o programa desde o início do ano.

Trava da LDO… Um dispositivo da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) que exige a compensação (aumento de tributos ou corte de outras despesas) para novos gastos, como no caso do BEm, impossibilita o retorno do programa. Caso a matéria seja aprovada, um projeto apresentado pelo senador Esperidião Amin (PP-SC) poderá restituir o programa. Em 2020, o programa custou R$ 51,5 bi aos cofres públicos e beneficiou 10 milhões de trabalhadores.

Compra privada… A Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que facilita a compra e aplicação de imunizantes (em funcionários) contra o covid-19 por empresas privadas. O projeto comtempla até a compra de imunizantes que não receberam aval da Anvisa, desde que haja liberação por seletas autoridades sanitárias de outros países. Ainda existe a necessidade de doar a metade das doses para o SUS, mas, caso a medida entre em vigor, não será necessário aguardar o término da vacinação dos grupos prioritários.

Anvisa… A íntegra do projeto não especifica o que seria feito com imunizantes doados que não receberam o aval da Anvisa, já que o SUS não poderá aplicá-los. Caso o projeto seja aprovado pela Casa Alta– um desfecho provável em vista do amplo placar de aprovação (317 a 120) na Câmara – imunizantes que não receberam o aval da Anvisa estarão entre os mais cotados pelos empresários.

IGP-DI… Mais cedo, a FGV (IBRE) divulgou o IGP-DI de março, que apresentou uma leve desaceleração com relação ao mês de fevereiro (+2,71%): uma alta de 2,17%. Como destaque na leitura, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) foi o único entre os subíndices (IPA, IPC e INCC) a registrar um crescimento na taxa de crescimento dos preços no mês, que subiu para 1,0% após variar 0,54% em fevereiro. Assim como foi registrado em outros índices de preços no mês, os energéticos foram os principais responsáveis pelo avanço no mês, resultado do salto nos preços dos combustíveis (o grupo de transportes registrou o maior avanço dentro do IPC) e na reversão do movimento de baixa dos preços de eletricidade no mês.

Mais agenda… À tarde (14h30), o mercado ainda deve receber o índice de commodities do Banco Central (IC-Br) de março, o fluxo cambial semanal e as vendas de veículo em março (Anfavea).

E os mercados hoje? Mercados globais têm manhã de estabilidade, com investidores à espera das minutas da última reunião do comitê de política monetária do Federal Reserve (BC americano). Na zona do euro, dados de atividade reforçaram o otimismo com o movimento de retomada econômica. No Brasil, o governo renova o recorde de vacinação, com mais de 1 milhão de imunizados em um dia, dado que foi ofuscado por uma nova máxima também do número de mortes por covid-19, que superaram a marca de 4 mil em 24 horas. No pano de fundo, a manutenção do impasse em torno do ajuste do orçamento segue no radar dos investidores. Desta forma, esperamos uma nova sessão de viés neutro/negativo para ativos locais, que deverão encontrar dificuldades para sustentar os níveis atuais até que haja avanços concretos com relação ao orçamento.

 


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: 117.498 (-0,02%)
BR$/US$: 5,59 (-1,24%)
DI Jan/27: 8,87% (+9 bps)
S&P: 4.073 (-0,10%)

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Jornais:

VALOR
– STF decidirá se empresas devem R$ 100 bi à União
– Gigantes da internet pagam menos imposto
– Brasil ultrapassa marca de 4 mil mortes por dia
– BTG Pactual compra Banco Pan por R$ 3,7 bi

O GLOBO
– Com 4.211 mortes, Brasil dobra recorde diário de óbitos em um mês
– Delegado de perfil ‘político’ assume PF
– Novo chanceler vê urgência climática e prega diplomacia sem ‘exclusões e preferências’
– Orçamento: MP quer que TCU alerte presidente sobre risco de crime fiscal

FOLHA DE S.PAULO
– Brasil ultrapassa pela primeira vez 4.000 mortos por covid em um dia
– Médicos divergem de prefeito pró-cloroquina em SC
– Tem igreja que só liga para o dízimo, declara pastor
– Polícia tem que garantir ir e vir, diz novo ministro

O ESTADO DE S.PAULO
– País tem 4,2 mil mortes em 24h e contágio em alta indica piora
– Novo ministro da Justiça troca chefia da PF
– Corte de jornada e salário deve ser votado no Senado
– Parcerias contra a crise rompem diferenças políticas

Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.

Relacionados

Rio Bravo: Olhar Atento |O PIB da China

O PIB da China cresceu 18,3% a.a. no primeiro trimestre de 2021, ligeiramente abaixo da expectativa (18,5%). A magnitude representa a [...]

Rio Bravo - 16/04/2021

Guide Empresas - Construtoras divulga prévias operacionais robustas; Meirelles quer privatizar EMAE este ano e Sabesp fica para 202

MRV: Cia anuncia volume de R$ 1,71 bilhão em lançamentosImpacto: PositivoTenda: Construtora anuncia lançamentos de R$ 610 milhões no 1T21Impacto: PositivoSabesp: [...]

Luis Sales - 16/04/2021

Mercados Hoje | Despertar dos gigantes

Introdução: Internacional: Despertar dos gigantes • Bolsas globais caminham para fechar mais uma semana no verde; • Dados de atividade fortes nas duas [...]

Victor Beyruti Guglielmi - 16/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções