CabeçalhoConteúdoNewsletterRodapé

Cotações por TradingView

Guide Mercados Hoje: Mercados aguardam o dado do Payroll em tom de maior cautela

5 de agosto de 2022
Tempo de leitura: 6 min
Compartilhar
Mercados Hoje - toalha vermelha com prato de torradas, xícara e jornal com gráfico indicando crescimento
Tempo de leitura: 6 min

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no dia.

Confira o relatório de 05 de Agosto de 2022!

Mercados Globais:

Mercados asiáticos fecharam em alta, devolvendo as quedas registradas com a visita de Nancy Pelosi à Taiwan. Os mercados já parecem ter reduzido seu receio de um conflito entre as potências. Enquanto isso, na Europa e EUA, os olhos se voltam para o dado de emprego do relatório de non-farm payrolls para a economia norte-americana, que sai às 9h30.  O indicador é crucial para a definição dos próximos passos do Fed. O mercado de trabalho nos EUA segue aquecido e mais um número acima do esperado poderá levar a uma reação negativa dos ativos de risco, na medida em que aumentam as apostas de um aumento de igual magnitude da taxa de juros na reunião de setembro.

O consenso atual dos economistas segundo a Bloomberg é de uma criação de 230 mil vagas em julho, desacelerando, portanto, com relação ao mês anterior. Outro ponto de atenção a se observar no relatório serão os números de ganhos médios por hora de trabalho, em que o mercado estima um crescimento de 0,3% mensal.


Nikkei 225: CSI 300: Stoxx 600: S&P Futuro: DXY: Juro T10: Petróleo (Brent Crude – ICE):
+0,87%
28.175
+1,35%
4.156
-0,27%
437,86
-0,06%
4.149
+0,20%
105,78
-2,8 BPS
2,69% a.a.
-0,20%
US$ 93,93/barril


AGENDA INTERNACIONAL
3h00 – Alemanha – Produção Industrial (jun) – Bundesbank
9h30 – EUA – Payroll: Relatório de emprego (jul) – BLS


MANCHETES

ValorGoverno bloqueia R$ 7,6 bilhões em emendas de relator. O bloqueio das emendas de relator-geral, um dos principais instrumentos de negociação política do governo federal com o Congresso, alcança R$ 7,6 bilhões neste ano. O número faz parte de levantamento realizado pela Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle do Senado Federal (Conorf), com base em dados do Sistema Integrado de Planejamento e Orçamento (Siop). Com o Congresso desacelerando os trabalhos por causa da proximidade das eleições, é possível que a medida não tenha impacto nas votações de interesse do governo. O Ministério do Desenvolvimento Regional é o mais prejudicado pela medida, seguido das pastas da Saúde e da Cidadania.

ValorAumento do consignado gera cautela entre bancos. O aumento dos limites do crédito consignado, contido na lei sancionada na noite da quarta-feira pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), ainda está sob análise bancos, mas prevalece entre eles um tom de cautela com a medida num momento delicado para a economia. Com a criação do cartão de benefício consignado, a margem total consignável pode chegar a 45% no caso de aposentados e pensionistas, ou seja, comprometendo quase metade da renda do tomador. Nos bastidores, algumas instituições demonstram receio com esse aumento do limite, e devem colocar o novo cartão na prateleira de produtos, mas sem oferecê-lo ativamente aos clientes.

EstadãoQuebras de safra e alta de custos empurram empresas do agro para a recuperação judicial. A combinação de eventos negativos no cenário local e internacional – como a Guerra da Ucrânia e a falta ou excesso de chuvas em certas regiões brasileiras – empurrou parte do agronegócio para um cenário de crise, gerando preocupação entre os credores do setor. Parte dos produtores rurais tem lançado mão da recuperação judicial. Os números, por ora, ainda são discretos. De 2020 para cá, foram cerca de 50 pedidos de recuperação desse setor. Mas se trata apenas da ponta de um iceberg, segundo especialistas. Isso porque neste ano está sendo observado um grande crescimento da procura por reestruturação, algo que em breve deve se refletir no levantamento.

OGloboOrçamento de 2023 terá pelo menos R$ 12 bi para reajuste salarial a servidor. A proposta de Orçamento para 2023, que será enviada pelo governo ao Congresso no dia 31 deste mês, deverá prever um espaço para reajuste salarial de servidores públicos, sem indicar percentuais de aumentos. A reserva é uma forma de o governo Jair Bolsonaro sinalizar a intenção de aumentar os salários dos servidores, depois de os vencimentos ficarem congelados desde 2019. Neste momento, técnicos trabalham com uma reserva para reajuste salarial na casa de R$ 12 bilhões, de acordo com fontes do governo.



AGENDA BRASIL
8h00 – IGP-DI (jul) – FGV
10h00 – Produção Total de Veículos (jul) – Anfavea


E os Mercados Hoje?

Bolsas internacionais adotam tom de cautela antes da divulgação dos números do relatório de emprego non-farm payrolls nos EUA. No Brasil, o IGP-DI mostrou queda de 0,38% em julho, com uma alta acumulada em 12 meses de 9,13%. As quedas foram registradas tanto no índice ao produtor (IPA) quanto no índice ao consumidor (IPC). Ontem, a bolsa brasileira reagiu bem à mensagem de final de ciclo pelo Copom, mas hoje o sentimento local estará muito atrelado ao dado de emprego nos EUA.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: 105.892 (+2,04%)
BRL/USD: 5,22 (-1,09%)
DI Jan/27: 12,10 (-38,0 bps)
S&P 500: 4.152 (-0,08%)


Disclaimer: Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.

Compartilhar artigo

Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.

Graduado em Administração de Empresas e Economia pelo Insper. Integra a equipe econômica da Guide há mais de 1 ano. Atualmente atua como economista no segmento de varejo, sendo responsável pela confecção de relatórios e de comitês mensais com intuito de embasar recomendações de alocação de recursos no cenário político-econômico.

Veja também