Mercados Hoje | Aliados nas presidências do legislativo

Tempo de leitura: 11 minutos

Introdução:

Internacional

• Após semana de perdas, índices acionários iniciam a semana em tom positivo;
• Biden ainda não consegue atingir meta de vacinação preconizado pela sua própria plataforma de campanha;
• Confiança dentro do setor industrial europeu segue em alta, mas apresenta sinais de arrefecimento;
• Agenda internacional destaca, entre outras coisas, PIB europeu, desemprego nos EUA e decisão de política monetária no Reino Unido.


Brasil

• Parlamentares elegerão hoje os novos presidentes da Câmara e do Senado;
• Resultado no Senado pode sair antes do fechamento da Bolsa;
• Candidatos apoiados pelo presidente Bolsonaro lideram a disputa em ambas as Casas;
• Caminhoneiros autônomos devem dar início a paralisação, mas a categoria ainda está dividida;
• Agenda local destaca produção industrial e leilão de títulos públicos, entre outros eventos.


CENÁRIO EXTERNO: ABAIXO DA META

Mercados… Índices asiáticos encerraram a sessão de ontem majoritariamente em terreno positivo. Na zona do euro, o índice Stoxx 600, que traça a evolução de uma gama de ativos ao redor do continente, opera em alta de mais de 1%, ao passo que futuros em NY também ensaiam uma abertura positiva para ativos de risco americanos. Enquanto isso o dólar retoma trajetória de valorização contra seus principais pares e, no plano das commodities, ativos se movimentam majoritariamente em linha com o comportamento dos mercados acionários. Destaque para o preço do petróleo (Brent Crude) que, ao operar em baixa de cerca de -0,80%, está sendo negociado em torno dos US$ 55,40 por barril.

De olho no retrovisor… Índices acionários ao redor do globo dão início a mais uma sessão tumultuosa, com investidores realizando lucros frente às intensas altas ocorridas ontem. Diante do nível relativamente esticado dos valuations globais, faz sentido, em vista da série de questões sanitárias e econômicas que precisam ser resolvidas, observar este processo. Movimentos de correção são naturais aos mercados, porém entendemos que a tendência de médio prazo para ativos de risco americanos segue positiva. Afinal, o Fed manterá a torneira de liquidez acionada por meio de seu programa de compra de ativos, o Congresso provavelmente aprovará uma nova rodada de estímulos fiscais (quiçá não da ordem inicialmente preterida) e, aos trancos e barrancos, a vacinação em massa segue firme no país.

Promessas de campanha ainda não cumpridas… Biden tem recorrentemente reiterado que uma de suas principais prioridades é fortalecer o programa de imunização americano, acelerando a distribuição e aplicação de vacinas. Prometeu vacinar cem milhões de indivíduos em seus cem primeiros dias de governo. Ainda que positivo, o número está longe de ser suficiente para garantir imunidade de rebanho rapidamente, e, todavia, existem uma série de problemas relacionadas à logística da distribuição que não foram resolvidos. Com isto, o país ainda não atinge a meta, e está vacinado um número aquém do desejado. O ritmo de vacinação será crucial para determinar o ritmo de retomada da atividade.

Economia europeia… Dados de confiança referentes ao setor industrial europeu seguiram em território otimista entrando em 2021. Ainda que o PMI do setor tenha caído ligeiramente de 55,2 para 54,8, segue com valor acima de 50, indicando expansão da atividade pelo sétimo mês seguido a um ritmo reduzido. O setor continua se beneficiando da menor sensibilidade a variações no quadro sanitário, mas não escapa inteiramente do efeito negativo trazido pela reimplementação de diversas medidas de isolamento social ao longo do mês de janeiro. O início da imunização mantém as expectativas quanto ao futuro em território otimista, mas qualquer atraso quanto a isto pode alterar o cenário básico, levando a uma nova rodada de queda da confiança que alimenta forças contracionistas.

Na agenda… Além da divulgação dos PMI industrial europeu, o investidor acompanha hoje a divulgação do mesmo dado para os EUA. Na 3afeira, o PIB do 4T2020 da economia europeia marca o dia. No meio da semana, além do PMI do setor de serviços americano e europeu, consta a divulgação do IPC europeu e do ADP americano, uma espécie de prévia para o payroll americano. Na 5afeira, o Bank of Enlgand toma a primeira decisão de política monetária do ano e saem, no mesmo dia, as vendas no varejo na Europa e os pedidos de auxílio-desemprego nos EUA. No final da semana, além das encomendas à indústria na Alemanha, consta a divulgação da primeira leitura da taxa de desemprego da economia americana.


BRASIL: ALIADOS NAS PRESIDÊNCIAS DO LEGISLATIVO

Eleições no legislativo… Durante a atual semana, investidores devem avaliar os impactos das eleições das mesas diretoras da Câmara dos Deputados e do Senado. O término do recesso parlamentar do final do ano significa que os parlamentares das duas Casas precisarão se reunir para eleger um novo presidente, dois vice-presidentes, quatro secretários e quatro secretários suplentes para mandatos de dois anos. No Senado, a sessão está marcada para às 14h, com previsão de encerramento para às 17h. Já na Câmara, a sessão foi marcada para às 19h e pode se estender além das 22h.

Provável resultado… Ao que tudo indica, os candidatos apoiados pelo governo – Arthur Lira (PP-AL), na Câmara e Rodrigo Pacheco (DEM MG), no Senado – contam com o apoio do maior número de congressistas, mas a realização da eleição por meio voto secreto mante viva a possiblidade, por mais remota que seja, de uma eventual surpresa.

Desempenho dos candidatos… O que está certo é que os candidatos governistas ganharam força na semana passada. A senadora Simone Tebet (MDB-MS), a única candidata que representa uma ameaça à candidatura de Pacheco, foi abandonada pelo seu próprio partido, forçando a senadora a lançar uma candidatura avulsa. Para Baleia Rossi (MDB-SP), apadrinhado do atual presidente Rodrigo Maia (RJ), a notícia que nem o próprio DEM, de Maia, apoiaria a sua candidatura tornou uma eventual vitória de virada contra Lira ainda mais improvável. O poder de sedução do governo, que prometeu emendas e cargos a quem apoiar os seus candidatos, aparenta ser um fator determinante na disputa pelas presidências do Legislativo Federal.

Nossa visão… A nossa avaliação é que uma eventual eleição de Pacheco e Lira não deve gerar impacto imediato no mercado. O avanço da reformais estruturais não está em jogo; todos as candidaturas viáveis se declararam favoráveis a esta pauta. O andamento desses projetos será determinado pela intrepidez do governo e o seu poder de articulação. A presença ou ausência de um aliado do governo na presidência não definirá esse desfecho. Especificamente em relação a uma possível privatização da Eletrobras, Lira prometeu pautar o projeto, mas Pacheco aparenta resistir a medida.

Greve dos caminhoneiros… Hoje também é a data marcada pela Associação Nacional do Transporte Autônomos do Brasil (ANTB) para a paralisação dos caminhoneiros. A mobilização ocorre principalmente em resposta a um aumento de 4,4% no preço do diesel nas refinarias. Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro cogitou e depois se posicionou contra uma redução da alíquota do PIS/Cofins sobre o óleo diesel, uma das reivindicações da categoria, que também busca um reajuste da Tabela do Piso Mínimo de Frete.

Existe adesão? É difícil especular sobre o grau de adesão à mobilização marcada para hoje, mas a categoria aparenta estar mais dividida do que em 2018, quando a paralisação se estendeu por dez dias e gerou impacto econômico de RS 15 bilhões. Caso a investida dos caminhoneiros resulte na escassez de algum item essencial durante a pandemia, a opinião majoritária da sociedade rapidamente se tornará crítica ao protesto. Em áudio que circula os grupos de caminhoneiros do WhatsApp, o ministro Tarciso Freitas (Infraestrutura), que tem agido como interlocutor do governo, alertou que “Enquanto tiver a paralisação eu não converso com ninguém”. Veremos se o governo consegue manter esse posicionamento caso a aderência à greve atinja uma proporção relevante.

Na agenda… Como de costume, o Boletim Focus abre a semana com as expectativas do mercado sobre a trajetória das principais variáveis macroeconômicas. Ainda hoje, o investidor acompanha mais uma leitura do PMI industrial. Na 3afeira, o IBGE divulga a última leitura de 2020 da produção industrial a partir da PIM, enquanto o Tesouro Nacional realiza mais um leilão de títulos públicos. No meio da semana, há a divulgação do PMI composto e de serviços junto com o Índice de Commodities (IC-Br) do Banco Central. Na 5afeira, o Tesouro realiza mais um leilão e, na 6afeira, o investidor digere a primeira leitura mensal do IGP-DI.

E os mercados hoje? Após uma semana de perdas, ativos internacionais iniciam o dia em alta, refletindo um movimento técnico de compra aliado à ainda forte expectativa de retomada da economia global com a manutenção de políticas econômicas acomodatícias e continuidade das campanhas de vacinação. Como de costume, o Brasil deverá se beneficiar da maior tomada de risco no exterior, mas entendemos que pontos de pressão internos como a greve dos caminhoneiros em potencial e as eleições às presidências da Câmara e do Senado devem continuar sendo fontes de elevada volatilidade. Assim, por conta de fatores técnicos, o índice Bovespa deve ter um dia de ajuste positivo, mas salientamos que altas contínuas dependerão de sinalizações concretas quanto ao avanço das reformas.

 


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: 115.067 (-3,21%)
BR$/US$: 5,47 (+0,57%)
DI Jan/27: 7,01% (-13 bps)
S&P 500: 3.714 (-1,93%)

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Jornais:

VALOR
– Magalu amplia crédito rural e disputa mercado com bancos
– Por apoio, Lira e Baleia divergem sobre reformas
– Arrecadação sobe, apesar da pandemia
– Chinesa Spic entra nas térmicas a gás do Açu

O GLOBO
– Butantan cobra, mas governo não garante compra de vacinas
– De olho na retomada, indústria corre atrás de imunizantes
– Bolsa Família: ministério pode ir para o centrão
– No Senado, MDB avalia abandonar Simone Tebet

FOLHA DE S.PAULO
– Centrão é favorito para o comando da Câmara
– Terceirizada, distribuição de vacinas sofre críticas
– Tempo sem aula aliviou estresse de professor, diz estudo
– Rede de ensino do Rio tem greve contra volta

O ESTADO DE S.PAULO
– Sob ingerência do Planalto, Congresso elege presidentes
– Guedes conta com mudança para destravar a economia
– Cresce morte por covid sem fator de risco no Amazonas
– Aulas começam hoje nas escolas particulares de SP

Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.

Relacionados

Apito Final | Vendas do varejo e balanços reforçaram apetite ao risco

Internacional • Mercados estendem apetite ao risco com varejo americano;• Vendas do varejo subiram enquanto o mercado esperava dado negativo; Brasil • Investidores buscam [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 15/10/2021

Guide Empresas: Assaí compra operações da rede Extra; PDG sai da recuperação judicial; e mais!

Grupo Pão de Açúcar (PCAR3): Assaí compra 71 lojas da rede Extra por R$ 5,2 bi e vai acabar com a [...]

Luis Gustavo Pereira - 15/10/2021

Rio Bravo: Olhar Atento | Prévia mensal do PIB

O IBC-Br, prévia mensal do PIB, retraiu 0,15% MoM em agosto. O resultado ficou ligeiramente abaixo da projeção do mercado (-0,05%). [...]

Rio Bravo - 15/10/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções