IRB: Bradesco e Itaú não venderão fatia na empresa após fim de restrição

O Bradesco e o Itaú já teriam sinalizado nos bastidores que não pretendem se desfazer das ações que possuem do IRB. O prazo de 180 dias que os bancos se comprometeram a manter os papéis após os follow on, no ano passado, se encerra no dia 22 de Janeiro.

A decisão de permanecer na empresa tem a ver com a performance e perspectiva futura da resseguradora. Além de entregar resultados cada vez melhores, a empresa passou por uma reviravolta em termos de governança ao se tornar uma Corporation. Em um ano, os papéis da empresa se valorizaram em mais de 47%.

Impacto: Positivo. A permanência dos dois principais acionistas do bloco de controle é positiva por não acarretar numa pressão vendedora no papel no curto prazo. Outro ponto é a sinalização de perspectivas positivas pelos dois maiores bancos privados brasileiros na companhia.

Relacionados

Guide Empresas - C&A avalia encerrar operação brasileira; Pacote de financiamento do BNDES às aéreas demora muito a ser liberado; e mais...

BR Malls: Cia avalia combinação parcial de negócios com a AncarImpacto: PositivoC&A: Cia considera encerrar sua posição brasileiraImpacto: NegativoGrupo Mateus: Cia [...]

Luis Sales - 19/10/2020

Guide Empresas - CSN dá início a temporada de resultados com fortes números; Magalu adquire plataforma de cursos para e-commerce; e mais...

B3 : Triple Play e One Innovation desistem de IPOsImpacto: Marginalmente NegativoCSN: Cia estreia temporada de resultados com fortes númerosImpacto: PositivoMagazine [...]

Luis Sales - 16/10/2020

Flash Empresas | Expectativa para os resultados do 3T20

O ano de 2020 vem sendo marcado por uma série de adversidades. Com isso, as companhias estão sendo impactadas não apenas [...]

Luis Sales - 15/10/2020

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções