Guide Empresas – Azul tem crescimento superior a 100% na receita; Notredame Intermédica atinge 70% de crescimento no Lucro Líquido; e mais…

Azul: Cia tem aumento superior a 100% na receita 
Impacto: Positivo
B3: Rede D’or deu início ao processo que pode ser um dos maiores IPOs do país
Impacto: Positivo
Ecorodovias: Cia divulga evolução do tráfego em suas rodovias 
Impacto: Positivo
Notredame Intermédica: Cia apresenta crescimento acima de 70% no Lucro Líquido 
Impacto: Positivo
Santander: Banco pretende separar suas participações acionárias na GetNet
Impacto: Positivo

Confira os destaques de hoje:

Azul: Cia tem aumento superior a 100% na receita

A Azul Linhas Aéreas divulgou na noite de ontem o seu resultado referente ao 3T20. Este ainda mostrou que a companhia segue bastante prejudicada pela pandemia, no entanto já evoluiu de forma significativa em seu processo de retomada. Entre os principais destaques:

  • A recuperação da demanda doméstica no Brasil continua sendo uma das mais aceleradas do mundo. Em setembro, a capacidade doméstica da Azul representou 49% em relação ao mesmo período do ano passado, e até dezembro, a Companhia espera que supere 80%;
  • Até o final desse ano, a Azul voltará a voar para 113 dos 116 destinos servidos no início de 2020, uma recuperação de 97% da malha em termos de cidades atendidas;
  • A Azul Cargo Express apresentou um crescimento de 40% nas vendas brutas do 3T20 comparado com o 3T19. Além disso, quatro aeronaves de passageiros Embraer E195 E1 foram convertidas para cargueiros, aumentando ainda mais o alcance e o portfólio das nossas soluções de logística;
  • Receita operacional totalizou R$805,3 milhões, um aumento de 100,5% em relação à receita operacional de R$401,6 milhões no 2T20;
  • As despesas operacionais, excluindo ganhos não-recorrentes, aumentaram 20,9% comparado com o 2T20. Em relação ao 3T19, as despesas operacionais diminuíram 40,4%, ou R$1,0 bilhão, relacionado principalmente com a redução das despesas variáveis e iniciativas de redução de custos;
  • Prejuízo operacional de R$247,7 milhões no 3T20, representando uma margem negativa de 30,8%. Excluindo ganhos não-recorrentes, o prejuízo operacional ajustado totalizou R$671,8 milhões;
  • Prejuízo líquido excluindo variação cambial e marcação a mercado foi de R$1,2 bilhão, ou R$3,57 centavos por ação preferencial, e US$1,99 centavos por ADR;
  • Os custos e despesas operacionais, excluindo os ganhos não-recorrentes, aumentaram 20,9% em relação ao 2T20. Os custos e despesas operacionais reduziram 40,4% ou R$1,0 bilhão comparado com o 3T19, devido principalmente à queda nas despesas que variam de acordo com a capacidade, e às iniciativas de redução de custo;
  • A Azul encerrou o trimestre com uma liquidez imediata de R$2,3 bilhões, representando 31,7% da receita da Companhia dos últimos doze meses. A Companhia não possui caixa restrito, e também não possui participação de minoritários em suas subsidiárias. Considerando os depósitos e reservas de manutenção e os ativos disponíveis a liquidez total da Azul era de R$6,9 bilhões em 30 de setembro de 2020.

Impacto: Positivo. A companhia aérea segue bastante prejudicada pela pandemia, no entanto já vem mostrando grande recuperação, planejando ter 97% da malha de volta, até o final do ano, em termos de cidades atendidas. Ainda, a Azul teve aumento superior a 100% da receita na comparação trimestral. Por fim, destacamos o bom desempenho do segmento Azul Cargo.

B3: Rede D’or deu início ao processo que pode ser um dos maiores IPOs do país

Ontem, a Rede D’or deu início ao seu processo de abertura de capital. Esta oferta pública de ações pode ser a segunda maior do país.

No registro feito na CVM, a faixa de preço da oferta vai de R$48,91 a R$64,35, o que, considerando um preço médio, faria com que a empresa reunisse R$8,25 bilhões.

Com essa captação, o IPO da D’Or ficaria atrás apenas da listagem do Santander Brasil, em 2009, que movimentou R$ 13,2 bilhões.

Impacto: Positivo. Com as recentes notícias sobre uma possível vacina, os investidores adotaram postura mais confortável. Acreditamos que isto pode levar às companhias a retomarem seus processos de IPO que haviam sido adiados por condições adversas do mercado.

Ecorodovias: Cia divulga evolução do tráfego em suas rodovias 

A Ecorodovias divulgou hoje cedo a evolução do movimento em suas concessões. O período analisado vai de 16 de março a 15 de novembro.

Neste intervalo, suas rodovias apresentaram queda no fluxo de -9,2%. No ano, a queda atinge -4,7%.

Na semana passada, os fluxos apresentaram queda de -9,4% no período e -4,8% no ano.

Impacto: Positivo. Novamente a companhia divulga evolução positiva do movimento em suas rodovias, mostrando rápida recuperação do setor. Nossa preferida segue sendo a CCR, no entanto, adotamos posição positiva para todo o setor.

Notredame Intermédica: Cia apresenta crescimento acima de 70% no Lucro Líquido 

A Notredame Intermédica apresentou fortes resultados referentes ao 3T20. Entre os principais destaques:

  • Receita Líquida (RL): R$2.698,6 milhões, 24,1% de crescimento em relação ao 3T19: (i) o Beneficiários (Médio): 3.620,1 mil em Saúde (+24,8%) e 2.556,5 mil em Dental (+4,6%); (ii) o Beneficiários EoP: 3.694,6 mil em Saúde (+25,4%) e 2.599,8 mil em Dental (+5,1%); (iii) o Ticket Médio: R$229,1 em Saúde, 3,8% de aumento em relação ao 3T19; (iv) o Hospital Services: R$135,9 milhões, 25,3% menor frente o 3T19 e 69,0% melhor que 2T20
  • Sinistralidade Caixa: o MLR Caixa Consolidado: 68,6%, 2,0pp melhor em relação ao 3T19
  • G&A Caixa: 8,9% da RL, 0,4pp favorável em comparação com 3T19
  • EBITDA Ajustado: R$458,4 milhões (17,0% de margem), +43,4% em relação ao 3T19
  • Lucro Líquido Ajustado: R$265,5 milhões (9,8% de margem) aumento de 70,5% em relação ao 3T19
  • Caixa Líquido (DL): R$103,9 milhões no 3T20
  • M&A 3T20: Conclusão das aquisições de Santa Mônica (MG) e H. Santa Brígida (SC) e Anúncio de MediSanitas (MG), BioSaúde (SP), LifeDay (SC) e Serpram (MG)
  • Rede Própria: Inauguração da Unidade Avançada Santo André e Centro de Hemodinâmica no Hospital São Bernardo.

Impacto: Positivo. Beneficiada pelo crescimento nas linhas de negócio de planos de saúde e planos odontológicos, a companhia apresentou um bom trimestre de robusto crescimento. Destaque para o número de aquisições concluídas.

Santander: Banco pretende separar suas participações acionárias na GetNet

O Conselho de Administração do Santander aprovou o início de uma análise para verificar a possibilidade de separação da sua participação acionária na GetNet.

Isso permitiria com que os acionistas do Santander se tornassem acionistas diretos da GetNet.

Para que a cisão ocorra, o estudo precisa ser concluído e as aprovações necessárias obtidas.

Impacto: Positivo. Com a cisão da GetNet do Santander, seus acionistas se tornam acionistas diretos da companhia, que pode se desenvolver de forma independente.

Contatos
Conheça o nosso time de especialista da área de Investimentos.

RENDA VARIÁVEL
[email protected]

Luis Sales – CNPI
[email protected]

“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução da CVM N° 598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.”

Relacionados

Apito Final | Mês Fenomenal

Internacional Bolsas internacionais têm dia negativo, mas encerram mês com ganhos estelares;Menor aversão global ao risco decorrente da eleição de Biden e [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 30/11/2020

Carteira Semanal de Ações | 30 de Novembro

Nesta semana, optamos por realizar apenas uma alteração pontual em nossa carteira semanal, retiramos Movida ON e incluímos CVC ON. [...]

Luis Sales - 30/11/2020
Alejandro Ortiz Cruceno - 30/11/2020

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções