Guide Empresas – Petrobras divulga relatório de produção e vendas do 4T20; Klabin expande operação para o e-commerce; e mais…

Tempo de leitura: 12 minutos

B3: Intelbras precifica o seu IPO e capta R$1,3 bi 
Impacto: Positivo
Klabin: Cia inicia expansão para o e-commerce 

Impacto: Positivo
Petrobras: Cia divulga relatório de produção e vendas do 4T20

Impacto: Marginalmente Positivo
Setor de Mineração e Siderurgia: Exportação de ferro-gusa deve seguir forte em 2021

Impacto: Positivo
Setor de Telecom: Operadoras regionais planejam disputar leilão de 5G

Impacto: Marginalmente Negativo

Confira os destaques de hoje:

B3: Intelbras precifica o seu IPO e capta R$1,3 bi 

A Intelbras precificou as ações de seu IPO em R$15,75, um valor levemente acima do piso da faixa indicativa, que ia de R$15,25 à R$19,25. Nesta operação, a empresa conseguiu captar cerca de R$1,3 bi, sendo que 55,55% vão para o caixa e o restante para os acionistas vendedores. 

A companhia pretende usar o dinheiro captado para realizar aquisições, aumentar a capacidade produtiva e expandir as equipes e os investimentos em tecnologias da informação. 

Ao longo do ano passado, a Intelbras registrou uma grande expansão. De janeiro a setembro de 2020, comparados com o mesmo período de 2019, a empresa obteve uma receita operacional líquida de R$1,46 bi, representando um aumento de 20,2%, e um Ebitda de R$251 milhões, mostrando um crescimento de cerca de R$110 milhões. 

Impacto: Positivo. A B3 voltou a receber uma série de novas empresas buscando abrir seu capital. O movimento, além de gerar receita para a companhia, estimula os investidores, já que aumenta o número de alternativas entre as companhias listadas disponíveis para investir.

Klabin: Cia inicia expansão para o e-commerce 

A Klabin iniciou, ontem, o seu processo de expansão para o comércio eletrônico, por meio da “E-Klabin”. O novo negócio de e-commerce tem como foco vender os papéis para embalagem, a maior atividade da empresa, em três segmentos: marcas tradicionais que buscam expandir as suas presenças no varejo online; marketplaces e o “Klabin ForYou”, um marketplace para clientes de pequeno e médio portes que querem soluções customizadas em papel.  

De acordo com Douglas Dalmasi, o diretor de embalagens da companhia, foi observado que muitos consumidores passaram a usar o canal digital para realizar compras, principalmente por fatores como a pandemia da COVID-19. Nesse sentido, em 2020, a Klabin teve um aumento de 122%, em comparação com 2019, nas vendas diretas de embalagens para o e-commerce. Por isso, Dalmasi afirmou que, com a “E-Klabin”, a empresa está se estruturando para atender melhor o mercado.  

Impacto: Positivo. Influenciada pela tendência desenvolvida na pandemia, de aumento do número de clientes consumindo através de e-commerce, a Klabin registrou aumento de 122% nas vendas diretas de embalagens para o canal. Com o sucesso obtido pela companhia, a empresa de papel e celulose anunciou seu processo de expansão para o comércio eletrônico, ampliando seu portfólio de serviços.

Petrobras: Cia divulga relatório de produção e vendas do 4T20

A Petrobras registrou recordes de produção anual no 4T20, com 2,28 milhões de barris diários (MMbpb) de petróleo e LGN de 2,84 milhões de barris de óleo equivalente por dia (MMboed) de produção todas.

Além da superação de máximas históricas de produção, o trimestre foi o período do ano no qual a estatal registrou melhor desempenho operacional.

Entre outros pontos interessantes, destacamos:

  • Em 2020, a produção dos campos do pré-sal foi de 1,86 MMboed, com participação de 66% na produção total, contra apenas 24% em 2015. Isso significa menores custos operacionais e petróleo de melhor qualidade;
  • A produção nos campos do pré-sal no período foi 11,3% inferior ao trimestre anterior, em função do maior número de paradas programadas. Em 2020 tiveram crescimento de 21,1% em relação a 2019, devido (a) à conclusão do ramp-up e ao aumento da capacidade das plataformas P-74, P-75, P-76 e P-77, no campo de Búzios; (b) à conclusão do ramp-up das plataformas P-67 e P-69, no campo de Tupi; (c) ao ramp-up da plataforma P-68, que está em curso nos campos de Berbigão e Sururu; (d) além da entrada em produção da plataforma P-70, no campo de Atapu;
  • A produção do pós-sal no trimestre foi inferior em 4,3% vs. o 3T20, em função das paradas para manutenção das plataformas P-18, P-20 e P-35, no campo de Marlim. Na comparação anual, tivemos uma redução de 17,3% em função do desinvestimento de 50% do campo de Tartaruga Verde e do declínio natural de produção;
  • A produção de águas rasas foi de 17 Mbpd no 4T20, uma redução de 13 Mbpd quando comparado ao 3T20, decorrente dos desinvestimentos do campo de Baúna e do Polo Pampo e Enchova;
  • A produção dos campos terrestres somou 97 Mbpd no 4T20, uma redução de 4 Mbpd em relação ao trimestre anterior, decorrente da venda de ativos dos Polos Ítaca, Lagoa Parda e Tucano Sul, além do declínio natural da produção. A produção de 2020 teve uma redução de 15,3% em relação a 2019, devido, principalmente, aos desinvestimentos e ao declínio natural da produção.
  • A produção média de óleo, LGN e gás natural no 4T20 foi de 2,68 MMboed, 9,1% abaixo do trimestre anterior, em função da retomada de grande parte das paradas programadas que não puderam ser efetuadas no 2T20 e no 3T20 devido à pandemia;
  • Em 2020, houve aumento de 2,4% na produção total e 1,2% na produção comercial, estando o volume em linha com a projeção divulgada no Relatório de Produção e Vendas do 3T20;
  • No 4T20, assinaram contrato de venda da totalidade de sua participação em 27 campos de terra e águas rasas, localizados nas Bacias do Recôncavo e de Sergipe-Alagoas. Ao mesmo tempo, finalizaram a venda das participações nos Polos de Baúna (Bacia de Santos) e Tucano Sul (Bacia do Tucano), que produziram 14,2 Mboed em 2020;
  • O volume de vendas foi ligeiramente maior que do 3T20. Não houve redução nas vendas totais de derivados como usualmente ocorre entre os dois trimestres devido ao aumento das vendas de diesel, além de maiores volumes de venda de QAV e óleo combustível, que se elevaram 79% e 55% respectivamente no 4T20;
  • O volume de vendas foi ligeiramente maior t/t. Não houve redução nas vendas totais de derivados como usualmente ocorre entre os dois trimestres devido ao aumento das vendas de diesel, além de maiores volumes de venda de QAV e óleo combustível, que se elevaram 79% e 55% respectivamente no 4T20. Ainda assim, com queda de 5,1% no volume de vendas a/a;
  • A exportação líquida caiu 22,8 % em relação ao 3T20 em função da redução nas exportações e do aumento nas importações. Em 2020, houve aumento da exportação líquida de 95,0% em relação a 2019, em função do aumento das exportações e da queda nas importações, como resultado da forte retração de mercado durante a pandemia, principalmente no 2T20, com o direcionamento dos nossos esforços para exportação de petróleo e derivados. A exportação de petróleo em 2020 alcançou recorde anual de 713 Mbpd, 33% acima de 2019.

Impacto: Marginalmente Positivo. A companhia teve um bom desempenho operacional no trimestre, mas ainda teve resultados impactados pelas paradas programadas, devido a pandemia. A produção de óleo sofreu queda de 9,1% vs. 3T20, enquanto taxa de utilização das refinarias e a venda de produtos de óleo no Brasil se mantiveram estáveis em comparação ao mesmo período, e ainda levemente abaixo de 2019, por conta da imposição de medidas de restrição, que impactaram diretamente a mobilidade. Ainda assim, destacamos que a companhia conseguiu desempenhar bem ao longo do ano, mesmo diante das adversidades enfrentadas pelo setor. A exportação de petróleo no exercício alcançou recorde e ainda assinaram contrato de vendada totalidade de sua participação em 27 campos de terra e águas rasas.

Setor de Mineração e Siderurgia: Exportação de ferro-gusa deve seguir forte em 2021

Ao longo de 2020, o mercado observou um cenário bastante favorável ao setor de mineração e siderurgia. a Implementação deste ter como grande influência a forte demanda do mercado chinês, que além de impulsionar as vendas de minério de ferro no ano passado, fez com que o setor metálurgico brasileiro se tornasse exportador líquido.

De acordo com os dados do Sindicato da Indústria do Ferro do Estado de Minas Gerais (Sindifer- MG), 2,74 milhões de toneladas de ferro gusa foram embarcadas, sendo 67% enviado à China

Fausto Varela Cançado, presidente do Sindifer-MG, esta demanda aquecida na China deve se manter em patamares similares para 2021.

Vale lembrar que o Estado é o maior polo metalúrgico do país, com 46 usinas. Em 2020, as vendas externas representaram 70,2% da produção. No ano passado, as usinas instadas em Minas Gerais produziram 3,95 milhões de toneladas.

Cançado afirmou que as vendas externas sempre representaram cerca de 50% da produção. Mas, com a forte demanda da China, já no ano de 2019, esta passou para 53,7%.

Para este ano, Cançado espera que a produção de ferro gusa apresente crescimento de 5% a 10%, desempenho puxado pelo retorno das siderúrgicas brasileiras e a manutenção das encomendas da China.

Ele adicionou que, a parada das siderúrgicas nacionais em função da pandemia incentivou o movimento, já que o gusa é insumo para a produção do aço, e os produtores brasileiros passaram a se voltar para a China. Cançado ressaltou que a estratégia do governo chinês é a de usar minério de ferro de melhor qualidade junto ao gusa, cujo o processo é mais limpo, pois gera menos escória.

Impacto: Positivo. As expectativas para o setor de Mineração e Siderurgia estavam bastante positivas no ano passado, mesmo com a parada de siderúrgicas nacionais em função da pandemia. As companhias brasileiras aproveitaram a oportunidade para comercializar o gusa, insumo para a produção do aço, para a China, complementando sua estratégia de utiliza-lo junto ao minério de ferro, para gerar menos escória. Para esse ano, as perspectivas parecem ser similares e assim positivas para o setor.

Setor de Telecom: Operadoras regionais planejam disputar leilão de 5G

Aproximadamente dez operadoras regionais de telecomunicações, denominadas “competitivas”, poderão disputar blocos de frequência para serviços móveis de quinta geração (5G) no leilão que está sendo preparado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

As empresas já vinham conversando com a Anatel, mostrando seus planos de negócios, que estão sendo validados.

As operadoras regionais ocupam cada vez mais espaço no mercado brasileiro, muitas vezes preenchendo lacunas deixadas pelas teles nacionais. Em 2017, as regionais representavam 21% do mercado total de banda larga fixa, em 2020 passaram a 40,7% de um total de 36 milhões de conexões, segundo dados Anatel. Na opinião de Luiz Henrique Barbosa da Silva, novo presidente da Associação Brasileiras das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas (TelComp), ainda há espaço para essa fatia ultrapassar 50%.

Depois de crescerem desordenadamente por todo o país, essas empresas passaram a se estruturar e chamaram a atenção de investidores, o que fortaleceu o movimento de fusões e aquisições, que segue em curso.

Os gestores das regionais vislumbram um futuro ainda melhor, seguindo os passos das teles nacionais, com licenças de 5G, inclusive no futuro mercado secundário de espectro.

Impacto: Marginalmente Negativo. Com o fortalecimento das teles regionais, que agora planejam participar do leilão de 5G, as teles nacionais têm de enfrentar maior competição tanto neste evento quanto ao longo dos próximos anos.

Contatos
Conheça o nosso time de especialista da área de Investimentos.

RENDA VARIÁVEL
[email protected]

Luis Sales – CNPI
[email protected]

“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução da CVM N° 598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.”

Relacionados

Rio Bravo: Olhar Atento |O setor de serviços

O setor de serviços surpreendeu em fevereiro (+3,7% a.m.), ficando acima da expectativa do mercado (+1,3%) e retornando ao nível pré-pandemia. [...]

Rio Bravo - 15/04/2021

Guide Empresas - Hering rejeita fusão com Arezzo, Positivo firma acordo para venda de PCs Compaq.

Hering: Cia rejeita acordo de fusão com ArezzoImpacto: PositivoSanepar: Agência reguladora aprova aumento de 5,77% na tarifaImpacto: Marginalmente PositivoPositivo: Cia anuncia [...]

Luis Sales - 15/04/2021

Mercados Hoje | Cabo de guerra entre Guedes e Lira estica Bolsonaro

Introdução: Internacional: Mais otimismo • Bolsas globais voltam a amanhecer em tom positivo; • Temporada de balanços forte e expectativa com dados [...]

Victor Beyruti Guglielmi - 15/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções