Flash Empresas | Quem não gosta de cashback? – Início de Cobertura Méliuz (CASH3)

Tempo de leitura: 7 minutos

Tomando como base os pilares de tecnologia e uso de dados, partnership e cultura do ganha-ganha-ganha, a Méliuz conseguiu expandir seu negócio de forma substancial. A companhia encerrou o ano de 2020 com uma base de 5,3 milhões de usuários ativos em sua plataforma (+152% vs. 2019), mais de 800 parceiros, além de mais 2,8 milhão de cartões de crédito solicitados (superando o número atingido em 2019 em 16 vezes) e um volume geral de vendas (GMV) de R$ 2,5 bilhões em seu marketplace (+51% vs. 2019).

Modelo único de negócio… A Méliuz trabalha com benefícios. Mais especificamente, seu business consiste em conectar seus clientes parceiros aos usuários através de sua plataforma altamente desenvolvida, na qual a companhia oferta cupons de desconto, cashback e recentemente entrou no segmento de serviços financeiros com seu cartão de crédito. Para que seu business cresça, a empresa depende do bom desempenho de vendas de seus parceiros e do fornecimento de justos e transparentes descontos a seus clientes, para que assim consiga aumentar a sua comissão em volume, daí vem a cultura do ´Ganha-Ganha-Ganha´. Vale ressaltar que a empresa foi a primeira a trazer o conceito de cashback para o Brasil, e por isso tem o diferencial de ter grande expertise em uma estratégia que vem se tornando cada vez mais frequente entre os bancos e fintechs. Vale dizer que sua plataforma de marketplace não inclui somente o serviço de e-commerce das empresas varejistas parceiras, mas também os de turismo e lazer, que devem ganhar mais tração ao longo deste ano com a chegada das vacinas contra a Covid-19, e ainda bens de consumo e serviços diversos.

Tecnologia como um forte pilar… Desde a sua fundação em 2011, a Méliuz sempre teve a tecnologia com um ponto chave do seu negócio, afinal, é devido à seus desenvolvidos sistemas que a companhia consegue mapear quais clientes dos varejistas realizaram suas compras através da plataforma da Méliuz, verificar qual o melhor método de oferecer seus serviços e dessa maneira conseguir captar e fidelizar um grande número de clientes. A tecnologia, em seu modelo de negócio, contribui ainda como uma maneira de divulgar as marcas de seus parceiros, impulsionando o desempenho de vendas destes. Ainda, é este diferencial que permite com que a empresa utilize sua extensa base de dados de 11 milhões de consumidores qualificados de maneira inteligente. Dessa forma, estão constantemente realizando uma série de testes e assim colaborando para que sua atuação seja precisa e direta, o que garante uma melhoria das taxas de conversão e consequentemente redução dos custos e despesas.

Ingresso no segmento financeiro… Em meados de 2018, a Méliuz, observando uma certa inclinação das empresas para o meio financeiro, passou a desenvolver um projeto que a permitisse fazer parte deste também. Diante disso, a empresa fechou uma parceria estratégica com o Banco Pan para poder ter seu próprio cartão de crédito. Nesta, o banco é responsável pela emissão dos cartões, risco de crédito e gestão de risco, enquanto a Méliuz é pelo sistema de cashback e retenção dos clientes. A diversificação de seu portfólio impulsionou significantemente o seu resultado, o que faz a companhia querer desenvolver ainda mais a sua atuação dentro do meio, isto porque sua entrada no novo segmento mostrou ter grande sinergia com seu outro business. Dessa forma, foi capaz de amplificar o efeito de rede por meio do uso simultâneo da base de usuários e de seus dados, que por sua vez são trabalhados e transformados em inteligência de mercado, permitindo a realização de cross-selling de produtos e serviço diversos. Em apenas um ano, a Méliuz observou um salto no número de catões de crédito solicitados pelos seus clientes. A empresa superou a marca de 2,8 milhões de solicitações ao final do 4T20, sendo que o último trimestre do ano sozinho representou 50% de todas as solicitações desde o lançamento do produto, o que comprova a forte tendência dos serviços de banking que vêm aparecendo em diferentes segmentos do mercado. Como comparação, o Banco Inter apresentou um crescimento na ordem de 121% no número de cartões utilizados apenas no 3T20 (vs. 3T19), atingindo um total de 2,5 milhões no período, que transacionaram um total de R$5,2 bilhões (+135% vs. 3T19). Já o banco digital Nubank apresentou no 1S20, um aumento de 108,4% vs. o 1S19 na receita de tarifas e similares, gerados através da utilização de seus cartões, somando R$901.531.

Cenário favorável… Um fluxo considerável de usuários migrou para o meio digital no último ano, impulsionado pelas condições impostas após a disseminação do coronavírus, o que facilitou o aumento das vendas no canal para as varejistas. Com a reabertura gradual dos comércios de rua e shoppings, as empresas estão cada vez mais explorando maneiras de reter um forte volume de clientes no meio digital, que agora se encontra em condições bastante desenvolvidas. Diante disso, o business de cashback e cupons de desconto acaba se encaixando perfeitamente e ganhando ainda mais tração. Ressaltamos ainda o fato de a empresa também trabalhar com o segmento de turismo e lazer, que deve ser bastante impulsionado após a chegada das vacinas contra a Covid-19. Destacamos também os fatos: (I) de que a companhia ainda deve se especializar no segmento financeiro e assim aumentar a diversificação de produtos em sua oferta; (II) de ter sido pioneira no seu business no mercado brasileiro; (III) de a Méliuz possui um modelo de negócio atrativo aos parceiros e clientes, com cultura de ´Ganha-Ganha-Ganha´; (IV) seu modelo asset light que a permite reduzir custos e despesas com estoque; e (V) de possuir tecnologia de ponta enraizada em seu modelo de negócio, o que a permite utilizar sua grande base de dados a seu favor. Diante disso, apesar de estar em estágios de desenvolvimento diferente e apresentarem modelos de negócios diferentes, consideramos que o potencial de Méliuz para atuação no segmento financeiro é comparável com as principais fintechs brasileiras (Banco Inter e Nubank). Sendo assim,  vemos grande potencial para ação e nossa recomendação é de compra do papel, com Preço Alvo em R$ 30,00.

Contatos
Conheça o nosso time de especialista da área de Investimentos.

RENDA VARIÁVEL
[email protected]

Luis Sales – CNPI
[email protected]

“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução da CVM N° 598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.”

Relacionados

Flash Macro | Copom eleva Selic para 3,50% e mantém plano de normalização parcial do juro

O comitê de política monetária do Banco Central confirmou suas intenções e elevou a taxa Selic em 75 bps para 3,50% [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 05/05/2021

Apito Final | Fundamentos em jogo

Internacional Mercados internacionais ensaiam mais um dia de recuperação na esteira de mais uma leva de índices econômicos positivos;Políticas expansionistas e dados [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 05/05/2021

Flash Macro | Indústria volta a perder fôlego em março, mas demonstra resiliência (PIM-IBGE)

A produção industrial contraiu 2,4% em março, dando sequência às perdas registras em fevereiro, quando havia recuado 1,0%, em virtude da [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 05/05/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções