Carteira Semanal de Ações | 12 de Julho

Tempo de leitura: 9 minutos

Nesta semana optamos por não realizar alterações em nossa Carteira Semanal. O mercado segue volátil, com o índice de referencia (Ibovespa) por volta dos 125 mil pontos. Seguimos confiantes em nossos calls, mantendo nossas teses em relação as commodities com Klabin e Vale, e também nossas posições em cases de reabertura da economia, com destaque para os shoppings. No radar aguardamos ainda a resolução da Tegma com a JSL. Seguimos avaliando que a volatilidade deverá se manter elevada nos próximos dias, com o avanço das vacinações no Brasil, ao mesmo tempo que monitoramos as movimentações em torno da CPI da pandemia.

Performance:

A Carteira Semanal encerrou a semana em baixa, com performance ligeiramente acima do seu índice de referência (Ibovespa). As bolsas globais tiveram desempenhos fortes, com S&P e Nasdaq novamente renovando máximas históricas. O Ibovespa, entretanto, teve performance volátil em virtude das incertezas na frente política, conjuntura energética e com a reforma tributária ainda no radar. Dessa forma, seguiremos mantendo no radar os próximos episódios relacionados a reforma tributária e temas relacionados a pandemia.

Na Carteira, Vale foi a ação que mais se valorizou na semana, enquanto que a Tegma foi a que mais se depreciou.

Trocas

Arezzo ON (ARZZ3)

A Arezzo comprou a marca de streetwear BAW Clothing por R$ 105 milhões. A empresa focada em vendas online, tem como público-alvo as pessoas de 20 a 30 anos e conta com a divulgação de grandes influenciadores digitais através de suas redes sociais, marcando um movimento inorgânico da varejista de vestuário.

Acreditamos que a aquisição da BAW pela Arezzo seja uma complementariedade de sua visão de House of Brands. A transação deve trazer sinergias operacionais, em especial com o sourcing para malharia junto à Reserva e também para a parte de calçados, representam possibilidades relevantes para que a operação da BAW, que atualmente conta com uma margem EBITDA de um dígito alto, eleve sua rentabilidade para patamares similares aos observados atualmente a varejista de vestuários.

A Arezzo & Co, que vem demonstrando sucesso nas últimas aquisições, bem como elevada capacidade de execução das estratégias de integração, tanto na Vans quanto na Reserva.

Acreditamos ainda que a cia possa realizar novas operações de M&A no futuro, em linha com a consolidação que vem acontecendo no setor, principalmente por conta da pandemia, e a capacidade forte de geração de caixa da Arezzo.

Por fim, analisamos que o ambiente de reabertura sustentável do varejo físico, com retorno de vendas fortes em shoppings e lojas de rua, devam fortalecer os resultados da Arezzo no segundo semestre de 2021.

Klabin Units (KLBN11)

No cenário atual a empresa tem se beneficiado em todos os seus segmentos: embalagem para alimentos e bebidas, tissue (papel higiênico e lenços de papel), e caixas de papelão para transporte dos produtos no e-commerce. Os volumes crescentes nas vendas, tanto de papel quanto de celulose demonstram este cenário positivo.

Gostamos do modelo de negócio da companhia, que é integrado, flexível e diversificado, gerando uma grande vantagem competitiva. Além disso, cerca de 50% das vendas da companhia são voltadas ao mercado externo, enquanto apenas 7% de seus custos são em dólar, gerando ganhos significativos no cenário atual (dólar em patamar elevado).

A cia aprovou ainda no final de junho um conjunto de 23 projetos especiais e expansões com investimento de R$ 342 milhões, sendo R$ 251 milhões direcionado para aumento de capacidade de conversão de papeis em embalagens.

Por fim, a Klabin adquiriu recentemente o negócio de papéis para embalagens e papelão ondulado da International Paper, o que reforça o compromisso da cia com o setor de embalagens e também com a geração de valor para seus acionistas. O  outro foco para o ano de 2021 é o projeto Puma II, que tornará a Klabin a terceira maior vendedora de Kraftliner no mundo.

Multiplan ON (MULT3)

Mantendo sua postura, a Multiplan tomou medidas conservadoras e pragmáticas que ajudaram a companhia a amenizar os impactos causados pela pandemia. Agora, com a companhia já operando com seus shoppings abertos, aceleração no cronograma de vacinação em massa e performance operacional robusta, acreditamos que a recuperação da companhia deva ganhar mais tração.

 Com um portfólio de ativos dominantes e localização premium, a companhia dispõe de um mix de lojistas ímpar, com ampla diversificação e exposição a consumidores menos impactados pela perda de renda causada pela pandemia. Com isso, vemos a companhia muito bem posicionada para o momento de reabertura da economia e temos expectativa de uma recuperação mais rápida do que o esperado.

Tegma ON (TGMA3)

A Tegma atua na logística de veículos prontos para quase todas as montadoras instaladas no Brasil e para as principais importadoras, além de oferecer soluções de logística integrada, principalmente no abastecimento de linhas de produção (inbound) e armazenagem de bens de consumo.

O 1T21 de Tegma foi de menor volume de veículos transportados e consequentemente de retração de receita em comparação ao 1T20. A receita líquida do 1T21 foi de R$ 234 milhões (-16% a/a) e o EBITDA reportado (IFRS16) foi de R$ 43 milhões (+ 6% a/a), correspondendo a uma forte margem de 19%. Por fim, o lucro líquido reportado foi de R$ 20 milhões (+ 5% a/a; 5% acima de nossa expectativa)

O ROIC da Tegma aumentou para 18%, em virtude da recuperação das vendas de veículos novos no segundo semestre do ano passado, aliada as melhoras operacionais logísticas de automóveis.

Temos uma visão construtiva para a Tegma, que deve se beneficiar da reabertura da economia e aumento de vendas de veículos neste ano.

Vale ON (VALE3

Temos uma visão construtiva para a Vale. Ressaltamos o foco do management no controle de custos, além da contínua redução de capex e endividamento. Além disso, os preços de minério continuam em patamares elevados (fruto da menor oferta no mercado), enquanto a empresa negocia a múltiplos descontados.

Alguns triggers são: (i) forte valorização do minério no mercado internacional e (ii) a maior demanda da China por minério de maior qualidade; além (iii) das melhorias operacionais, reflexo da forte redução de custo caixa, deverão compensar tais efeitos negativos e queda de produção.

Outro ponto importante foi o acordo para indenizar o estado de Minas Gerais na tragédia de Brumadinho em 2019, no valor de R$ 37 bilhões, com parcelas previstas para os próximos anos, suavizando o impacto no caixa da companhia e permitindo manter o pagamento de dividendos em níveis elevados.

A Vale informou neste mês que fará a distribuição de R$ R$ 2,189670064 por ação em dividendos aos seus acionistas. Vemos o movimento com bons olhos por ser uma primeira sinalização de um forte pagamento de proventos que deve ocorrer ao longo do ano.

Avaliamos a entrada em Vale nesse momento a patamares interessantes, negociada a 3.2x EV/Ebitda, contra uma média de 4.8x do setor.

Metodologia

A Carteira Semanal da Guide Investimentos é composta por cinco ações, com peso de 20% da carteira para cada ativo, selecionadas para o período de uma semana. Enviamos o relatório da carteira ao longo do primeiro dia útil da semana (às segundas-feiras), para os clientes conseguirem montar as posições no fechamento dessa sessão. Importante: as cotações de fechamento dos papéis selecionados é que são utilizadas para a apuração dos resultados da Carteira. Sendo assim, o relatório é válido do fechamento do primeiro dia útil da semana de referência até o fechamento do primeiro dia útil da próxima semana. Vale mencionar que não levamos em consideração na performance o custo operacional (como corretagem e emolumentos).

A seleção das ações é baseada em um critério mais dinâmico, um pouco diferente das nossas demais carteiras recomendadas (que tem uma característica mais estática de posicionamento). Procuramos buscar mais oportunidades de mercado, inclusive as de curtíssimo prazo, observando tendências, movimentos técnicos, momentum dos ativos, eventos e fluxos, além dos fundamentos das empresas.

Contatos
Conheça o nosso time de especialista da área de Investimentos.

RENDA VARIÁVEL
[email protected]de.com.br

Luis Sales – CNPI
[email protected]

“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.”

Relacionados

Apito Final | Turbulência

Internacional• De olho em resultados corporativos promissores, investidores mantêm índices internacionais nas máximas históricas;• Leva de índices americanos e europeus marcam agenda de [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 03/08/2021

Flash Macro | produção industrial fica estável em junho

A produção industrial, medida pela Pesquisa Industrial Mensal, apresentou variação nula (0,00%) em junho frente a maio, após alta de 1,4% [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 03/08/2021

Rio Bravo: Olhar Atento | Nova proposta para o Bolsa Família

Após um anúncio conturbado de uma proposta para postergar parte das despesas com precatórios em 2022, o governo deve divulgar uma [...]

Rio Bravo - 03/08/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções