Carteira Semanal de Ações | 05 de Abril

Tempo de leitura: 10 minutos

Nesta semana, optamos por realizar duas alterações pontuais em nossa Carteira Semanal.

Localiza ON (RENT3)
Minerva ON (BEEF3)


JBS ON (JBSS3)
Suzano ON (SUZB3)

Performance:

A Carteira Semanal encerrou a última semana em leve queda, muito próxima da performance do seu índice de referência (Ibovespa). As bolsas globais tiveram desempenhos positivos, com ritmo de vacinação acelerando nos Estados Unidos, plano de investimentos de US$2,25 tri em infraestrutura e criação de vaga de empregos acima das expectativas do mercado. O Ibovespa obteve performance volátil, com o índice perdendo força na quinta-feira após boa sequência próxima do fechamento de março. Dessa forma, acreditamos que a confiança do investidor segue demonstrando sinais de recuperação, porém, as incertezas nas frentes política, econômica e sanitária devem continuar fazendo preço.

Na Carteira, Gol foi a ação que mais se valorizou na semana, enquanto Suzano foi a que mais se desvalorizou.

Trocas

Nesta semana, optamos por realizar duas alterações pontuais em nossa Carteira Semanal. Retiramos os ativos de JBS e Suzano, com o objetivo de realizar o bom lucro na posição do frigorífico, enquanto avaliamos opções melhores que a companhia de papel e celulose para o momento atual. Para os seus lugares, demos entrada em Localiza, visando uma retomada setorial ao mesmo tempo em que avaliamos que a companhia se apresenta em um bom patamar em termos de preço para entrada, e Minerva, nome que acreditamos estar atrasado em relação aos seus pares setoriais. Quanto aos outros ativos, mantemos nossa visão de que são empresas que deverão obter performances acima do Ibovespa. Seguimos avaliando que a volatilidade deverá se manter elevada nos próximos dias, com o avanço das vacinações no Brasil podendo elevar o bom humor para com os ativos de risco, mas com as fortes medidas de restrições preocupando a retomada da atividade doméstica.

Fonte: Bloomberg; BM&FBovespa. Elaboração: Guide Investimentos. Obs.: *fechamento nas datas citadas; ** início da elaboração da Carteira (03/08/15).

Gol Linhas Aéreas PN (GOLL4)

O cenário para a Gol segue ainda aquém dos níveis históricos, em meio a pandemia da corona vírus ainda em um momento difícil no país. Contudo, avaliamos que a companhia segue em uma situação financeira confortável, principalmente com o próximo grande vencimento de suas dívidas apenas para 2024.

Outro ponto importante que deve continuar a destravar valor: a incorporação da Smiles. A companhia é uma grande geradora de caixa e mesmo em um dos cenários mais difíceis para o setor de aviação, manteve um desempenho satisfatório. Acreditamos que a incorporação da companhia deve trazer redução de custos administrativos e garantir uma geração de caixa mais estável para a Gol, contribuindo para reduzir a queima de caixa em um momento desafiador para a companhia.

No lado operacional, a Gol possui maior exposição as rotas entre capitais, o que em um cenário de retomada econômica tende ter uma recuperação mais rápida do que as rotas regionais. Assim, avaliamos que o risco-retorno em GOLL4 segue atrativo em meio a aceleração da vacinação no país.

Localiza ON (RENT3)

A Localiza reportou, no 4T20, um salto de 76% em seu lucro líquido, impulsionado pelo crescimento do Ebitda, redução na depreciação e redução das despesas financeiras líquidas, em função principalmente da menor taxa de juros,  além da marcação a mercado positiva dos contratos de swap e deságio obtido na execução dos programas de recompra de debêntures. Ainda, aumentaram a taxa de utilização para 84,5% no RAC e 98,8% no GTF. Mesmo 2020 tendo sido um ano desafiador, não apenas para locadoras, mas para todo o setor de mobilidade, a Localiza conseguiu encerrar o exercício com aumento da taxa de sua frota alugada e ainda maior número de agências.

O setor deve continuar a se beneficiar das baixas taxas de juros no Brasil, suportado também pelo efeito Uber (grande quantidade de carros sendo alugados pelos motoristas de aplicativos), terceirização de frotas corporativas de pessoas físicas e melhores condições comerciais na compra de veículos.

Outro ponto importante gira em torno da possível fusão entre Localiza e Unidas, possivelmente consolidando a maior empresa do segmento com 2ª colocada do setor. Vemos o M&A com bons olhos visto que: (i) os múltiplos de Unidas são inferiores aos negociados pela Localiza; (ii) ampliar poder de barganha com montadoras; (iii) crescimento no segmento GTF (terceirização de frotas) no qual a Unidas é a líder do segmento no Brasil.

Por fim, destacamos a qualidade do management e consistência dos resultados de Localiza, que apresenta crescimento consistente nos seus lucros nos últimos anos. A companhia ainda é referência em questões ESG, principalmente pela sua governança extremamente profissional e campanhas sociais que a companhia realiza.

Minerva ON (BEEF3)

Mesmo em meio ao avanço do Coronavírus a demanda por proteínas segue elevada, principalmente em função do aumento da importação Chinesa por proteína bovina. Nesse cenário o preço da carne segue elevado e com perspectivas de se manter em valorização nos próximos meses. A escassez de oferta nos Estados Unidos poderá servir como suporte de preço para o setor nesses 2S20, mantendo as margens ainda em patamares elevados. O cambio desvalorizado também tendem a beneficiar a companhia nesse sentido.

Outro ponto importante, devemos esperar um pagamento de dividendos elevado pela Minerva em meio a recente redução do seu endividamento e forte geração de caixa.

Para o longo prazo, seguimos acreditando que a empresa poderá desempenhar positivamente devido à: (i) redução dos níveis de alavancagem pós follow-on; (ii) ganhos relacionados ao recorde de escassez de proteína chinesa; (iii) expansão do número de plantas permitidas para exportação à China; e (iv) câmbio depreciado nos seus mercados de atuação.

Pão de Açúcar ON (PCAR3)

A companhia tem mostrado sinais de recuperação mais acelerada nas suas vendas, impulsionadas pela melhora em relação ao fluxo de clientes, ganho de Market Share e bom desempenho de vendas em “mesmas lojas”. Ainda, a recente independência da rede Assaí permite com que o mercado consiga mensurar com maior precisão o valor da atividade de cada operação separada. O grupo tem reportado um progresso no lado operacional, comercial e financeiro em todos os segmentos de negócios, mesmo diante de um cenário econômico ainda desafiador.

Para 2021, seguimos com visão positivo para os números do GPA, mesmo em meio a paralisação da economia em função do novo corona vírus. A empresa deve continuar a capturar ganhos com sua estratégia de foco no segmento alimentar (manter o investimento no formato de maior retorno), otimizando ainda mais seu portfólio e expandindo seu negócio. A ampliação dos serviços financeiros, alavancando a expertise da Joint Venture do grupo com o banco Itaú, também deve contribuir para os próximos resultados da companhia. Além disso, o forte crescimento das vendas via e-commerce provam a resiliência da empresa ao seu adaptar às novas condições do cenário e preferências do mercado. O resultado mais forte referente ao 4T20, foi reflexo do aumento do tráfego e volumes de vendas, além da melhoria de margens, que vinham sendo pressionadas em meio a deflação de alimentos. No front macro, a retomada da economia deve favorecer positivamente o GPA.

Vale ON (VALE3)

Temos uma visão construtiva para a Vale. Ressaltamos o foco do management no controle de custos, além da contínua redução de capex e endividamento. Além disso, os preços de minério continuam em patamares elevados (fruto da menor oferta no mercado), enquanto a empresa negocia a múltiplos descontados.

No curto prazo, os papéis da mineradora devem continuar voláteis, reflexo do fluxo de notícias negativas em torno da empresa dados os danos de imagem à companhia e provisões para pagamento de multas e indenizações. Algo que poderá aumentar o passivo de contingentes da VALE3, além de atrasar também as concessões e licenças ambientais nas operações do Brasil.

Acreditamos que, (i) a forte valorização recente do minério no mercado internacional e (ii) a maior demanda da China por minério de maior qualidade; além (iii) das melhorias operacionais, reflexo da forte redução de custo caixa, deverão compensar os riscos de governança e ambientais da companhia. Avaliamos a entrada em Vale nesse momento a patamares interessantes, negociada a 3.9x EV/Ebitda, contra uma média de 6.1x do setor.

Metodologia

A Carteira Semanal da Guide Investimentos é composta por cinco ações, com peso de 20% da carteira para cada ativo, selecionadas para o período de uma semana. Enviamos o relatório da carteira ao longo do primeiro dia útil da semana (às segundas-feiras), para os clientes conseguirem montar as posições no fechamento dessa sessão. Importante: as cotações de fechamento dos papéis selecionados é que são utilizadas para a apuração dos resultados da Carteira. Sendo assim, o relatório é válido do fechamento do primeiro dia útil da semana de referência até o fechamento do primeiro dia útil da próxima semana. Vale mencionar que não levamos em consideração na performance o custo operacional (como corretagem e emolumentos).

A seleção das ações é baseada em um critério mais dinâmico, um pouco diferente das nossas demais carteiras recomendadas (que tem uma característica mais estática de posicionamento). Procuramos buscar mais oportunidades de mercado, inclusive as de curtíssimo prazo, observando tendências, movimentos técnicos, momentum dos ativos, eventos e fluxos, além dos fundamentos das empresas.

Contatos
Conheça o nosso time de especialista da área de Investimentos.

RENDA VARIÁVEL
[email protected]

Luis Sales – CNPI
[email protected]

“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução da CVM N° 598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.”

Relacionados

Rio Bravo: Olhar Atento |O PIB da China

O PIB da China cresceu 18,3% a.a. no primeiro trimestre de 2021, ligeiramente abaixo da expectativa (18,5%). A magnitude representa a [...]

Rio Bravo - 16/04/2021

Guide Empresas - Construtoras divulga prévias operacionais robustas; Meirelles quer privatizar EMAE este ano e Sabesp fica para 202

MRV: Cia anuncia volume de R$ 1,71 bilhão em lançamentosImpacto: PositivoTenda: Construtora anuncia lançamentos de R$ 610 milhões no 1T21Impacto: PositivoSabesp: [...]

Luis Sales - 16/04/2021

Mercados Hoje | Despertar dos gigantes

Introdução: Internacional: Despertar dos gigantes • Bolsas globais caminham para fechar mais uma semana no verde; • Dados de atividade fortes nas duas [...]

Victor Beyruti Guglielmi - 16/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções