Cotações por TradingView

Carteira Semanal de Ações | 25 de Outubro

Tempo de leitura: 10 minutos

Nesta semana, optamos por realizar apenas uma troca na Carteira Semanal. No exterior, estaremos atentos aos resultados corporativos, principalmente nos EUA, além de PMI de outubro naquele país, e ainda CPI de setembro no Nesta semana, optamos por realizar duas trocas na Carteira Semanal. No exterior, estaremos atentos a decisão de política monetária na Zona do Euro, além dos EUA divulgando o PIB do terceiro trimestre e deflator do consumo pessoal (PCE) de setembro. No Brasil teremos o Copom para decidir sobre a taxa Selic na quarta, além do IPCA-15 e IGP-M. Estaremos atentos também ao calendário de resultados corporativos tanto no exterior como no país.

Eletrobras PNB (ELET6)
Gerdau PN (GGBR4)



B3 ON (B3SA3)
Rede D’Or ON (RDOR3)

Performance:

A Carteira Semanal teve performance negativa, ligeiramente abaixo de seu índice de referência Ibovespa, que teve também forte desempenho negativo. Riscos fiscais pesaram no mercado doméstico, com a fala de Paulo Guedes sobre uma licença para aumentar o teto de gastos para dar espaço ao Auxílio Brasil, além do auxilio-diesel para o caminhoneiros.

Na Carteira, os papéis da B3 foram os que menos se depreciaram no período, enquanto os da 3R foram os que mais se sofreram.

Trocas

Eletrobras PNB (ELET6)

A Eletrobras é uma sociedade de economia mista e de capital aberto sob controle acionário do Governo Federal brasileiro e atua como uma holding, dividida em geração, transmissão e distribuição, criada em 1962 para coordenar todas as empresas do setor elétrico. Ela é a maior empresa de energia elétrica da America Latina e uma das maiores do mundo.

Em maio de 2021, a Câmara dos Deputados aprovou uma Medida Provisória, enviada pelo Governo Bolsonaro, que prevê a privatização da Eletrobras. O processo que se daria através da venda de novas ações ordinárias na Bolsa de Valores B3, que na prática diminuiria a participação acionária do governo e do BNDES à cerca de 45%, com mais papéis ofertados à investidores privados

O presidente Bolsonaro editou no início de agosto, um decreto que cria a Empresa Brasileira de Participações em Energia Nuclear e Binacional (ENBpar), uma empresa estatal vinculada ao Ministério de Minas e Energia. Em outubro, o Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI) aprovou a resolução que define o modelo de desestatização da Eletrobras. A conclusão dos estudos do BNDES e as aprovações do modelo de privatização e diretrizes tarifárias de Angra 3 corroboram o compromisso do governo federal para o processo.

Dito isso, vemos uma relação de risco e retorno atraente no atual patamar dos papéis da empresa, que possui fundamentos sólidos, uma melhora crescente de eficiência atraves de iniciativas, e conta ainda com potencial de destravamento de valor robusto no cenário de capitalização, podendo acontecer no primeiro semestre de 2022.

Gerdau PN (GGBR4)

A Gerdau é líder no segmento de aços longos nas Américas e uma das principais fornecedoras de aços especiais do mundo para o setor automotivo. No Brasil, também produz aços planos e minério de ferro. Ela é a maior recicladora da América Latina e, no mundo, transforma anualmente milhões de toneladas de sucata em aço. Atualmente possui presença na Argentina, Brasil, Canadá, Colômbia, Estados Unidos, México, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

Anunciou uma reestruturação societária em sua unidade no México, em que aumentará sua participação societária na Gerdau Corsa de 70% para 75%, mantendo o controle compartilhado com o Grupo Córdova, que aportará US$ 32,5 milhões na operação para equalizar sua participação acionária na Gerdau Corsa. A reorganização visa a redução da alavancagem, maior eficiência e otimização de processos.

Os preços do aço no Brasil permanecem estáveis e as carteiras de pedidos até o final do ano continuam cheias, com os negócios nos Estados Unidos possuindo elevadas margens. Vemos ainda como um importante driver é o plano de infraestrutura do presidente dos EUA Joe Biden.

Itaú Unibanco PN (ITUB4)

O Itaú Unibanco reportou um resultado em linha com consenso, com um forte aumento em relação ao ano passado, apesar da fraca base comparativa de 2020. Os principais motivos para a alta foram em virtude de sua maior participação na frente digital, além de um aumento na receita com tarifas, gestão de ativos e bom momento do mercado de capitais. O banco ainda revisou o seu guidance para cima, com aumento em sua carteira de crédito previsto para este ano.

Vemos um cenário positivo para a expansão de crédito no segundo semestre, com destaque para os segmentos de pessoas físicas e PMEs. Devemos ver ainda um avanço nas receitas de serviços, com destaque para cartões, apesar da maior competição no setor.

Ressaltamos que o setor passa por diversos desafios: (i) maior concorrência, com novos entrantes no setor, desde fintechs à bancos digitais; (ii) Open Banking, que forçaria os bancos a disponibilizarem informações, quando solicitada pelo cliente, o que pode afetar uma das principais barreiras de entrada; (iii) CSLL de bancos subindo de 20% para 25% aprovada em julho.

Olhando para frente, alguns triggers que sustentam nossa recomendação: (i) Banco Central aprovou cisão de participação na XP, destravando valor com a distribuição das ações da plataforma para os atuais acionistas; (ii) perspectiva de manutenção de dividendos em patamares atrativos: (iii) possíveis aquisições, visto que o banco possui um ótimo histórico de M&A.

Irani ON (RANI3)

Irani foi fundada há mais de 80 anos, sendo hoje uma das maiores produtoras de embalagens de papelão do país, possuindo um Market share de aproximadamente 5%. ​

A companhia vem de uma recente rodada de capitalização, na qual levantou aproximadamente R$405 milhões para desenvolvimento de novos projetos. A companhia melhorou seu nível de governança, entrando para o novo mercado da B3 e vem apresentando um notável desempenho operacional intensificado pela forte demanda por embalagens frente ao aumento de pedidos de aplicativos de entrega de comida durante a pandemia. ​

​ Gostamos do posicionamento de Irani no mercado, exercendo uma estratégia condizente com as propostas levantadas na última capitalização e promovendo ganhos de eficiência e expansão de segmentos promissores dentro das operações. 

3R Petroleum ON (RRRP3)

A 3R Petroleum atua dentro do setor de óleo e gás e adota estratégia de crescimento similar a da PetroRio (PRIO3), focada especialmente na revitalização e redesenvolvimento de campos maduros localizados em terra e águas rasas. A companhia espera, ao longo dos próximos anos, se desenvolver através do crescimento orgânico dos seus ativos, somado a possíveis oportunidades de compra presentes no plano de desinvestimentos da Petrobras.

Acreditamos que o setor como um todo deva enfrentar um tendência positiva ao longo dos próximos meses, após períodos de alta oscilação do preço do barril de petróleo durante a pandemia. Ainda, a retomada do setor de transportes deve impulsionar o aumento da demanda pela commodity.

No 2T21, a petrolífera apresentou bom resultado, impulsionado pelo polo Macau, atingindo um recorde de produção. A receita atingiu R$ 152,8 milhões, uma alta de 15,1% no trimestre e um Ebitda de R$ 89,3 milhões, representando alta de 12,% e margem Ebitda estável. Vemos como principais triggers para os próximos meses, a operação do Polo Rio, que se tornou o segundo ativo operado pela companhia em julho, além da aquisição do polo de Papa-Terra, que ainda aguarda a certificação de reservas.

Destacamos ainda algumas oportunidades do ativo: (I) custos e despesas inferiores à média do mercado, devido ao fato de a 3R operar em terra ou plataformas automatizadas sem tripulação fixa; (II) primeiro IPO da B3 de uma empresa de óleo e gás com foco em campos maduros e sem viés exploratório; e (III) plano de negócios guiado por fatores ESG.

Metodologia

A Carteira Semanal da Guide Investimentos é composta por cinco ações, com peso de 20% da carteira para cada ativo, selecionadas para o período de uma semana. Enviamos o relatório da carteira ao longo do primeiro dia útil da semana (às segundas-feiras), para os clientes conseguirem montar as posições no fechamento dessa sessão. Importante: as cotações de fechamento dos papéis selecionados é que são utilizadas para a apuração dos resultados da Carteira. Sendo assim, o relatório é válido do fechamento do primeiro dia útil da semana de referência até o fechamento do primeiro dia útil da próxima semana. Vale mencionar que não levamos em consideração na performance o custo operacional (como corretagem e emolumentos).

A seleção das ações é baseada em um critério mais dinâmico, um pouco diferente das nossas demais carteiras recomendadas (que tem uma característica mais estática de posicionamento). Procuramos buscar mais oportunidades de mercado, inclusive as de curtíssimo prazo, observando tendências, movimentos técnicos, momentum dos ativos, eventos e fluxos, além dos fundamentos das empresas.

Contatos
Conheça o nosso time de especialista da área de Investimentos.

RENDA VARIÁVEL
[email protected]

“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.”

Relacionados

Apito Final | Nova variante da covid faz bolsas tombarem na Black Friday

Internacional • Ativos de risco globais entraram em derrocada com detecção de nova variante potencialmente resistente às atuais vacinas. Brasil • Ibovespa afundou e [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 26/11/2021

Guide Mercados Hoje: Risk off: variante sul-africana traz pandemia de volta ao centro das preocupações na black friday

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no [...]

Victor Beyruti Guglielmi - 26/11/2021

Apito Final | Bolsas internacionais tiveram dia de alta com feriado nos Estados Unidos

Internacional • Feriado americano favoreceu bolsas internacionais depois de dia movimentado no campo dos indicadores. Brasil • Ibovespa fechou em alta com valorização da [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 25/11/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções