+0,00% R$0,00
+0,00% R$0,00
+0,00% Carregando...
Carregando...

Apito Final | Ibovespa encerra no verde com melhora marginal no setor de serviços

Internacional
• Em dia de liquidez reduzida sem negociações nos EUA, bolsas europeias encerram semana em tom negativo;
• PMI composto da zona do euro reforça processo de recuperação econômica no bloco.

Brasil
• Ibovespa oscila e encerra o dia no verde, na falta de novos drivers relevantes;
• PMI do setor de serviços apresenta melhora, mas mostra que setor segue pressionado.


FECHAMENTO:

Ibovespa: 96.764
(+0,55%)

BR$/US$: 5,30
(-0,98%)

DI Jan/27: 6,42%
(-12 bps)

S&P 500: 3.130
(+0,45%)

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg

MAIORES ALTAS:

IRBR3: R$ 9,68
(+8,04%)

SULA11: R$ 48,50
(+4,98%)

IRBR3: R$ 15,25
(+4,81%)

MAIORES BAIXAS:

CSNA3: R$ 10,71
(-1,38%)

UGPA3: R$ 18,43
(-1,13%)

LREN3: R$ 41,00
(-1,11%)


Cenário Externo:

Mercados… Em dia de liquidez reduzida devido ao feriado de independência nos EUA, bolsas europeias fecharam a semana em baixa. A maior pressão sobre as bolsas europeias acompanhou o retorno do desentendimento em torno da resposta fiscal à pandemia que está sendo contemplada por líderes da União Europeia desde a sua apresentação em maio.  No entanto, a leitura final do Índice de Gerente de Compra (PMI, na sigla em inglês) Composto em junho serviu como amortecedor ao reforçar. Ao final do dia, no entanto, o Stoxx 600, índice de referência no continente, encerrou o dia com queda de 0,8%.

Economia europeia… A leitura final do PMI Composto – índice que abrange os setores manufatureiro e de serviços – na zona do euro registrou um valor de 48,5 pts em junho, ante 31,9 pts em maio e 47,5 pts na leitura preliminar do mesmo mês. Ainda que o índice continue situado abaixo do limiar de 50,0 pts, o que ilustra um estado de retração de emprego, produção, novos pedidos e exportações nos setores, houve uma redução considerável no ritmo desta contração, além de uma melhora na expectativa das empresas com o futuro. Olhando para os países membros de maneira individual, no entanto, continuamos verificado uma variação significativa no ritmo de melhora, fato que deve atrapalhar a retomada econômica do bloco como um todo: a França lidera o crescimento (51,7 pts) enquanto a Alemanha, principal economia do velho continente, tem ficado para trás (47,0 pts).


BRASIL:

Mercados… Sem a referência americana das bolsas americanas a sessão, o Ibovespa voltou a operar de forma volátil, mas ficou consistentemente acima do nível de fechamento de ontem. Sem grandes novidades no radar, investidores receberem positivamente a melhora de expectativas advinda da indústria, como vista na pesquisa do PMI do setor. No mercado cambial, o real, influenciado pelas quedas contínuas no risco-país, além do enfraquecimento do dólar no mercado internacional (DXY), operou em alta com relação à divisa americana. Na mesma linha, os juros futuros operaram predominantemente em queda. Além da apreciação do câmbio, a curva de juros repercutiu comentários feitos pelo presidente do BC, Campos Neto, de que apesar do início da retomada parecer estar tomando o formato de “V” neste início, o cenário básico do Copom não é de uma recuperação rápida da economia, o que preconiza a manutenção dos juros em patamares baixos por mais tempo.

Atividade Econômica… Em dia de poucos indicadores econômicos, o destaque do dia ficou com a divulgação do índice de gerentes de compra (PMI, na sigla em inglês) para o setor de serviços. Ao contrário do setor manufatureiro, que apresentou uma melhora considerável, o de serviços segue notavelmente pressionado. Na leitura de junho, por mais que o índice tenha registrado um avanço para 35,9 pts de 27,6 pts em maio, as empresas do setor indicaram que seguem enfrentando grandes dificuldades. Tanto a atividade econômica no setor quanto os novos pedidos seguem em ritmo de queda acentuado. O emprego, por sua vez, registrou uma redução recorde no período. Em outras palavras, o setor segue prejudicado devido ao reduzido nível de demanda que deriva das medidas de isolamento social e da cautela da população frente aos avanços da pandemia no país. Na fronte dos preços, o setor de serviços também se diferenciou da indústria ao continuar apresentando uma tendência deflacionária. A despeito de tudo isso, a confiança dos produtores do setor adentrou o território otimista pela primeira vez em quatro meses, principal justificativa para a elevação do índice.

Tim… A companhia se consolidou entre os principais destaques de alta na sessão de hoje. Uma casa de análise divulgou relatório, ontem, que continha a informação de que a companhia deverá lançar um pedido formal de oferta pela Oi Móvel próximo à divulgação de resultados do 2T20, em 29 de julho. A casa estima que a transação pode ter valor em R$15 bilhões, marcando um movimento bastante agressivo para a empresa.

Vale… Em um pregão marcado pelo baixo volume de negociação, reflexo do feriado nos Estados Unidos, vimos a mineradora contribuir com a maior pontuação negativa pro índice, mesmo com sua pequena variação. A fraca performance é reflexo da declaração dada pelo CFO da companhia nessa sexta-feira, onde afirmou que  a Vale deverá acelerar a produção no segundo semestre do ano para cumprir com o guidance. Tal movimento, segundo Luciano Siani, deverá pressionar os preços do minério.

 

Equipe Econômica

Conrado Magalhães
[email protected]

Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Bitnami