Apito Final | 26 de Fevereiro

Tempo de leitura: 5 minutos

Internacional
• Bolsas internacionais continuam refletindo quadro de maior aversão ao risco;
• Ativos de segurança seguem se valorizando.

Brasil 
• Ibovespa opera em queda livre na volta do carnaval;
• Dólar em registra nova máxima histórica;
• Coronavírus pode impactar economia local por três canais distintos.


FECHAMENTO:

Ibovespa:105.718 (-7,00%)
BR$/US$: 4,44 (+1,39%)
DI Jan/27:6,64% (+17 bps)
S&P 500: 3.116 (-0,38%)

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg

PRINCIPAIS ALTAS:

IRBR3: R$ 32,00 (-1,60%)
TIMP3: R$ 16,64 (-2,46%)
ABEV3: R$ 15,82 (-2,65%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

GOLL4: R$ 28,98 (-14,31%)
AZUL4: R$ 48,25 (-13,30%)
GOAU4: R$ 8,00 (-11,89%)


CENÁRIO EXTERNO:

Mercados… Ativos de risco encerraram o pregão de hoje com movimentos mistos. Enquanto o STOXX 600, índice europeu que abrange uma gama de ativos ao redor do continente, fechou no zero a zero, o S&P500, índice americano, operou em queda. Naturalmente, as preocupações em torno da disseminação do coronavírus além das fronteiras chinesas configura-se como o principal ponto de aversão ao risco até o momento. Concomitantemente, o processo de valorização de importantes ativos de segurança como ouro, títulos americanos, mas, principalmente, dólares, teve sequência. O DXY, índice que mensura a força do dólar contra uma cesta de moedas, beirou os 100 pontos ao longo da sessão. Na outra ponta, as commodities deram sequência aos movimentos negativos, refletindo, ainda, a desaceleração da demanda chinesa pelos produtos.

 


BRASIL:

Mercados… Após passar os primeiros dois dias da semana fechada devido ao feriado do carnaval, o Ibovespa operou em queda livre ao longo da sessão desta 4ªF, reflexo da intensa queda das bolsas internacionais no início da semana. No mercado cambial, o real, como era de se esperar, seguiu sob forte pressão frente ao dólar. O primeiro caso confirmado de coronavírus no Brasil impulsionou perspectivas pessimistas e estimulou apostas em prol da depreciação da divisa brasileira. Na máxima do dia, o dólar renovou sua máxima histórica ao cotar os R$ 4,45/US$. No mercado de juros, as taxas operaram em alta ao longo de todos os vértices, repercutindo a intensa valorização da divisa americana. O CDS de cinco anos, medida de risco-país, voltou a operar em alta, negociada em torno dos 100 pontos base. A forte resistência à queda continua refletindo a dúvida dos investidores com relação ao progresso do ajuste fiscal. O receio que o Executivo tem demonstrado em enviar sua proposta de Reforma Administrativa ao Congresso Nacional reduz a possibilidade de aprovação ainda neste ano.

Comentários sobre o coronavírus… Os impactos dos coronavírus sobre a economia local se dão por três distintos, porém relacionados, canais. As medidas de restrição à mobilidade impostas pelo governo chinês reduzem a demanda por exportações brasileiras, exercendo pressão baixista sobre o crescimento. No lado da oferta, o menor influxo de insumos advindos da China gera uma escassez de fatores de produção como máquinas e equipamentos, ocasionando um choque negativo de oferta que pode, no curto prazo, elevar o IPP (Índice de Preços ao Produtor) e os preços da economia em geral. No mercado internacional, a desaceleração da demanda chinesa tem causada uma consistente queda na cotação internacional das commodities; algo que pode, possivelmente, colocar em xeque metas de produção e projetos de investimento de importantes empresas brasileiras.

Gol… A empresa teve o pior desempenho no pregão desta segunda-feira. As ações da companhia foram extremamente afetadas pelo temor dos possíveis impactos causados pela propagação do coronavírus no exterior e no no cenário doméstico.

CSN… Seguindo em linha com o péssimo dia para as empresas do setor, a CSN sofreu uma das principais perdas no dia. O progresso do novo coronavírus no âmbito global e o primeiro caso no país elevaram a percepção de risco de um menor crescimento dos mercados e acabaram por pressionar a empresa.

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Conrado Magalhães
[email protected]

Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável  por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

Relacionados

Flash Macro | Pesquisa Mensal dos Serviços – fev/21

O índice de volume no setor de serviços apresentou expansão de 3,7% em fevereiro, contrariando boa parte das expectativas do mercado, [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 15/04/2021

Rio Bravo: Olhar Atento |O setor de serviços

O setor de serviços surpreendeu em fevereiro (+3,7% a.m.), ficando acima da expectativa do mercado (+1,3%) e retornando ao nível pré-pandemia. [...]

Rio Bravo - 15/04/2021

Guide Empresas - Hering rejeita fusão com Arezzo, Positivo firma acordo para venda de PCs Compaq.

Hering: Cia rejeita acordo de fusão com ArezzoImpacto: PositivoSanepar: Agência reguladora aprova aumento de 5,77% na tarifaImpacto: Marginalmente PositivoPositivo: Cia anuncia [...]

Luis Sales - 15/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções