Apito Final | Reforço aos Hawks

Tempo de leitura: 6 minutos

Internacional

• Índices internacionais encerram mais um dia no verde de olho em dados de confiança e balanços corporativos;
• PMI do setor de serviços dos EUA desacelera na prévia de julho;
• Resultado do setor puxa o índice composto para baixo, mas indústria continua extremamente aquecida.

Brasil

• Índices locais não acompanham desempenho do exterior;
• IPCA-15 desacelera em julho, mas vem acima da expectativa;
• Dado reforça quadro desafiador enfrentado pelo BC, mas mantemos expectativa de alta de 0,75 ponto percentual na próxima reunião do Copom. 


FECHAMENTO

Ibovespa: 125.052 (-0,87%)
BR$/US$: 5,20 (+0,03%)
DI Jan/27: 8,68% (+13 bps)
S&P 500: 4.411 (+1,01%)

PRINCIPAIS ALTAS:

HYPE3: R$ 36,27 (+2,75%)
USIM5: R$ 20,20 (+1,41%)
LCAM3: R$ 29,67 (+1,06%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

BRKM5: R$ 58,93 (-5,56%)
PCAR3: R$ 33,91 (-3,56%)
MGLU3: R$ 22,60 (-2,80%)

Fonte: Bloomberg. Obs: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg


Cenário Externo

Confiança ainda elevada

Mercados… Mesmo em meio a uma tripla de dados mistos sobre confiança no setor de serviços e na indústria, índices americanos deram continuidade à alta das sessões anteriores. Os riscos relacionados à variante delta continuou sendo apaziguados por uma leva contínua de resultados corporativos bastante positivos que vem surpreendendo as expectativas. Concomitantemente, as commodities encerraram a semana em alta, o rendimento da treasury de 10 anos ficou estável e o dólar global continuou subindo, ainda que em ritmo mais gradual.
PMI indica desaceleração dos serviços me julho… O PMI de serviços, termômetro mensal da atividade no setor, caiu de 64,6 em junho para 59,8 na prévia de julho. Ainda que em expansão puxada pela alta da demanda, a situação no setor de serviços continua sendo complicada por restrições na oferta de trabalho e dificuldades relacionadas à acumulação de estoques. É algo que restringe a capacidade das firmas atenderem a demanda aquecida, além de exercer uma pressão de custo historicamente notável. As restrições na oferta de trabalho devem amenizar na virada do terceiro para o quarto trimestre, tanto por conta do avanço contínuo da vacinação quanto pelo término dos generosos auxílios de seguro-desemprego contidos no American Rescue Plan (pacote de gastos) aprovado em março.

Desaceleração dos serviços bate no índice composto… A considerável desaceleração dos serviços puxou o índice composto, que também contempla a indústria, de 63,7 para 59,7. A queda só não foi maior por que o PMI da indústria avançou de 62,1 para 63,1 durante o mês, puxado em boa parte pela demanda estrangeira quanto pelo avanço contínuo da demanda doméstica. De positivo, o subíndice de preços de matéria primas parece ter atingido um pico, embora a pressão inflacionária e os possíveis efeitos retardatários da variante delta da covid-19 continuem como uma das principais preocupações entre as empresas entrevistadas.


Brasil

Reforço aos Hawks

Mercados… Ativos domésticos não conseguiram acompanhar o bom desempenho das bolsas internacionais. O índice Bovespa catalogou queda de quase 1%, o dólar caiu no início do dia, mas voltou a subir à tarde, enquanto os juros futuros encerraram o dia em forte alta ao longo de todos os vértices da estrutura a termo. O principal responsável pelos movimentos foi o IPCA-15 e seus impactos sobre as perspectivas para a política monetária. Na medida em que veio acima da expectativa, reforçou a visão dos hawks com relação à possibilidade de uma alta de um ponto percentual na próxima reunião.

Prévia do IPCA desacelera em julho… A prévia do Índice de Preços ao Consumidor Amplo, o IPCA-15, desacelerou de 0,83% em junho para 0,72% em julho, refletindo, em grande parte, a desaceleração de 1,74% para 0,90% dos preços administrados. Os preços livres compensaram parcialmente o movimento dos administrados acelerando de 0,51% para 0,65%, expressando, em boa parte, a retomada da inflação de serviços, que acelerou de 0,30% para 0,71%. Em 12 meses, o IPCA-15 avançou para 8,59% de 8,13% no mês passado. A desaceleração é bem-vindas, mas os núcleos de inflação ainda continuam pressionados, deixando o indicador qualitativamente preocupante.

Inflação e política monetária… Para o Banco Central, o dado continua refletindo o enorme desafio que vem pela frente. Além de continuar combatendo os choques de oferta – com destaque para a energia elétrica –, assim como seus efeitos secundários sobre os núcleos de inflação, terá que lidar cada vez mais com a inflação de serviços, que continua dando sinais de vida, criando um vetor de preocupação adicional para a autoridade monetária. Não obstante, ainda entendemos que, na próxima reunião, o BC irá elevar a taxa Selic em 0,75 p.p., como já contratado por ele. Por mais que o IPCA-15 tenha vindo acima da expectativa – e qualitativamente ainda preocupante –, o desvio com relação à expectativa mediana não foi absurdo e, de igual ou se não mais importância, as expectativas de inflação não se deterioraram desde a última reunião.

Equipe Econômica

Conrado Magalhães
[email protected]
Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]
Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]
Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

 
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

Relacionados

Apito Final | Varejo acelera nos EUA e gera preocupação com o Fed

Internacional • Bolsa americana cai com dados de varejo gerando especulações sobre decisão do Fed;• Varejo cresce 0,7% em agosto, enquanto mercado [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 16/09/2021

Rio Bravo: Olhar Atento | A indicação do Presidente do STF

Encontrar uma forma de pagar os R$ 89 bi de precatórios no ano que vem continua sendo o principal ponto de [...]

Rio Bravo - 16/09/2021

Guide Empresas: Americanas adquire aplicativo de leitura Skoob; e mais!!!

Americanas (AMER3): Cia adquire aplicativo de leitura SkoobImpacto: PositivoHypera (HYPE3): Cia encerra arbitragem sobre venda do negócio de descartáveisImpacto: NegativoRede D’Or [...]

Luis Sales - 16/09/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções