Apito Final | Brasil: arrecadação federal e engenharia ministerial em destaque

Tempo de leitura: 6 minutos

Internacional

  • De olho em resultados corporativos, índices internacionais fecham mais uma sessão em terreno positivo;
  • Agenda internacional de amanhã destaca reunião do BCE, confiança do consumidor na Europa e leva de indicadores americanos.

Brasil

  • Índice encerra sessão em patamar ligeiramente positivo, mas fôlego reduzidos reflete mais uma onda de desarranjo político;
  • Arrecadação federal cai em junho e evidência possível perda de tração no ritmo de recuperação;
  • Arrecadação continua influenciada pela alta dos preços e dinâmica fiscal ainda segue alarmante;
  • Leilão de títulos pré-fixados protagoniza agenda local nesta 5ªfeira.

FECHAMENTO

Fonte: Bloomberg. Obs: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg

Ibovespa: 125.929 (+0,41%) ­­
BR$/US$: 5,18 (-0,64%)
DI Jan/27: 8,57% (+1 bps)
S&P 500: 4.358 (+0,82%)

PRINCIPAIS ALTAS:

IRBR3: R$ 6,00 (+8,50%)
BRKM5: R$ 62,87 (+4,59%)
EMBR3: R$ 18,87 (+3,00%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

AMER3: R$ 57,85 (-5,67%)
LAME4: R$ 7,90 (-5,16%)
FLRY3: R$ 24,33 (-2,87%)


Cenário Externo

De olho nos balanços

Mercados… Como comentamos no Mercado Hoje desta manhã, ativos internacionais deram sequência à recuperação após o forte tombo de 2ªfeira. Investidores tiveram seu apetite pelo risco alimentado por uma bateria de balanços corporativos, do leste ao oeste, altamente positivos e que continuaram espelhando a recuperação econômica atualmente em curso. Em dia de risk-on, títulos americanos desvalorizaram-se – em parte refletindo, também, uma demanda menos aquecida em leilão do Tesouro americano –, enquanto o DXY, que mede a força do dólar ao redor do mundo, voltou a cair. Commodities também operaram em alta, o que evidenciou uma revitalização das perspectivas para o crescimento global.

No radar… No cenário Europeu, o destaque fica com mais uma reunião de política monetária do Banco Central Europeu, que deve manter o juro em -0,50% e dar continuidade ao programa de compra de ativos, e a divulgação do índice de confiança do consumidor. Além disto, os pedidos de auxílio-desemprego semanais, os indicadores antecedentes do Conference Board e a sondagem industrial de Kansas City nos EUA marcam a agenda americana.


Brasil

Arrecadação federal e engenharia ministerial em destaque

Mercados… Ativos domésticos acompanharam o bom desempenho das bolsas americanos, ainda que em ritmo mais lento. O índice Bovespa encerrou a sessão virtualmente estável, subindo cerca de 0,40%, enquanto o dólar caiu para 5,18 e o risco-país cedeu para cerca dos 170 pontos. No mercado de juros futuros as taxas operaram em alta ao longo da estrutura a termo, espelhando números de arrecadação federal referentes a junho que decepcionaram as expectativas do mercado.

Mais mercados… O fôlego reduzido dos ativos do índice, assim com a resistência a uma queda maior do dólar, reflete, em grande parte, vetores de pressão decorrentes do desarranjo político atualmente em curso: Bolsonaro, pressionado pelo Centrão, pretende promover mais uma reforma ministerial (vide Mercado Hoje desta manhã) para acomodar os desejos do Centrão. No pano de fundo, o imbróglio causado pelo aumento de recursos no fundo eleitoral também pesa sobre a estabilidade das relações políticas entre Executivo e Legislativo, o que também não ajuda as perspectivas para as reformas.

Arrecadação federal cai em junho… A arrecadação federal de impostos e contribuições caiu 3,5% em junho, mas aumentou 46,8% na comparação interanual, em grande parte refletindo os efeitos-base favoráveis. Na fronte positiva, a arrecadação federal foi impactada pelo recolhimento extraordinário de IRPJ/CSLL, enquanto, no campo negativo, foi influenciada pelo diferimento de tributos e compensações tributárias. Não obstante, mesmo desconsiderando estes fatores, a arrecadação ainda teria crescido na comparação interanual em virtude do avanço generalizado da indústria, do varejo e dos serviços.

Arrecadação, atividade e inflação andam de lado… O fato de que a arrecadação cresceu na comparação interanual é positivo, e segue localizada em patamares acima do pré-pandemia, em fevereiro de 2020. De qualquer maneira, como a arrecadação é uma função da atividade doméstica e caiu na margem, deduz-se que durante o mês de junho a atividade econômica provavelmente arrefeceu o ritmo de avanço. É importante notar também que a arrecadação indireta, isto é, de impostos sobre consumo, continua sendo influenciada positivamente pela aceleração da inflação. Este canal, em vista do aperto monetário em curso, está prestes a ser cortado, o que ainda deixa as perspectivas para as contas públicas em situação ainda alarmante, principalmente quando levamos em conta a baixa probabilidade de consolidação fiscal nos próximos meses. 

No radar… Em mais um dia fraco de indicadores, o destaque de amanhã fica com mais um leilão de títulos públicos pré-fixados por parte do Tesouro Nacional.

Equipe Econômica

Conrado Magalhães
[email protected]
Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]
Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]
Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

 
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

Relacionados

Apito Final | Turbulência

Internacional• De olho em resultados corporativos promissores, investidores mantêm índices internacionais nas máximas históricas;• Leva de índices americanos e europeus marcam agenda de [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 03/08/2021

Flash Macro | produção industrial fica estável em junho

A produção industrial, medida pela Pesquisa Industrial Mensal, apresentou variação nula (0,00%) em junho frente a maio, após alta de 1,4% [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 03/08/2021

Rio Bravo: Olhar Atento | Nova proposta para o Bolsa Família

Após um anúncio conturbado de uma proposta para postergar parte das despesas com precatórios em 2022, o governo deve divulgar uma [...]

Rio Bravo - 03/08/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções