Apito Final | Mais um impasse em Washington

Internacional

  • Bolsas encerram o dia em tom misto, novamente espelhando os principais riscos do cenário;
  • Impasse entre Tesouro e Fed tem potencial de minar a confiança e a recuperação;
  • Por mais que a intenção dos republicanos faça algum sentido, resguarda duas falhas importantes.

Brasil:

  • Ibovespa volta a ter leve dia de correção;
  • Dólar retoma trajetória de alta em meio a ausência de sinalizações do fiscal;
  • Cielo e PetroRio são destaques do dia.

FECHAMENTO

Ibovespa: 105.941 (-0,68%) ­­
BR$/US$: 5,38 (+1,36%)
DI Jan/27: 7,76% (+16 bps)
S&P 500: 3.557 (-0,68%)

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg

PRINCIPAIS ALTAS:

IRBR3: R$ 6,97 (+4,34%)
PCAR3: R$ 72,81 (+4,28%)
RADL3: R$ 26,75 (+3,44%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

PRIO3: R$ 42,83 (-6,89%)
GOLL4: R$ 22,12 (-3,91%)
LREN3: R$ 42,25 (-3,60%)


Cenário Externo

Mais um impasse em Washington

Mercados… Ativos financeiros voltaram a registrar um dia misto de negociações, refletindo muitos dos mesmos riscos que tem caracterizado o cenário global. O agressivo ressurgimento do vírus, aliado á ausência de estímulos fiscais, continuou tirando força do processo de valorização dos ativos. Ainda, nos EUA, o recente embate entre o Tesouro americano e o Fed ajudou a manter a elevar a incerteza quanto à capacidade da autoridade monetária em garantir o fluxo de liquidez por meio de diversas instalações em funcionamento.

Mais um impasse em Washington… Como mencionamos no Mercados Hoje desta manhã, O Tesouro americano e o Fed entraram em um impasse relacionado à extensão de diversas instalações de crédito instituídas pelo BC americano nos momentos mais agudos da crise para garantir o suave fluxo de liquidez em direção às famílias, às empresas e aos estados e municípios. O desejo de encerrar as instalações é, em alguma medida, preocupante, tendo em vista o intenso ressurgimento de casos e os constantes sinais de desaceleração o ritmo de recuperação econômica. De fato, apenas uma pequena parcela dos recursos disponíveis foi utilizada, mas retirar sua existência ameaça o processo de recuperação econômica, pois retira poder de fogo do Banco Central americano caso as condições financeiras voltem a se deteriorar de forma significativa.

O racional republicano… Republicanos aliados à visão de Mnuchin – secretário do Tesouro que encabeçou a sugestão – tem frisando que os recursos não utilizados pelas instalações seriam mais bem aproveitados pelo lado fiscal, quiçá em um novo pacote. Ainda, argumentaram que este novo pacote de gastos poderia ser levado a frente com estes recursos sem a necessidade de aumentar o endividamento público, permitindo, assim, um rompimento parcial dos impasses que tem mantido republicanos e democratas bilhões de dólares à distância no que tange à implementação de um novo impulso à economia.

Piora das expectativas?… A ideia dos republicanos de fato faz sentido e contribuiria para reduzir o grau de discordância entre os partidos, mas é problemática por duas razões. Primeiro, retirar poder de fogo do Banco Central em um momento tão crítico tem enorme potencial de ferir as expectativas, possivelmente ocasionando um aperto das condições financeiros decorrente de uma queda na confiança dos agentes econômicos em relação à capacidade do BC de suportar o emprego e a renda.

Preocupação inócua?… Em segundo lugar, a preocupação de cunho fiscalista com o processo de endividamento público – que está na essência do desejo preterido por Mnuchin – não faz muito sentido, tendo em vista que a dinâmica do endividamento tenderá á estabilidade ao longo dos próximos anos devido ao fato de que a taxa de crescimento do PIB excederá a taxa real de juros. Sabemos disto pois a vacina será prontamente distribuída, garantindo a continuidade no processo de recuperação, e o Fed já sinalizou em diversos momentos que não pretende aumentar a taxa de juro até pelo menos 2023.


BRASIL:

Perdendo força

Mercados… Em dia sem grandes novidades, ativos de risco domésticos voltaram a apresentaram um movimento de queda. Seguimos enfatizando que, sem novos catalisadores que justifiquem um fluxo comprador, dificilmente o índice Bovespa continuará apresentando uma tendência positiva. No mercado cambial, o real voltou a se desvalorizar perante o dólar, refletindo uma pressão compradora em vista das recentes baixas que configuraram pontos de entrada atrativos para investidores. Naturalmente, o movimento repercute o que temos sinalizado outrora: não houve mudanças no quadro estrutural, ou, no mínimo, uma sinalização de que a classe política está fortemente comprometida com o ajuste das contas públicas. Assim, não há razão para crer que a taxa de câmbio se sustentará nos reduzidos patamares de R$ 5,30 por tempo prologando. Pela mesma razão, as taxas no mercado de juros futuros operaram em alta, novamente em processo de reajuste e ainda espalhando a contundente presença dos riscos fiscais. O CDS de cinco anos, métrica de risco-país, acompanhou o movimento.

PetroRio… Após subir mais de 30% no pregão de ontem, a companhia apresentou a maior queda do índice na sessão desta sexta-feira. O movimento de realização de lucros se juntou ao noticiário de que a empresa pode vir a fazer uma capitalização em breve para que possa atingir o nível de produção almejado com as recentes aquisições.

Cielo… A companhia teve suas ações encerrando o dia em forte alta após anunciar a compra da participação que faltava (8,56%) para obter todo o capital social da Multidisplay, sua controlada. Vale ressaltar que a queda anual dos seus ativos ainda totaliza valor superior a 50%.

Equipe Econômica

Conrado Magalhães
[email protected]

Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

 
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

Relacionados

Apito Final | BCE reforça probabilidade de mais estímulos

Internacional Em dia de bolsas americanas fechadas, ativos de risco operam sem grandes oscilações;Banco Central Europeu volta a sinalizar a implementação de [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 26/11/2020

Flash Empresas | Black Friday 2020 – A corrida já começou

O ano de 2020 foi marcado por uma série de adversidades. Como consequência da pandemia, os shoppings e comércios de rua [...]

Luis Sales - 26/11/2020

Guide Empresas - Petrobras aprova plano estratégico para o período de 2021 a 2025; Oi fará hoje dois leilões para venda de ativos; e mais...

Cemig: Subsidiária da cia adquire 49% de usinas fotovoltaicas Impacto: PositivoGol: Anac aprova volta dos voos com aviões da Boeing modelo 737-8 [...]

Luis Sales - 26/11/2020

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções