Apito Final | Estado de resiliência

Tempo de leitura: 7 minutos

Internacional

  • Bolsas internacionais tem dia de ajuste;
  • Vendas no varejo surpreendem expectativas nos EUA com forte alta em janeiro;
  • Produção da indústria americana supera expectativa no primeiro mês do ano;
  • Agenda internacional destaca indicadores americanos e europeus.

Brasil:

  • De volta do feriado, Ibovespa tem dia de reajuste em linha com o cenário externo;
  • Mercado revisa projeção de inflação de 2021 para cima;
  • Mercado passar a esperar Selic em patamar mais elevado em 2021;
  • Índices de inflação alternativos protagonizam agenda econômica local nesta 5ªfeira.


FECHAMENTO

Ibovespa: 120.597 (+0,98%) ­­
BR$/US$: 5,41 (+0,65%)
DI Jan/27: 7,25% (+6 bps)
S&P 500: 3.931 (-0,03%)

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg

PRINCIPAIS ALTAS:

EMBR3: R$ 11,55 (+14,58%)
PRIO3: R$ 87,79 (+10,30%)
USIM5: R$ 15,04 (+5,99%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

RADL3: R$ 24,95 (-3,59%)
WEGE3: R$ 84,10 (-2,97%)
ENEV3: R$ 70,26 (-2,75%)


Cenário Externo

Estado de resiliência

Mercados…. Ativos financeiros ao redor do globo operaram em baixa ao longo do dia, novamente impactados por um movimento de realização de lucros em meio a ausência de novidades relacionadas à aprovação de estímulos fiscais nos EUA. Durante o dia, no entanto, dados fortes da indústria e varejo nos EUA alimentaram o otimismo com a recuperação da maior economia do mundo, e contribuíram com a manutenção de expectativas de inflação em alta e juros de longo prazo em patamar relativamente elevado. Este movimento tem sido o principal responsável por reforçar a valorização do dólar perante uma cesta de moedas globais, mas também influencia o mercado de renda variável, reduzindo sua atratividade relativa.

Varejo nos EUA… Segundo a pesquisa do Census Bureau, as vendas do varejo americano somaram US$586,2 bilhões, em janeiro, resultado que representa um avanço de 5,3%, em relação a dezembro de 2020 e de 7,4% na comparação interanual. Além disso, todos os setores observados pelo estudo apresentaram um aumento marginal em seu volume de vendas, no último mês. Dessa forma, o forte resultado para o varejo dos EUA, que atingiu o seu valor-recorde de vendas mensais, sinaliza o robusto processo de recuperação econômica do setor e do país, neste início de ano. Vale relembrar que os resultados das vendas no varejo estão associados à mais novada rodada de estímulos fiscais, que colocou US$ 600 no bolso de boa parte dos americanos.

Produção industrial americana… A produção industrial americana apresentou um aumento mensal de 0,9%, em janeiro, de acordo com os dados apresentados pelo Fed. Em relação aos principais grupos da indústria, a manufatura teve uma variação marginal de 1,0%; a mineração, de 2,3% e as utilidades públicas (água, esgoto, eletricidade etc.), de -1,2%. Porém, mesmo com o crescimento majoritário deste setor, desde outubro de 2020, a produção industrial americana ainda não se recuperou do choque econômico da COVID-19, fazendo com que a variação interanual esteja em -1,8%. Assim, apesar do país apresentar um rápido restabelecimento de sua economia, é notável que alguns setores que dependem mais do contato social, como a indústria e os serviços, tenham mais dificuldade para atingir novamente os seus níveis pré-pandemia.

No radar… Amanhã o investidor acompanha mais uma divulgação dos pedidos de auxílio-desemprego nos EUA. Além disso, a Comissão Europeia divulga a leitura preliminar de fevereiro da confiança do consumidor europeu.


BRASIL:

Mercado revê expectativa de Selic e IPCA

Mercados… Sem grandes novidades, o mercado local sofreu ajuste positivo relacionado à dinâmica externa e à alta contínua dos preços das commodities. Na ponta negativa, a indefinição em torno de se a extensão do auxílio emergencial será ou não acompanhada de alguma contrapartida fiscal que mitigue seu impacto sobre o déficit e endividamento público segue pesando sobre os ânimos. Este movimento tem sido responsável pela contínua reintrodução de prêmios ao longo da estrutura a termo da curva de juros. No mercado cambial, o dólar também operou na mesma direção dos juros futuros, mas foi especialmente impactado pela alta dos juros futuros nos EUA, que aumentaram a atratividade dos ativos de renda fixa americanos. O CDS de cinco anos, métrica de risco-país, operou no mesmo sentido pela mesma razão dos juros futuros.

Expectativas de inflação… As expectativas de inflação para 2021 sofreram novo reajuste altista na leitura desta semana da pesquisa Focus. Passou de 3,60% para 3,62%, cerca, porém ainda fora do centro da meta de inflação de 3,75% para o ano. O reajuste marginal das expectativas acompanhou a divulgação do IPCA de janeiro na semana passada, cujo resultado surpreendeu negativamente as expectativas do mercado. Temos salientado algumas vezes que o mercado revisaria consistentemente suas expectativas para cima por conta da forte valorização das commodities no mercado internacional e pela manutenção de uma taxa de câmbio persistentemente ultra depreciada. O contínuo processo de reabertura e consequente normalização dos serviços e dos bens industriais também contribui para o movimento.

Expectativas da taxa Selic… Além do reajuste para as expectativas de inflação, verificou-se um aumento de 0,25 ponto percentual para a taxa Selic em 2021 de 3,50% para 3,75%. O maior nível esperado da Selic está associado aos movimentos esperados, como exposto acima, da inflação do IPCA. Vale salientar que o movimento de alta na taxa Selic, ainda que diminua pressões advindas da taxa de câmbio, cria dificuldades para o processo de retomada, pois diminui o grau de estímulo monetário diante de um cenário de contração fiscal com a retomada da agenda de austeridade. É proeminente que, em linha com a alta da taxa Selic, atores políticos promovam o avanço das reformas para equilibrar os juros de longo prazo em patamares moderados, contribuindo para a formação de condições financeiras mais propícias para alavancar o investimento privado.

No radar… Índices de inflação alternativos dominam a agenda econômica de amanhã. Saem, pela manhã, o IPC, o IGP-M, e os IPC-S. Espera-se um avanço na margem de, respectivamente, 0,71%, 2,20% e 0,41%. O IGP-M, cujo avanço em 2020 foi agressivo, segue sob pressão por conta de sua elevada sensibilidade à taxa de câmbio e à variação dos preços internacionais das commodities.

Equipe Econômica

Conrado Magalhães
[email protected]

Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]

Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

 
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

Relacionados

Agenda de Divulgações de Resultados – 1T21

Confira as datas que as empresas divulgarão seus resultados referentes ao primeiro trimestre de 2021. As datas foram compiladas através da Bloomberg [...]

Henrique Esteter - 22/04/2021

Apito Final |Incerteza pode persistir

Internacional Ativos americanos têm dia de reviravolta e encerram mais uma sessão em campo negativo;Ativos europeus encerraram no verde com manutenção de [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 22/04/2021

Rio Bravo: Olhar Atento | O orçamento deste ano

Hoje é a data final para o Presidente sancionar o orçamento deste ano. Ontem foi ratificada a PLN 2, que reedita [...]

Rio Bravo - 22/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções