Apito Final |Melhor de expectativas, ambiente externo e IBC-Br dão início a semana positiva para o Ibovespa

Internacional

  • Retomada do otimismo com vacinas e dados de atividade na Europa auxiliam dia de recuperação para ativos de risco globais.

Brasil:

  • Ibovespa se beneficia da menor aversão ao risco externa e encerra o dia no verde;
  •   Melhora de expectativas para as principais variáveis macroeconômicas e IBC-Br apontam para progresso na trajetória de recuperação da economia brasileira.

FECHAMENTO:

Ibovespa: 100.274 (+1,94%)­­
BR$/US$: 5,26 (-0,97%)
DI Jan/27: 6,94% (-3 bps)
S&P 500: 3.383 (+1,27%)

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg

PRINCIPAIS ALTAS:

YDUQ3: R$ 30,11 (+7,96%)
GOLL4: R$ 21,20 (+7,29%)
CIEL3: R$ 4,75 (+6,98%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

PRIO3: R$ 39,00 (-1,54%)
PETR3: R$ 21,82 (-1,00%)
PETR4: R$ 21,68 (-0,91%)


Cenário Externo:

Mercados… Após a forte onda de vendas que caracterizou a dinâmica dos mercados na semana passada, bolsas globais iniciaram a semana em tom otimista, assentados em dados sobre produção industrial na Europa, além de notícias relacionadas ao quadro sanitário (vide o Mercados Hoje desta manhã). Nesta frente, destacamos a retomada dos testes pela AstraZeneca, além dos comentários feitos pelo CEO da Pfzier, Albert Bourla, que acredita na provável aprovação de uma vacina ainda em 2020.


BRASIL:

Mercados… O mercado local iniciou a semana em tom positivo, se beneficiando da melhora de humor verificada no exterior. Acoplada à importação do bom desempenho externo esteve uma melhora de expectativas para a principais variáveis macroeconômicas (Pesquisa Focus), além do IBC-Br, índice de atividade do BCB, que apontou para a continuidade no processo de recuperação econômica. Diante de um cenário que não contou com novas surpresas negativas no âmbito político-fiscal, diversas classes de ativos conseguiram se beneficiar de um fluxo de notícias mais positivo. Ao longo do dia, o dólar operou em queda, acompanhando a desvalorização da moeda americana em âmbito internacional, enquanto o risco-país e as taxas no mercado de juros futuros também cederam, reflexo da menor aversão ao risco verificada nos mercados.

Pesquisa Focus… A pesquisa Focus divulgada hoje pelo BCB deu continuidade ao processo de melhora de expectativas. Entre esta e a semana passada, o PIB passou de -5,31% para -5,11%, enquanto as expectativas de inflação avançaram de 1,78% para 1,94%. Ambas as variáveis repercutiram o avanço na produção do varejo, da industrial e dos serviços registrado em suas respectivas pesquisas setoriais. A Selic ficou estável em 2,00%, enquanto a taxa de câmbio permaneceu em R$/US$ 5,25. Expectativas relacionadas às contas públicas tiveram resultado altista. A dívida líquida do setor público (% do PIB) passou de 67% para 67,50%, enquanto o déficit primário, isto é, a diferença entre despesas e receitas sem levar em conta o serviço da dívida público, aumentou de 11,70% para 12,00% do PIB.

Atividade econômica… Como destaque do dia, investidores receberam em tom positivo a alta de 2,15% do IBC-BR de julho, proxy mensal do PIB produzido pelo BCB. O resultado refletiu a melhora generalizada das pesquisas setoriais: as vendas no varejo nos sentidos restrito e amplo avançaram, respectivamente, 5,20% e 7,20%; a produção industrial aumentou 8,0% e o volume de serviços registrou ligeiro avanço de 2,60%. De qualquer maneira, o IBC-Br, está 4,89% abaixo do nível verificado em igual mês do ano passado e acumula baixa de -5,77% no ano. Acreditamos que o estado precário do mercado de trabalho, conjugado às incertezas relacionadas ao andamento das reformas, se configurarão como os principais entraves para uma retoma rápida e abrupta da atividade, que deve mostrar maiores sinais de desaceleração a partir do 4º trimestre de 2020. Comentamos o dado no nosso Flash Macro, disponível no site e no app O Guia Financeiro. 

Yduqs… A companhia de educação se consolidou como o grande destaque do pregão hoje. A performance do papel esteve relacionada ao noticiário de aquisição dos ativos da Laureate no Brasil. Após a apresentação da proposta da Ser, a Yduqs informou que também deve brigar por tais ativos, elevando o ânimo do investidor tanto em relação ao valuation das empresas quanto à demanda aquecida no setor de educação.

Setor de Companhias Aéreas… Após a AstraZeneca anunciar a retomada dos testes em todo o mundo e a aprovação da continuidade pela Anvisa, as ações das companhias aéreas hoje encerraram o dia entre as principais altas. Os testes haviam sido interrompidos na última terça-feira, após um dos voluntários ter apresentado efeitos colaterais adversos. Os cientistas confirmaram que não havia relação entre a vacina e a reação do paciente. Com isso, surge um otimismo maior com relação à volta da normalidade total.

Equipe Econômica

Conrado Magalhães
[email protected]

Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

 
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções
Bitnami