Apito Final | 11 de Fevereiro

Internacional
• Bolsas globais continuam a operar em alta;
• Powell versa sobre a economia e política monetária americana para a Câmera dos Deputados nos EUA;
• Produção industrial na Alemanha e IPC nos EUA são os destaques da agenda de amanhã.

Brasil 
• Ibovespa avança em linha com alívio no exterior;
• Copom adota tom hawkish na ata referente à reunião fina na última 4ªF.


FECHAMENTO:

Ibovespa:115.371 (+2,49%)
BR$/US$: 4,33 (+0,08%)
DI Jan/21: 6,44% (-62 bps)
S&P 500: 3.357 (+0,17%)

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg

PRINCIPAIS ALTAS:

BTWO3: R$ 70,60 (+7,34%)
USIN5: R$ 9,92 (+6,68%)
NTCO3: R$ 47,80 (+6,27%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

CIEL3: R$ 7,13 (-1,52%)
CRFB3: R$ 22,05 (-0,45%)
HGTX3: R$ 24,50 (0,00%)


CENÁRIO EXTERNO:

Mercados… Bolsas globais confirmaram a tendência verificada ao longo do início do dia e operaram em alta ao longo do pregão. Na medida em que a disseminação do coronavírus e seu impacto sobre o crescimento global passar por uma melhor compreensão, investidores assumem posições compradas e reforçam as altas das bolsas. Ao todo, tanto o S&P500, assim como o STOXX 600, passaram por uma valorização de 0,17% e 0,90%.

Powell fala sobre a economia americana… O presidente do Fed, Jerome Powell, versou sobre o atual estado da economia americana e seu significado para a implementação da política monetária no Congresso americano. Segundo Powell, o atual ciclo de expansão da maior economia do mundo está entrando em seu décimo-primeiro ano, impulsionado por um mercado de trabalho aquecido que tem gerados aumentos salariais, principalmente para os trabalhadores menos qualificados.

Powell fala sobre a política monetária… No que tange à política monetária, reiterou que a atual política de juros – com uma taxa atual na banda entre 1,50% – 1,75% – é apropriada para sustentar o ciclo de expansão. De interessante, Powell fez menção ao fato de que a taxa de juro neutra, isto é, aquela condizente com a ausência de pressões inflacionárias, tem caído ao longo dos últimos anos. Isto cria dificuldades para a política monetária, uma vez que dá menos espaço para que a política de juros seja estimulativa caso o cenário econômico sofra uma deterioração. Por causo disto, o Fed promoverá uma revisão de suas ferramentas e estratégias. Por último, reforçou a necessidade de colocar as contas públicas em terreno sustentável para garantir a existência de estabilizadores em um mundo onde a política monetária já não tem a mesma potência de antes.

No radar… Amanhã, investidores fixarão suas atenções na produção industrial na zona do euro e no índice de preços ao consumidor nos EUA. O primeiro deve passar por uma queda, principalmente em função da reduzida produção industrial na Alemanha – setor que tem sofrido constantemente com a enfraquecida demanda estrangeira. O segundo deve registrar um avanço em torno dos 0,2%, repercutindo, ainda, a baixa resposta da inflação aos constantes avanços no consumo doméstico.


BRASIL:

Mercados… Após sofrer quedas acentuadas e voltar a ser negociado em torno dos 112 mil pontos na sessão de ontem, o Ibovespa recuperou parte das perdas em linha com o alívio verificado no exterior. No mercado cambial, o real prosseguiu com sua tendência depreciativa e voltou a renovar sua máxima histórica ao ser negociado a R$ 4,34/US$. O corte de juros e os dados de atividade fracos, assim como preocupações em torno de como a queda na demanda chinesa – decorrente da disseminação do novo coronavírus –, que deve afetar a demanda por exportações brasileiras, são alguns dos fatores que tem pressionado o real. No mercado de juros, as taxas operaram em queda ao longo de todos os vértices. O mercado, em sua totalidade, não parece ter respondido ao comunicado hawkish exposto na ata do Copom, divulgada hoje pela manhã. Acreditamos que, após um ciclo de afrouxamento monetário, que derrubou a taxa de juros em 225 bps em apenas sete meses, o Copom só deve voltar a realizar novos cortes se houver uma deterioração relevante no quadro da economia brasileira. O CDS de cinco anos, medida de risco, país, segue sendo negociado em torno dos 100 pontos base. Reiteramos: até que o Congresso Nacional não execute avanços relevantes nas reformas fiscais, o ativo seguirá ao redor deste patamar. Consequentemente, trava-se um dos canais pelo qual o real poderia se apreciar frente ao dólar.

Ata do Copom… A Ata do Copom, ao reiterar que o balanço de riscos está assimétrico para cima, voltou a adotar o mesmo tom hawkish exposto em seu comunicado pós decisão de política monetária. De novo, em função de uma restrição de oferta, causada pelo esgotamento de um modelo de alocação de capital centralizada, membros do comitê ressaltaram que o hiato do produto pode ser menor do que anteriormente estimado. Isto, na prática, significa que a economia pode – em um ambiente de transformação financeira no mercado de capitais e crédito – voltar a sentir pressões inflacionárias mais rápido que se pensava. Sobre o coronavírus, alertou que a suas implicações para a política monetária dependerão da magnitude relativa de seu impacto sobre a desaceleração da economia global versus a reação de importantes ativos financeiros.

Gol… A empresa teve ótimo desempenho no pregão dessa terça-feira. Diante da antecipação da renovação de sua frota através da venda e arrendamento de 11 aeronaves para a Carlyle Aviation, o mercado ficou positivo quanto a possibilidade de redução seu nível de endividamento.

IRB… Após cair mais de 16% na segunda-feira, a empresa reagiu e retomou parte das perdas. O Bradesco e Itaú chancelaram as demonstrações financeiras publicadas pelo ressegurador nos últimos anos, o que trouxe certo alívio para a pressão sobre a empresa. Vale ressaltar que os dois bancos são os maiores acionistas da IRB.

 

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Conrado Magalhães
[email protected]

Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável  por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

Relacionados

Rio Bravo: Olhar Atento | Orçamento e Reforma Tributária

Após as eleições municipais, temas econômicos mais polêmicos podem retomar no Congresso. Entre eles a discussão do orçamento e da reforma [...]

Rio Bravo - 01/12/2020

Guide Empresas - JBS conclui aquisição de margarina e maionese da Bunge no Brasil; CSN dá início a reajuste nos preços que devem chegar até 12%; e mais...

CSN: Cia faz reajustes no preço do aço em até 12% a partir de hojeImpacto: PositivoJBS: Cia conclui aquisição de margarina [...]

Luis Sales - 01/12/2020

Mercados Hoje | Maia quer aprovar Tributária com ou sem o Governo

Introdução: Internacional • Bolsas globais retomam trajetória altista após realização no fim de novembro;• Sentimento continua em alta na esteira de dados de [...]

Victor Beyruti Guglielmi - 01/12/2020

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções