Cotações por TradingView

Apito Final | Contaminação?

Tempo de leitura: 7 minutos

Internacional

• Ainda sob a influência da variante delta, mercados penam para romper novas máximas históricas;
• Oportunidades de emprego atingem nova máxima histórica na leitura de junho;
• Confiança na economia alemã e dados sobre o mercado de trabalho americano marcam agenda internacional de amanhã.

Brasil

• Mercados domésticos operam na contramão do exterior, mesmo em meio à desordem da política fiscal;
• Confiança do consumidor medida pela Fecomércio retorna aos níveis pré-pandemia;
• Expectativas de inflação voltam a apresentar deterioração na virada da semana;
• Elevação das expectativas pode estar refletindo contaminação da política fiscal;
• IPCA de julho e Ata do Copom protagonizam agenda de amanhã.


FECHAMENTO

Ibovespa: 123.019 (+0,17%) ­­
BR$/US$: 5,23 (+0,14%)
DI Jan/27: 9,49% (+9 bps)
S&P 500: 4.432 (-0,19%)

PRINCIPAIS ALTAS:

BEEF3: R$ 8,85 (+4,00%)
BPAC11: R$ 31,30 (+3,92%)
SUZB3: R$ 56,37 (+3,81%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

JHSF3: R$ 7,54 (-2,20%)
ELET3: R$ 40,47 (-1,89%)
LAME4: R$ 6,60 (-1,79%)

Fonte: Bloomberg. Obs: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg


Cenário Externo

Sem muita força

Mercados… Ativos de risco internacionais operaram sem força ao longo do pregão, ainda rodando perto das máximas históricas e à espera de novos catalisadores para acelerar o fluxo comprador. Na sessão, as commodities sofreram sob a narrativa de uma demanda mais fraca da Ásia decorrente do alastramento da variante delta em importantes regiões onde a vacinação ainda anda a passos lentos. Os juros futuros nos EUA também operaram em leve alta, como dólar global novamente acompanhando o movimento. Ao longo da primeira sessão da semana, o único indicador de relevância foi a abertura de vagas de emprego nos EUA referente ao mês de junho.

Oportunidades de emprego ainda nas máximas históricas… As oportunidades de emprego, uma espécie de proxy para a demanda por trabalho, atingiu uma nova máxima histórica. Foi de um valor revisado de 9,48 milhões em maio para 10,07 milhões em junho. A elevada demanda por trabalho vem acompanhando a expansão da demanda. E, ao contrário do que sugere a taxa de desemprego, repercute um mercado de trabalho que está bastante aquecido. A oferta de trabalho, como demonstrou o ainda reduzido nível da taxa de participação na semana passada, ainda não responde na mesma magnitude, explicando porque temos observado uma constante pressão altista sobre os salários.

No radar… Além do índice de expectativas na Alemanha, o investidor fica de olho nos dados de produtividade e custo unitário do trabalho. Ambos são importantíssimos para calibrar a percepção de pressão inflacionária decorrente do avanço dos salários.


Brasil

Contaminação?

Mercados… Na contramão dos mercados internacionais, o índice Bovespa conseguiu encerrar a primeira sessão da semana na verdade, puxada pelos setores de consumo – em vista de um aumento notável na confiança do consumidor –, imobiliário e telecomunicações. O dólar teve um dia volátil, reagindo à desordem e incerteza da política fiscal e ao movimento do dólar global, enquanto as taxas de juros futuras também, mas em função adicional do IGP-DI acima do esperado e à alta das expectativas de inflação. Ambos os ativos, entretanto, moderaram o movimento na esteira de comentários feitos pelo Ministro da Cidadania de que a expansão do Bolsa Família não furaria o teto de gastos.  O CDS de cinco anos, métrica de risco-país, continuou em alta, ultrapassando os 184 pontos e auxiliando a pressão sobre o câmbio.

Confiança do consumidor segue recuperando… A confiança do consumidor, medida pela Fecomércio, aumentou de 116,5 em junho para 118,6 em julho, praticamente retornando ao patamar pré-pandêmico. Assim como com outros índices de atividade, a confiança do consumidor está respondendo diretamente ao avanço da atividade, que reflete o afrouxamento das restrições viabilizadas pelo avanço da vacinação. E melhora do indicador em julho se deu em função de um avanço das expectativas futuras, tendo em vista a virtual estabilidade das expectativas correntes. Ainda assim, é evidente que uma melhora sustentada da confiança – isto é, sua manutenção nos atuais patamares – depende de uma evolução mais positiva do mercado de trabalho e do endividamento privado.

Expectativas de inflação ainda muito pressionadas… As expectativas de inflação da Pesquisa Focus de hoje seguiram sob pressão relevante. Para 2021, subiram novamente de 6,79% para 6,88%, novamente acentuando os riscos, via inércia inflacionária, para os preços de 2021. Para o próximo ano, também subiram ao ir de 3,81% para 3,84%, distanciando-se ainda mais do centro da meta de inflação para o ano, fixada em 3,50%. É curioso que a expectativa de inflação para o ano que vem tenha subido, visto que o Copom do Banco Central adotou uma postura mais agressiva na reunião da semana passada. Além de acelerar o ritmo de aperto para 100 bps, contratou uma alta de igual magnitude para a reunião de setembro e demonstrou estar disposto a levar a Selic além do nível neutro.

De olho na política fiscal… Em tese, o tom mais duro e incisivo do Banco Central no combate à inflação deveria ter produzido, no mínimo, estabilidade, e, no máximo, queda das expectativas. Afinal, a autoridade monetária se demonstrou mais do que disposta a sacrificar atividade para garantir a meta de inflação do ano que vem. Tendo em vista que não houve divulgação de índices de inflação com surpresa negativa na semana passada, entendemos que o movimento provavelmente reflete uma contaminação da política fiscal. Grandes incertezas permeiam a condução da política fiscal, e os mais recentes desenvolvimentos (precatórios, expansão do Bolsa Família e impacto fiscal da reforma do IR) tem gerado mais preocupações do que qualquer outra coisa. Diante de um cenário conturbado, mais inflação, proveniente de um câmbio sistematicamente depreciado, se torna a norma. O trabalho do BC não poderia ser mais difícil.

No radar… Amanhã o IPCA de julho e a ata do Copom entram em destaque. Quanto ao primeiro, esperamos uma nova aceleração de 0,53% para 0,95% em virtude da alta da energia elétricas, das passagens aéreas e dos combustíveis. Se confirmado, o IPCA terá atingido uma variação em 12 meses de 8,98%. Quanto à ata, será importante ficar de olho no que o Copom tem a dizer a respeito de sua intenção de levar a Selic além do nível neutro. Além disto, esperamos comentários importantes relacionados à política fiscal, além de maiores detalhamentos quanto à visão do BC no que se refere à natureza e persistência da inflação corrente.

Equipe Econômica

Conrado Magalhães
[email protected]
Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]
Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]
Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

 
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

Relacionados

Guide Mercados Hoje: Ômicron e Powell Hawk voltam a achatar a curva americana

No Mercados Hoje falamos sobre a abertura do mercado e listamos os principais acontecimentos do noticiário e da agenda econômica no [...]

Victor Beyruti Guglielmi - 01/12/2021

Apito Final | Bolsas fecharam novembro com novos riscos no radar

Internacional • Normalização monetária antecipada e receios com Ômicron derrubaram bolsas globais;• Confiança do consumidor americano teve nova queda em novembro. Brasil • Aprovação [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 30/11/2021

Rio Bravo: Olhar Atento | A taxa de desemprego ficou em 12,6% no trimestre encerrado em setembro

A taxa de desemprego ficou em 12,6% no trimestre encerrado em setembro, ficando abaixo da expectativa do mercado (12,7%). Essa taxa [...]

Rio Bravo - 30/11/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções